Seja Bem-Vindo!

PÁGINA INICIAL (Home)

Dica: Utilize a pesquisa personalizada do blog para assuntos específicos em relação ao ceratocone.

Este blog tem o compromisso de divulgar informações precisas e atualizadas sobre o ceratocone e as opções de tratamento, cirurgias e especialmente da reabilitação visual com uso de óculos ou lentes de contato.

Pesquisar este blog

domingo, 30 de julho de 2017

Baixa Umidade do Ar e Ceratocone


Com a baixa umidade relativa do ar em grande parte do Brasil os sintomas de olhos ressecados é muito comum nos pacientes com ceratocone, em especial aqueles que usam lentes de contato. As lentes que mais apresentam problemas quando a umidade relativa do ar está muiuto seca são as lentes gelatinosas, embora os sintomas sejam evidentes também tanto com lentes rígidas como esclerais. 

Dicas:
  1. Hidratar-se, beber água em quantidade e frequência maiores que o normal;
  2. Umidificar o ambiente, seja trabalho ou em casa, com umidificador de ambiente ou balde com uma toalha encharcada em água dentro;
  3. Pingar colírio lubrificante, de presferência sem conservantes, indicado pelo oftalmologista;
  4. Evitar ar condicionado ou ventilador direto, procurar sempre deixa-los posicionados para outro lado;
  5. Evitar coçar os olhos com força ou com frequência pois isso pode causar pequenas lesões no epitélio corneano;
  6. Caso sinta os olhos vermelhos e quentes e não puder na hora ir no oftalmologista, utilize apenas colírio lubrificante e faça compressas geladas de 10- 15 minutos,  de 4/4 horas e assim que possível vá consultar com um oftalmologista.
  7. Sempre que possível, pesquise bastante sobre as lentes de contato disponíveis e os resultados obtidos. As complicações são muito menos frequentes com lentes de contato especiais alta qualidade e tecnologia.

A umidade relativa do ar muito abaixo dos níveis de segurança faz eclodir uma série de disturbios que podem em maior ou menor grau afetar a vida do paciente com ceratocone. Vejam este artigo do laboratório Pfeizer relacionando algumas destas complicações no link abaixo.


Outro artigo bem escrito sobre o assunto é do Dr. Hilton Medeiros. O uso de colírios lubrificantes mais modernos sem conservantes e portanto mais saudáveis para o uso mais frequente é uma das melhores maneiras de proteger os olhos. Utilizar umidificadores de ambientes, beber mais água durante o dia ajuda a tolerar melhor o tempo mais seco e proteger os olhos do ressecamento. Quem mais sofre são as pessoas alérgicas." Veja o artigo na íntegra no link abaixo.



"As principais causas são conjuntivite, alergias e olho seco. No ápice da secura, 
a conjuntivite pode até virar epidemia. A baixa umidade do ar resseca também a 
região ocular, causando a Síndorme do Olho Seco. 




Os pacientes usuários de lentes rígidas mais afetados são aqueles que estão adaptados com lentes que não possuem um desenho adequado. As lentes, do centro até a borda periférica devem ser precisamente alinhados de maneira que não produzam áreas de toque na córnea que impedem a circulação do filme lacrimal e provocam áreas de atrito, especialmente se a lubrificação estiver reduzida devido a secura ocular provocada pela umidade relativa do ar mais baixa. Mesmo pacientes usuários de lentes esclerais pdoerão sentir os sintomas, especialmente nas lentes esclerais menores pois estas cobrem uma área parcial em volta da córnea, deixando ainda boa parte da superfície ocular anterior descoberta e susceptível de ressecamento.

As lentes esclerais do tipo Full Scleral como a SB (Ultralentes) que possuem diâmetros de 18.5 a 21.5 mm tem uma maior área de cobertura e mesmo assim é recomendado ao paciente a utilização de colírio lubrificante em forma de lágrimas artificiais, sem conservantes. Veja abaixo vídeo da lente SB Full Scleral:

Vídeo: LC Escleral SB Full Scleral (Cortesia Ultralentes)

A prevenção continua sendo a melhor ferramenta para prevenir complicações advindas com esta onda de umidade relativa do ar muito baixa. Seguir estas orientações não é garantia de que o paciente não tenha alguma queixa mas reduz em grande parte o risco que eles ocorram ou sejam agravados.

Espero que o resumo sobre o tema possa ajudar a aqueles que estão de alguma maneira sentindo-se afeados pela baixa umidade relativa do ar e que venha um pouco de chuva e umidade mais alta, ajuda muito.




Nenhum comentário: