Seja Bem-Vindo!

PÁGINA INICIAL (Home)

Dica: Utilize a pesquisa personalizada do blog para assuntos específicos em relação ao ceratocone.

Este blog tem o compromisso de divulgar informações precisas e atualizadas sobre o ceratocone e as opções de tratamento, cirurgias e especialmente da reabilitação visual com uso de óculos ou lentes de contato.

Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Cirurgia Laser & Crosslinking no ceratocone

Como eu havia previsto em Maio de 2008 no link Ceratocone, Crosslinking e Cirurgia Refrativa já existe no Brasil uma iniciativa pioneira da Unifesp, que nos dias 5 e 6 de Março de 2010 promove o XXXIII Simpósio Internacional Moacyr Álvaro (SIMASP) onde o tema será "A Visão do Futuro".
Durante este simpósio serão debatidas diversas técnicas inovadoras como o Laser Crosslinking para o ceratocone, o Laser Pascal para doenças da retina e o Laser Femtosecond para as cirurgias de transplante de córnea, além de muitas outras inovações tecnológicas nas áreas de exame e lentes intraoculares para a cirurgia de catarata.
'
A pesquisa científica e clínica de tratamentos cirúrgicos com novas tecnologias é fundamental para que exista evolução, no entanto é importante que exista cautela pois na maior parte dos estudos são necessários vários anos ou mais de uma década para que um procedimento seja avaliado em uma perspectiva de longo prazo, quanto a sua eficácia e segurança.
`
O laser crosslinking seguramente irá promover esse debate a partir desta década, lembrando que uma córnea com uma ectasia como o ceratocone ou uma ceratoectasia iatrogênica como pós-Lasik (talvez o principal motivador desta nova técnica) apresenta uma espessura corneana (paquimetria) abaixo da normalidade com elevações anteriores e posteriores e portanto fazer uma ablação mesmo que controlada a laser irá remover ainda mais tecido corneano. Será que o crosslinking sozinho será suficiente para promover a estabilidade do resultado pós-operatório do Excimer Laser? A maior resistência biomecânica da córnea pelo fortalecimento das fibras de colágeno ocorrem naturalmente ao longo da vida de um indivíduo, mas seguramente estamos falando de um paciente que possui uma ectasia corneana de etiologia ainda obscura, mesmo com as recentes descobertas e estudos da última década ainda pouco se sabe sobre a origem do ceratocone e os prognósticos para os novos e promissores tratamentos cirúrgicos desenvolvidos recentemente.
'
Seguramente um dos maiores avanços na utilização do laser no ceratocone foi a utilização do Intralase para o transplante de córnea. Uma das principais vantagens para o paciente é o tempo de recuperação que é de aproximadamente seis meses (até 10 meses) comparado ao transplante tradicional (ceratoplastia penetrante) de 12 a 16 meses. Outro fator importante a considerar com o Intralase é um melhor encaixe do enxerto com a córnea receptora, apresentando um resultado final bem mais uniforme e minimamente visível. Com uma ceratometria mais uniforme (curvatura corneana) fica mais fácil para o paciente que irá necessitar do uso de óculos ou de lentes de contato pois a córnea apresenta um astigmatismo mais baixo e menos irregular do que o da cirurgia tradicional. No entanto é importante mencionar que a técnica tradicional também apresentou avanços nas últimas décadas com resultados cada vez melhores especialmente quando realizado por cirurgiões experientes.
.
A oftalmologia Brasileira está de parabéns por manter-se atualizada com o que há de mais avançado no primeiro mundo. Os brasileiros poderão contar com técnicas e tecnologias cada dia mais avançadas para o tratamento das patologias oculares.
'
Luciano Bastos
Diretor & Instrutor de Lentes de Contato IOSB - Porto Alegre
Em colaboração com o Blog Ceratocone & Tratamentos

145 comentários:

Paulinha disse...

Eu tenho Ceratocone descobrir ano passado não consegui me adaptar com as lentes o que posso fazer alguma dica para mim não aguento mais ter dor de cabeça e minha visão cosando

Direção disse...

Paulinha,

Muitas pessoas tem dificuldade com a adaptação de lentes. Talvez você possa testar outras lentes como a Ultracone que poderá obter melhores resultados. De onde você é?

Paulinha disse...

Eu sou da cidade de Barão de Cocais,essa lente Ultracone resolve mesmo o meu problema ou só iria amenizar meu problema,desde já agradeço

Direção disse...

Paulinha,

Sugiro que você faça uma avaliação com o Dr. Brunno Dantas em Juiz de Fora ou com o Dr. Orestes Miraglia Jr em BH, eles poderão lhe ajudar. Que cidade fica mais próxima para você, BH, Uberlândia ou Juiz de Fora?

Paulinha disse...

A cidade mais proxima onde morro e BH

Anônimo disse...

por gentileza, sabe me informar que é o melhor médico para atender ceratocone em Curitiba? a cirurgia crosslink melhora a visao? moro na região metropolitana.
obrigado pela atenção
Fabiana

Daniel disse...

O/A ceratocone é o carma da minha vida...
hj com 27 anos fui descobrí-la aos 20, fiz vários exames, topografias, testes de lentes..e nada.. não me adapto de forma alguma, jah desisti de tentar usar as lentes, só mesmo qdo vou renovar a carteira de habilitação, pq dai não tem jeito, enchergar aquelas letras sinceramente é o meu atual desafio.
venho acompanhado o blog dentre suas atualizações e avanços, espero que realmente poçamos ter um meio de resolver este inconveniente, as noites mal durmidas pela dor de cabeça causada, as pessoas que nos chamam de mala por não as comprimentá-las na rua, mas sabemos que é pq não as vemos rs.
fiz vários testes com diferentes oftalmologistas, em varginha mg e pouso alegre mg, por acaso se alguem suber indicar algum a qual possa estar fazendo um novo teste agradeço.

Direção disse...

Daniel,

Após tantos testes e insucesso na adaptação de lentes sugiro que você procure o Instituto de Olhos Dr. Saul Bastos em Porto Alegre no estado do Rio Grande do Sul. O IOSB atualmente é uma referência quando diversos pacientes tem dificuldade em conseguir adaptar-se a lentes de contato com segurança e conforto, pois eles são especializados nos caos mais complexos e avançados.

Veja mais em www.iosb.com.br

Neste link há os dados de contato.

Grato por participar deste Blog.

Paulinha disse...

Daniel obrigado porresponder pois tenho o mesmo problema k vc e passo por tudo k vc passa um ó do borogodo

Direção disse...

Fabiana,

Em Curitiba tem ótimas opções em tratamento do ceratocone, como a Dra. Sally Moreira e a Dra. Luciane Moreira no Hospital de Olhos Moreira. Ambas tem grande experiência na adaptação de lentes especiais confortáveis que que permitem aos pacientes a melhor acuidade visual possível de obter, sem comprometer a saúde da córnea.

A literatura médica sobre o crosslinking demonstra que existe uma pequena diminuição da curvatura corneana na área tratada e que os pacientes podem ganhar uma ou duas linhas de visão após o tratamento.

Ainda em Curitiba, o Dr. Leon Grupenmacher tem uma boa experiência no tratamento de Crosslinking de Colágeno de Córnea com Riboflavina sob luz ultravioleta A.

Boa sorte no seu tratamento.

Devaneios, confissões e eu disse...

Eu queria saber se depois que eu fizer o crosslinkin, é possível voltar a usar lentes de contato gelatinosas comuns para minha miopia? Ou se até mesmo depois da cirurgia, o uso de lentes do contato gelatinosas comuns são proibidas?

Gilda Trinta disse...

Sou de São Luis-MA e Terei que fazer uma colocação do anel de carrara. Em BH existe essa cirurgia a laser no caso de ceratocone.
obrigada!

Direção disse...

Eu queria saber se depois que eu fizer o crosslinkin, é possível voltar a usar lentes de contato gelatinosas comuns para minha miopia? Ou se até mesmo depois da cirurgia, o uso de lentes do contato gelatinosas comuns são proibidas?

Cada caso deve ser avaliado individualmente pelo oftalmologista, primeiro para saber se tem boa indicação de crosslinking e se realizado o procedimento, depois da recuperação terá que ser avaliada a viabilidade da adaptação de lentes gelatinosas ou RGPs especiais.

__________________________________

Sou de São Luis-MA e Terei que fazer uma colocação do anel de carrara. Em BH existe essa cirurgia a laser no caso de ceratocone.
obrigada!


Cara Gilda, em BH você pode procurar pelo Dr. Paulo Ferrara e pelo Dr. Leonardo Torquetti que poderão lhe esclarecer sobre sobre as técnicas disponíveis em Minas Gerais.

Boa sorte!

Wagner disse...

ola!

Descobri que tenho ceratocone hoje 13/05/2010, o médico me disse para eu fazer o crosslinking para impedir o avanço da doença, porém o valor do processo cirurgico é realmente alto. Ja li algo sobre a doença e gostaria de saber até que ponto essa doença pode progredir e afetar minha vida! ela pode cegar totalmente ?

Moro na região metropolitana de Curitiba.
Att.
Wagner

Luciano Bastos disse...

Olá Wagner,

O tratamento do crosslinking ou CXL é indicado especialmente nos acaso onde há comprovação inequívoca de episódios de progressão sucessivos do ceratocone. Para essa verificação é importante que o especialista possa verificar através de exames clínicos e de exames de topografia (preferencialmente feitos em um mesmo equipamento) em um período em torno de quatro a seis meses, salvo se ele já tem esse histórico registrado e devidamente documentado.

Em Curitiba tem ótimos especialistas (entre outros) que podem lhe orientar, tais como:

- Dra. Sally Moreira
- Dra. Luciane Moreira
- Dr. Leon Grupenmacher
- Dra. Tania Schaefer

Geralmente a adaptação de lentes de contato é feita independente se a verificação do ceratocone esteja sendo acompanhada, mas é importante lembrar de permanecer de três a cinco dias sem usar as lentes antes do exame de topografia corneana para resultados precisos.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração ao Blog C&T.

Wagner disse...

Ola Luciano

Obrigado pelas explicações, achei um pouco precoce a cirurgia. É sempre bom procurar uma segunda opinião.
É complicado pensar que você pode perder a visão em alguns anos.

Fico grato pelas indicações.

Ricardo disse...

Tenho ceratocone há alguns anos, aparentemente com uma progressão lenta. Soube do problema após uma cirurgia LASIK para correção de miopia. Desde então apareceu um astigmatismo que vem progredindo, levando ao diagnóstico de ceratocone. Já tentei adaptação com a ultracone e lentes rígidas, porém sem sucesso. Hoje uso óculos, mas isso é somente paliativo.
Existe algum profissional na cidade de São Paulo que você possa indicar para fazermos uma avaliação e discutir possibilidades de um tratamento mais eficaz?
Desde já, agradeço.

Luciano Bastos disse...

Olá Ricardo,

Seu caso provavelmente é de uma ceratoectasia iatrogênica, ou seja uma ectasia como a do ceratocone resultante de uma perda da resistência biomecânica da córnea após a cirurgia de LASIK. O flap ao ser cortado, produz cortes nas ligações de fibras de colágeno corneano, se o tecido retirado for significativo (especialmente quando a miopia é elevada) a córnea pode ficar com uma espessura (paquimetria) baixa e provocar essa situação. Existem casos de ceratoectasias iatrogênicas tardias que somente ocorrem anos depois do procedimento.

Quanto aos tratamentos disponíveis, talvez o crosslinking tenha uma boa indicação. Embora seja um tratamento ainda em estudo, especialmente no Brasil pois tem sido realizado há poucos anos e no exterior há aproximadamente 10 anos (poucos casos com esse tempo de acompanhamento), é um tratamento promissor, especialmente se a ectasia encontra-se em processo de episódios de evolução.

Já em relação a lentes de contato, me parece que você confundiu a lente de contato Ultracone com outra, pois esta lente é uma lente rígida gás permeável especial portanto como você escreveu que testou a "Ultracone e lentes rígidas", a impressão que me deu foi de que você testou na verdade uma lente gelatinosa para ceratocone e não adiantou.

Recomendo a você a UNIFESP (Instituto da Visão) em São Paulo, ou ainda os oftalmologistas Dr. César Lipener ou a Dra. Neusa Vidal Sant'anna, ambos ligados a UNIFESP e que conhecem estes métodos de tratamento e poderão lhe orientar corretamente, assim como testar a lente RGP Ultracone ou alguma de suas versões personalizadas que as vezes podem ser necessárias de acordo com o caso específico. É comum pacientes que não se adaptam com lentes rígidas terem sucesso com a Ultracone, talvez seja apenas uma questão de testar a lente certa.

Boa sorte,
Luciano Bastos

Em colaboração com o Blog C&T

Ricardo disse...

Obrigado Luciano.

Me confundi com as lentes sim, mas testei a Ultracone, que se não me engano teve que vir da Alemanha, e outra gelatinosa. Ambas não se adaptaram.

Vou procurar os profissionais que vc mencionou, e me informar sobre o Instituto da visão da UNIFESP. Meu ceratocone é somente no olho direito. O cirurgião que realizou a cirurgia disse que a culpa seria minha, por ser nadador e utilizar óculos para natação, declaração descartada por meu médico atual, que me explicou exatamente o que vc explicou. Porém este prefere esperar um pouco para que o ceratocone estabilize ou não, e eu prefiro procurar uma segunda opinião, pois desejo uma forma mais definitiva para tratar isso.

Luciano Bastos disse...

Olá Ricardo,

A lente Ultracone é uma lente RGP especial para o ceratocone e é fabricada pela Ultralentes, eu e meu pai desenvolvemos essa lente aqui no Brasil, embora nossa tecnologia venha em sua maior parte dos EUA. Veja mais em www.iosb.com.br e www.ultralentes.com.br

Quanto ao seu caso, somente é possível determinar o melhor tratamento com você sendo avaliado pelos especialistas da UNIFESP, você seguramente está em boas mãos, entre diversos ótimos profissionais do estado de SP.

Boa sorte,
Luciano

vinicius disse...

Ola eu presizo faser crosslinking mas to sofrendo muito em casa e quando paro para pensa porque minha familia num tem dinheiro para faser crosslinkng e com isso sofro por ver tds la se vendo lok para conseguir o dinheiro mas ta muito dificil ja pensei em faser um bimgo q amigos queriam me dor bike entre outras coisa mas estou tentando aruma otro geito mas ta dificil tenho medo de entra em depreção por isso mas quem pode usar a lente use eu descubri tarde e é ruim até quem descubriu o ceratocone era uma especialista em ceratocone devo muito a ela
abrass

Anônimo disse...

A final, ha uma cirurgia a laser para quem tem ceratocone sem ser transplante ou não ?

Direção disse...

Caro anônimo,

Pergunta simples e direta, resposta não tão simples e um tanto complexa.

A cirurgia refrativa a laser direto sobre o ceratocone é contraindicada pois o tecido retiradod na cirurgia pode causar uma progressão da patologia. Entretanto existem registros de especialistas submetendo pacientes ao crosslinking como forma de aumentar a resistência biomecânica da córnea e depois fazendo a cirurgia refrativa. Mesmo com o crosslinling creio ser um tanto arriscado este procedimento devido a baixa espessura corneana mesmo após o crosslinking.

Este seria uma combinação experimental.

Isabel disse...

Ola Boa tarde a todos, eu estava lendo todos os comentários aqui, e eu também tenho ceratocone, fui diagnosticada ha 20 anos e desde então tenho tentado tratamentos, ja usei, oculos, lentes, e por fim não tenho mais condições de gastar com outras lentes pq não consigo me adaptar, as vezes tenho vontade de desistir pq, ja paguei até plano de saude para ver se conseguiria o implante do anel, mas no final o plano não cobriu a cirurgia e eu voltei a estaca zero, sou do Parana, Terra boa, uma cidade perto de Maringa, a minha pergunta seria se eu poderia conseguir este tratamento pelo sus, pq sinceramente chega um momento na vida que a gente perde as forças para lutar, o transplante ainda não é indicado para meu problema, pq como disse-me varios médicos não é recomendado, então o que sobra é a cirurgia do anel q até o momento não consegui fazer pq não tenho o lado financeiro, então se alguém souber, de um médcio que esteja fazendo pelo sus por favor me informe, e saiba que foi um alivio para mim poder desabafar aqui, agradeço a compreensão.Obrigada pelo o espaço ..abrços a todos

Isabel disse...

Apenas uma ressalva Fui diagnosticada por Hamilton Moreira em Curitiba, mas apesar de ser um ótimo médico, não pude continuar o tratamento pois é tudo particular.

Anônimo disse...

olá,


Moro em são luís-MA E TENHO CERATOCONE,já fiz o exame de topografia e testei várias lentes ,mais a minha médica ainda não achou nenhuma lente para meu problema.E tudo isso me incomoda muito,perco até a vontede de estudar pela dificuldade de enxergar.Quero uma dica DE MÉDICOS ESPECIALISTAS aqui no maranhão ou perto, e tratamentos adequado que não tenha um custo muito caro.Se alguem pode me ajudar ficarei grata ,pois tenho medo de ficar cega.
obrigada desde já !

Anônimo disse...

olá,


Meu NOME É nATASHA E Moro em são luís-MA E TENHO CERATOCONE,já fiz o exame de topografia e testei várias lentes ,mais a minha médica ainda não achou nenhuma lente para meu problema.E tudo isso me incomoda muito,perco até a vontede de estudar pela dificuldade de enxergar.Quero uma dica DE MÉDICOS ESPECIALISTAS aqui no maranhão ou perto, e tratamentos adequado que não tenha um custo muito caro.Se alguem pode me ajudar ficarei grata ,pois tenho medo de ficar cega.
obrigada desde já !

vinicius disse...

Olá NATASHA eu ja fui en outros especialista
consegui pelo rotary umas consulta para ter opiniao de outros especialista só posso te falar q a melhor coisa q vc faz é axa a lente por enquando num desistir para a vida num é facil
se vc axa q tem problema pense q pode ter gente pior e é assim se vc ainda enxerga é q seu ceratocone nao esta muito avançado e quando xegar no ponte q esta perdendo a visai va em um Oftalmologia e pede para colocar vc na lista de doações de cornea a unica coisa q pode faser e se vc ja estiver perto dos 30 ve com algum Oftalmologia para falar sobre o cross se vale a pena vc faser sei la isso q axo eu posso te falar q tem muita gente q tem problemas mais ruim e num desistiram eu axo q sou um e seu dez dos 14 ano q sei dessa doença

Patricia disse...

Olá, gostaria de saber quantos dias após o Crosslink é possível voltar a trabalhar e dirigir normalmente.

Luciano Bastos disse...

Olá Patrícia,

É difícil dizer, os estudos mostram que os pacientes submetidos a cirurgia de crosslinking de colágeno de córnea com riboflavina sob luz ultravioleta apresentam resultados disferentes em termos de recuperação, alguns demoram mais para diminuir o haze criado após o tratamento, possivelmente devido a raspagem do epitélio corneano em uma área de aproximadamente 7 mm. centrais da córnea. Alguns pacientes não conseguem voltar ao trabalho na primeira semana conforme for a sua atividade profissional, outros tem recuperação em poucos dias e outros podem levar até alguns meses até melhorar do haze, embora eles possam voltar as suas atividades desde que tenham uma acuidade visual satisfatória com óculos.

Para voltar a usar lentes de contato, deve-se optar pelas lentes RGPs pois estas permitem uma melhor oxigenação, lubrificação e segurança contra eventuais infecções mais comuns as lentes gelatinosas e descartáveis. O paciente precida aguardar cerca de três meses no mínimo para voltar a usar lentes de contato, isso se o médico indicar.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

josi disse...

Olá, recebí o diagonóstico de Ceratocone a 2 anos, mais não conseguí me adaptar às lentes rígidas que o Dr. me receitou, também achei um absurdo de caro o tratamento. Preciso saber se consigo encontrar na região de Maringá/PR, especialistas que possam solucionar o meu problema?

Luciano Bastos disse...

Olá Josi,

É comum os pacientes com ceratocone terem dificuldades em adaptar-se as lentes rígidas, as vezes as lentes não estão com uma boa qualidade ou o desenho delas é inadequado.

Os demais tratamentos realmente tem maior custo e as lentes quando bem adaptadas possibilitam a pessoa viver normalmente, mas é fundamental consultar com um especialista experiente na adaptação de lentes de boa qualidade e alta tecnologia.

Em Curitiba tem a Dra. Sally Moreira e a Dra. Luciane Moreira que tem grande experiência na adaptação de lentes especiais de boa qualidade no ceratocone.

Sugiro fazer um esforço e consultar com elas em Curitiba, no Hospital Moreira.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Anônimo disse...

olá!
gostaria de indicações especialistas em ceratocone situados em Santa Catarina.
parabéns pela inciativa!
grato.

Luciano Bastos disse...

Em SC tem a Dra. Cleusa Coral Ghanem em Joinville, tem o Dr. Mário Alberto Corso em Xanxerê e a Dra. Eulina Shinzato em Florianópolis entre outros, todos excelentes especialistas em córnea, ceratocone e reabilitação visual com lentes especiais.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

cloves disse...

Olá a todos,

A aproximados 10 anos descobrimos que meu filho sofria da ceratocone aos 09 anos, hoje com 19anos.Desde o inicio no tratamento fazemos retornos regulares de 6 em 6 meses.O diagnostico do médico foi que a indicação de lente,mas ele não se adaptou; passamos para o oculos, o que o ajudou superficialmente na leitura. Como pai sei que este problema o incomoda tanto a ponto de o mesmo mudar até de curso na faculdade, acho eu, por não estar enxergando direito os numeros das planilhas (engenharia) passando a estudar psicologia.A cada retorno o medico nos tranquilizava informando que o grau havia aumentado pouco, mas que não seria recomendado o ANEL nem taopouco a Transprante, que deveriamos aguardar pois ainda não era hora. Para minha surpresa este mesmo profissional que vem acompanhando periodicamente a 10 anos, so agora nos avisou que o olho Esquerdo com pressão já em 474 nescessita com urgencia do Anel (se antes não era recomendado ?)pois se deixarmos baixar dos 400 nem mesmo o anel resolve; e quando o olho direito com pressão 502 será necessário uma "NOVA TECNICA" bem sucedida chamada "CROSSLINK". Então pergunto a uma boa alma que puder nos orientar, o que realmente e o "CROSSLINK" e se realmente resolve, e também qual o maior ou melhor nome nesta especialidade em Belo Horizonte, Minas Gerais.
Abraços e sucesso a todos.

Luciano Bastos disse...

Caro Cloves,

Devido ao diagnóstico mais precoce do ceratocone aos 9 anos de idade em seu filho, o acompanhamento de seis em seis meses é uma boa maneira de controlar a evolução do caso para saber se estão ocorrendo episódios, sucessivos ou não, de progressão do ceratocone.

Não é incomum pacientes terem dificuldades em adaptar-se a lentes de contato rígidas gás permeáveis nos casos de ceratocone, especialmente quando as lentes testadas no paciente não foram suficientes para oferecer conforto e segurança além da melhor acuidade visual. Em BH tem dois oftalmologistas meus amigos, o Dr. Orestes Miraglia Jr e o Dr. Cléber Godinho. O Dr. Orestes adapta as lentes especiais Ultracone desenvolvidas por mim e por meu pai (Dr. Saul Bastos) e temos um índice de sucesso bastante elevado nos casos de ceratocone desde os iniciais até os severos ou mesmo extremos. O Dr. Cléber Godinho deverá até o final deste ano contar também com nossas lentes de teste, a Ultracone embora ele tenha já uma grande experiência com a adaptação de outras lentes e seria uma ótima opção igualmente. Talvez uma segunda ou terceira opinião destes especialistas pode ajudar, fica aí a dica.

Os valores de 502 (olho direito) e 472 (olho esquerdo) apontados não se trata de pressão e sim da paquimetria ou espessura da córnea do paciente. Estes valores são considerados dentro do quadro de quem tem ceratocone como aceitáveis, não há acredito nenhuma necessidade de indicar a cirurgia com urgência uma vez que o crosslinking pode ser realizado em córneas com no mínimo 400 micras de espessura, embora alguns oftalmologistas prefiram ter uma sobra de 15 a 30 micras além dos 400 micras para maior segurança do tratamento. O CXL ou crosslinking é um procedimento que visa deter o avanço da patologia que raramente avança indefinidamente, pois muitas vezes apenas reforçando que o paciente não coce os olhos e lubrifique-os com colírios lubrificantes caso apresente uma instabilidade lacrimal acentuada, isso já ajuda a manter o quadro estável.

O protocolo do CXL é realizado fazendo uma raspagem do epitélio corneano central (em uma área de aproximadamente 7.0 mm centrais da córnea, é pingado um colírio de riboflavina (vitamina B) de 5 em 5 minutos e a córnea é exposta a um raio de luz ultravioleta B por cerca de 30 minutos, esse ao menos é o procedimento de acordo com o protocolo do inventor (Wollensak, Berlin, ALE) que recomenda que o procedimento seja realizado tal qual foi protocolado e ele alerta que os índices de complicações é mais baixo se de acordo com este protocolo já que muitos especialistas estão testando variações e procedimentos combinados a esta técnica que carecem ainda de estudos comprobatórios de segurança com acompanhamento de mais tempo.

O CXL não cura a patologia, apenas tem o objetivo de deter a evolução. O paciente as vezes pode ter algum ganho de qualidade e acuidade visual, até mesmo diminuir o astigmatismo entre 1.5 a 2.5 dioptrias (graus) mas esse não é o propósito e o procedimento não deve ser realizado tendo esta expectativa como objetivo.

A recuperação do CXL as vezes pode durar semanas até meses com uma visão embaçada (leitosa) resultado do HAZE provocado pela raspagem do epitélio que é doloroso nas primeiras 24 hs mas pode ser tolerado pela maior parte dos pacientes com a administração de analgésicos.

Espero ter ajudado. Boa sorte para seu filho e procurem sempre informar-se. A informação correta e precisa sempre é o melhor caminho.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Roselaine disse...

Olá! Existe algum programa de tratamento ou centro de estudos do ceratocone (na Unifesp da V. Clementino) que necessite de sujeitos para pesquisa, o qual eu possa me inscrever?

Sou estudante do programa de pós da Unifesp de Guarulhos, tenho 26 anos e tive o diagnóstico ha 11 anos.

Direção disse...

Olá Roselaine,

Existe sim, procure o Dr. Paulo Schor ou a Dra. Denise Freitas na UNIFESP, no Instituto da Visão.

Existem alguns protocolos que estão sendo estudados inclusive um que estou envolvido mas não estou autorizado a comentar publicamente.

Você usa lentes de contato? Também pode procurar o Dr. César Lipener na UNIFESP no setor de lentes de contato pois eles tem grande experiência na adaptação da lente Ultracone, especial para ceratocone.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

João Pedro B. disse...

Há 5 anos comecei a ter problemas de visão e passei por vários e vários oftalmologistas que sempre me indicavam óculos que não resolviam meu problema.

Apesar de eu 'nunca' ter respondido em 3 anos de exames das letrinhas que o grau estava bom, nenhum oftalmologista teve a maldade, o conhecimento ou a boa vontade de descobrir que eu tinha ceratocone.

A cada exame de vista era uma decepção, pois após todas as combinações possíveis e impossíveis no aparelho, eu nunca enxergava as danadas das letras sem a sombra característica do ceratocone.

Só após 3 anos de consultas, incontáveis trocas de grau dos óculos e muito dinheiro gasto, e após eu ter insitido com um oftalmologista que eu tinha um problema diferente do comum, foi que ele pensou e descobriu que eu tinha ceratocone.

É muito triste pensar o quanto sofri com a visão debilitada e vários médicos não descobriram meu problema.

Eu não sabia se eu tinha ficado triste com o problema, ou se tinha ficado feliz por descobrir o que eu tinha...

Este médico (que não era especialista em ceratocone) até fez uns testes com umas lentes rígidas, mas era impossível usá-las..
Foi aí que decidi procurar aqui em Belo Horizonte - MG um especialista em ceratocone e achei pela internet mesmo o COA - Centro Avançado de Oftalmologia.

Ha mais ou menos 1,5 anos comecei o tratamento com o Dr. Eduardo e após alguns exames como pentaCAM e topografia e etc, estou usando lentes rígidas, as quais estou muito bem adaptado. São raros os dias em que as lentes me incomodam.

Tenho toda a convicção de que se eu não tivesse procurado um especialista, estaria sofrendo com as lentes e provavelmente não estaria enxergando, além de estar em depressão.

Quanto ao crosslinking, estou me planejando financeiramente para fazê-lo, pois apesar de muito caro o tratamento, acredito que a minha visão não tem preço.

Antes prevenir do que remediar não é mesmo?!

Obrigado pelo espaço e esperado poder ajudar com minhas palavras os que estiverem preocupados e em busca de conforto.

Se alguem quiser conversar, fiquem a vontade! Será ótimo!
meu e-mail: zezitofirebird@gmail.com

Anônimo disse...

Sou do RIo de Janeiro, novo no fórum, mas me identifiquei com o pbl de todos aq. Tnho 24 anos, ceratocone, miopia, enfim, tdo de ruim nos olhos...rs. Queria saber se posso fazr uma cirurgia de miopia após ter feito uma para corrigir o ceratocone? Outra duvida...Sugestão de algum médico bom aqui no RIo? Estou me tratando da clinica de olhos do Méier com o Dr. Bruno, alguém o conhece? Desde já obrigado.

Mariane disse...

Eu tenho ceratocone a mto tempo, mas não consigo me adaptar com as lentes , eu acho que no meu caso a melhor saida seria uma cirurgia, pois estou enfrentando muitos problemas na visão , pois estou sem as lentes e os meus olhos doem muito. oque eu poderia esta fazendo? sem contar as dores de cabeça e a coseira nos olhos

Luciano Bastos disse...

Prezada Mariane,

Na imensa maioria dos casos os pacientes que não conseguem se adaptar com lentes de contato rígidas [gás permeáveis] tiveram experiências desastrosas com lentes que não tinham boa qualidade ou não estavam perfeitamente planejadas para seus casos específicos. A intolerância absoluta a lentes de contato é muito raro, na maior parte dos casos os pacientes conseguem se adaptar quando é apresentado a eles lentes de alta tecnologia. Embora eu seja suspeito para falar, afirmo que com a lente Ultracone e com os oftalmologistas credenciados e certificados a adaptar estas lentes as chances de sucesso aumentam substancialmente.

É perfeitamente natural que aqueles que tem dificuldades com lentes de contato tenham a esperança de com uma cirurgia possam resolver a questão defintivamente. É preciso ter cautela, os procedimentos cirúrgicos de tratamento do ceratocone são todos absolutamente válidos, desde os menos invasivos como implante de anel e crosslinking até mesmo o transplante de córnea (extremamente invasivo), entretanto tem que examinar se há indicação cirúrgica para o caso. Outra questão importante a ser analisada é que dependendo do caso o paciente pode ter uma expectativa muito otimista de um resultado que pode não ser real, em muitos casos isso irá frustar o paciente e seus familiares (que na maior parte dos casos são solidários com o problema enfrentado pelo paciente). Em boa parte dos casos de qualquer procedimento cirúrgico o paciente pode precisar adaptar lentes rígidas após a recuperação para ter uma acuidade visual satisfatória.

A melhor recomendação que sempre dou a quem precisa é que leia, informe-se, questione op seu oftalmologista quanto a expectativa real que ele oferece com a opção cirúrgica proposta, e também consulte bons especialistas em adaptações especiais de lentes de contato. Uma boa alternativa seria consultar com um dos credenciados e certificados na Ultralentes a adaptar as lentes Ultracone. No IOSB temos um índice de sucesso bem expressivo com estas lentes.

Quanto a coceira, converse com seu médico(a) e pergunte a ele se não seria interessante utilizar um lubrificante ocular em forma de lágrima artificial, com menos conservantes possível, ou se tiver rinite alérgica o seu oftalmologista poderá prescrever um colírio anti-alérgico adequado. Nunca utilize medicação sem recom,endação do seu médico.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

rogerio disse...

Boa tarde,

Minha namorada tem ceratocone, já fez a implantação do anel de ferrara a aproximadamente um ano, e agora irá utilzar o procedimento do crosslinking, fomos informados que esse procedimento causa uma alteração hormonal ocasionando assim algumas restrições como o fato de somente poder engravidar após os 35 anos que é quando a doença deixa de progredir, gostaria de saber se isso é verdade ou é mito e se existe ainda alguma outra complicação com relação a esse procedimento.

Desde já, muito Obrigado.

Luciano Bastos disse...

Olá Rogério,

Na verdade o que causa alterações hormonais na mulher é a gravidez e não o procedimento. Quando a mulher que tem ceratocone engravida ela pode ter episódio de progressão do ceratocone pois o corpo da mulher durante a gestação altera-se de maneira a se preparar para uma mudança temporária na qual o organismo dela irá administrar o organismo dela e do bebè que está se formando e durante essas mudanças geralmente ocorre uma progressão do ceratocone.

O crosslinling visa basicamente deter o avanço do ceratocone embora esse seja normalmente na maior parte dos casos um processo natural que ocorre a partir dos 25 anos da pessoa, que é um crescente aumento na resistência biomecânica da córnea e tende a estabilizar o caso no máximo entre os 30 aos 40 anos do indivíduo.

O implante de anel intracorneano (também chamado de anel intra-estromal) também ter essa função de deter o avanço e embora ele em casos especialmente iniciais e moderados possa oferecer uma acuidade visual um pouco melhor (o que ajuda o paciente) não é um resultado que possa ser garantido, e muitas vezes o paciente irá necessitar da adaptação de lentes de contato rígidas gás permeáveis especiais para uma melhor acuidade visual.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Madaí disse...

Olá meu esposo tem ceratocone e não se adapta ao uso das lentes, qual seria a melhor opção pra ele??Exitem oftamologitas no DF que realizam esses novos tratamentos??
Grata

Denis disse...

Descobri que tinha ceratocone com 15 anos de idade. Na época, com a perda gradativa da visão, achei q era miopia e astigmatismo, pois meus dois irmãos tem esses problemas. Porém assim deixei de marcar consulta com um oftalmologista. Quando me consultei foi diagnosticado clinicamente o ceratocone e como este já estava avançado teria de procurar especialistas na capital(curitiba). Tenho 57.9di de curvatura na córnea esquerda e 49.7 na direita. Minha qualidade visual era muito baixa e a sensibilidade ocular à luz era alta. Fui submetido ao crosslinking e após a cirurgia não houve alteração significativa na curvatura da córnea e na qualidade visual, pois o crosslinking garante estabilidade visual por 10 anos, porém ainda está em fase de testes. Hoje não consigo ler sem o auxílio de lentes de contato, para outros lazeres sem leitura preciso usar óculos, mas só na vista direitapois na esquerda não há mudança nenhuma na visão com auxílio de óculos devido ao alto grau. Minha adaptação às lentes de contato não são muito boas, não consigo ficar o dia inteiro de lente pois começa a encomodar, quando estou com sono, por exemplo, e preciso estudar, as lentes não se ajeitam, incomodam, às vezes machucam. Porém como são necessárias para conseguir ver é necessário se submeter ao uso delas, e já estou me acostumando. Quando fiz o crosslinking no olho esquerdo não senti dores, somente sensibilidade, porém no direito fiquei quase 3 dias com dor, porém todas as cirurgias apresentam uma parte dolorida. Aconselho pra quem tem a doença em estágio avançado, fazer o crosslinking pois retarda a sua ida à sala de cirugia para um transplante de córnea. Faço Tratamento no Hospital de Olhos do Paraná! O unico problema é q o crosslinking não é feito pelo sus, mas pode usar o sinan (plano de saúde) para baratear o procedimento, eu consegui baratear 1300 reais o procedimento em cada vista totalizando 2600, mas ainda fica caro pro bolso!Vale a pena.

Luciano Bastos disse...

Olá Denis,

Muito obrigado pelo seu depoimento, é importante que esse tipo de mensagem seja transmitida a todos que lêem este blog, inclusive aos oftalmologistas.

A crosslinking é uma técnica maravilhosa, tem mostrado-se eficiente de maneira a evitar na maior parte dos casos a evolução do ceratocone. Em alguns casos o paciente tem de fato dor ocular que é tratada com medicação que funciona bem aliviando o paciente. Em certos casos ocorre um fenômeno também chamado haze corneano no qual a visão mesmo corrigida pode ficar um pouco leitosa, perdendo o contraste e isso pode durar geralmente poucos dias, uma ou mais semanas ou alguns meses em raros casos mas tende a melhorar. Alguns pacientes que precisam da reabilitaçao visual de maneira rápida tem que ter uma certa cautela pois dirigir, especialmente a noite, pode ser complicado durante este período em que a visão está ainda 'leitosa'.

Um outro fato importante e muito bem colocado por você é a questão da correção visual, o crosslinking sozinho não tem a função de fazer a reabilitação visual mas sim impedir a progressão do ceratocone caso o paciente venha passando por episódios seguidos de progressão do ceratocone. Ainda existem muitas pessoas que acreditam que o crosslinking é uma espécie de "cura" para o ceratocone e tem grandes expectativas quanto ao tratamento, estes devem ser sempre bem esclarecidos pelo cirurgião (tenho certeza de que de fato são) para que nem o paciente assim como seus familiares tenham suas expectativas frustradas em relação ao tratamento.

A correção óptica que irá proporcionar a reabilitação visual poderá ser, dependendo do caso óculos ou lentes de contato. Se o caso for brando é possível que o oftalmologista ao fazer uma refração bem precisa e com tempo disponível (refração em pacientes com córneas irregulares requer mais tempo e disposição tanto do médico como do paciente). Já se o caso demandar a necessidade de adaptação de lentes de contato é indicado as lentes RGPs ou rígidas gás permeáveis por uma série de razões, tais como:

a) São as lentes que oferecem a melhor biocompatibilidade com a córnea e com a lágrima (muito importante), por permitirem a melhor oxigenação e a melhor lubrificação e distribuição da lágrima sobre a córnea e para o pálpebra ao piscar.

b)As lentes de contato RGPs são as que proporcionam a melhor qualidade e acuidade visual ao paciente, indiscutivelmente em qualquer caso.

As lentes RGPs poderão ser simples se o caso for mais inicial, de menor irregularidade e terão quer ser especiais (lente Soper, Ultracone ou Rose K por exemplo) se for um caso mais complexo.

É de fundamental importância que as lentes sejam de boa qualidade e bem adaptadas. As lentes de alta qualidade e tecnologia quando bem adaptadas irão proteger a córnea e impedir que possam criar lesões no epitélio corneano, como ceratite, erosão de córnea, úlcera de córnea, entre outros, portanto lentes para ceratocone tem que ter boa qualidade e tecnologia para a garantia da saúde corneana do paciente.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Hipócrates disse...

Prezados senhores,

Meu filho de 9 anos tem ceratocone, felizmente, apenas no olho direito. O médico que o atendeu pediu para que procurássemos um especialista em córnea. Gostaria de saber se os srs. podem indicar um especialista para avaliar a situação do meu filho. Moramos em Santarém (PA), mas podemos ir a médicos do Norte e Nordeste do país.
Agradeço desde já atenção dispensada.
Hipócrates

Véssia Leite disse...

Descobri ontem que tenho ceratocone durante exames pra fazer uma cirurgia refrativa,fiquei com muitas dúvidas sobre o assunto e com medo de ter minha visão prejudicada,hj com 28 anos com o uso de oculos e lentes gelatinosas fico bem, mas queria saber se isso pode piorar, se tem como prevenir a evolução e se tem tratamento que não seja o transplante e onde posso fazer, sou de Três Lagoas - MS tenho plano Unimed e acredito que o centro mais perto seria São Paulo?

ana paula disse...

oi sou Ana Paula tenho um filho de 7 anos com ceratocone no olho direito e inicio no esquerdo o nome dele é guilherme, a cidade mais proxiam de tratamento é bh o medico indicou crossliking apenas para o esquerdo e direito entendi que é so rezar e ele cosa muito o direito e sente muita dor de cabeça se tiver um conselho agradeço .

Anônimo disse...

Luciano!

Me chamo Mauríco Schneider e fui diagnosticado com ceratocone a uns cinco anos. Pelo que pude acompanhar do debate o uso de leaser nesses casos ainda está em fase experimental, é isso?
Teste inúmeras lentes e, como muitos, não consegui me adaptar. Aliás a adaptação parece uma coisa difícil para muitos, a sensação é muito incômoda e ainda tive problemas com irritação e diminuição da umidade.
Resido em São Paulo (capital) e gostaria de saber se você tem alguma dica de instituto ou hospital que você possa me indicar, se existe algo no sistema público de saúde, enfim.
Obrigado
meu mail é: mau_ricioschneider@yahoo.com.br

Luciano Bastos disse...

Caro Hipócrates,

No nordeste tem ótimos especialistas na reabilitação visual do ceratocone com o uso de lentes de contato especiais, como a Dra. Márcia Medeiros em Fortaleza, a Dra. Alzira Lins em Recife, o Dr. Jorge Paulo de Oliveira em Salvador e por aí vai entre outros bons nomes que não tenho como relacionar todos, estes foram os que me vieram a lembrança no momento, espero que ajude.

Luciano

_________________________________

Olá Ana Paula,

Você e seu filho requerem uma boa atenção, orientação e tratamento provavelmente com a prescrição de colírios indicados para o caso dele, isso para o início do tratamento. Alguns bons nomes em BH que podem dar um acompanhamento a seu filho que conheço pessoalmente são: Dr. Orestes Miraglia Jr e Dr. Cléber Godinho. Os dois são grandes amigos nossos e eram amigos de meu pai portanto conheço há muitos anos, são ótimos profissionais. Tem ainda a clínica Visibelli que também trata o ceratocone e adapta lentes especiais.

Luciano

_________________________________

Caros Véssia Leite e Maurício Schneider,

Em São Paulo há excelentes especialistas para tratamento do ceratocone, se for para adaptação de lentes especiais o Dr. César Lipener, a Dra. Neusa Vidal Sant'anna, a Dra. Leila Marciano Pinto e tem também o serviço do depto de lentes de contato do Institut da Visão (UNIFESP/Escola Paulista de Medicina) que é excelente e tem ótimos especialistas.

Se caso de cirurgias, tem o Dr. Paulo Schor (crosslinking), a Dra. Luciene Barbosa de Souza (transplante de córnea) entre outros nomes.

Todos estes oftalmologistas conheço pessoalmente e são indiscutivelmente excelentes especialistas embora com toda a certeza o estado de SP e mesmo a capital tenha outros inúmeros especialistas da maior qualidade.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Marcia Feitoza disse...

Moro em Florianópolis ,e descobri que minha filha de 15 anos tem ceratocone em estágio avançado .Estamos desesperados e com muito medo , e precisando de uma luz para nos orientarmos .
Att Marcia Feitoza ..

dag disse...

Sou de Uberaba e tenho ceratocone e gostaria de sber qual o medico que vcs recomendam para a cirurugia a laser em Uberlandia

Meus agradecimentos

Cristiane - SP disse...

Boa Tarde a todos.

Nossa nunca imaginei quantas pessoas tivessem esse problema,eu uso as lentes rigidas e a adaptação foi dificil demorou mais ou menos 3 meses mais de vez em quando ainda sinto dor de cabeça.

Minha duvida é sobre quando é necessário fazer a intervenção cirurgica.Qual é o momento quanto de perda em numero o paciente tem q ter para faezr a cirurgia.?Queria saber se o SUS ja possui esse tipo de cirurgia,pois pelo que andei pesquisando a cirurgia a laser custa em torno de RS 7.000,00reais e é um dinheiro que obvimanete não possuo.

Grata

Flávia disse...

Tenho ceratocone a pelo menos 15 anos e esse ano meu médido surgeriu a cirurgia de anel subcutaneo o que vc acha??
Moro em Aracaju, aqui há algum médico que seja referÊncia

Paulinha disse...

bem se vc se adaptar otimo mas no meu caso nao me adaptei eu não sei o que faço sinceramente .tenho o medo de ter que fazer um cirurgia de transplante de cornia ,sperar no minimo uns 2 anos.

Ana Le disse...

Tenho Ceratocone moderado diagnosticado há mais de 5 anos. Uso lentes de contato rígidas há mais de 10, mas ultimamente não tenho conseguido mais usá-las. Infelizmente já procurei vários profissionais em minha cidade e a maioria é uma grande decepção.
Gostaria de uma indicação de um bom profissional em Juiz de Fora - MG, inclusive para que eu possa verificar a possibilidade de cirurgia.

Luciano Bastos disse...

Olá Márcia,

Em Florianópolis você pode procurar a Dra. Eulina Shinzato no Instituto de Olhos de Floranópolis, que fica na Rua Presidente Coutinho, 579. Ela poderá examinar o caso de sua filha e dar a orientação que vocês precisam, até mesmo indicar um colega se ela achar necessário.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o blog C&T.

___________________________________

Olá Cristiane,

A adaptação de lentes as vezes pode ser mais demorada, entetanto geralmente é porque a lente não está boa e necessita algum retoque ou mesmo ser substituida.

Em SP tem alguns hospitais que atendem pelo SUS e realizam procedimentos cirúrgicos quando indicados. Para citar alguns, a UNIFESP (Instituto da Visão) e o Hospital Oftalmológico e Banco de Olhos de Sorocaba.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o blog C&T.

___________________________________

Flávia,

Infelizmente não conheço nenhum especialista em Aracaju, mas procure informar-se, consulte co alguns especialistas e tenha mais opiniões.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o blog C&T.

___________________________________

Prezada Ana Le,

Sugiro você consultar com o Dr. Brunno Dantas em Juiz de Fora. Ele poderá lhe dar toda a assistência e orientação que você precisa.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o blog C&T.

Ana Le disse...

Olá, Luciano, obrigada pelo retorno.

Vou procurar o telefone do Dr. Brunno Dantas aqui em Juiz de Fora.

Gizelle e Rodrigo :) disse...

Contato Dr Bruno Dantas
Centro Oftalmológico Mineiro

Rua Santo Antônio 1500 grupo 606 e 607 Centro-JUIZ DE FORA-MG

Tel: 32-3218-4550

Gizelle e Rodrigo :) disse...

Dr Buno Dantas
Centro Oftalmológico Mineiro

Rua Santo Antônio 1500 grupo 606 e 607 Centro-JUIZ DE FORA-MG

Tel: 32-3218-4550

Gizelle e Rodrigo :) disse...

Boa tarde!
Luciano quanto tempo posso usar uma lente ultracone sem comprometer a minha visão?
Tipo: qual é a média de durabilidade dessa lente?

Obrigada!

Luciano Bastos disse...

Olá Gizelle e Rodrigo,

Obrigado por ajudarem a Ana Le.

O númerode horas ou tempo ininterrupto de uso das lentes Ultracone dependerá de algumas circunstâncias, entre elas a condição específica do paciente e especialmente no material em foi fabricada a lente e o desenho Ultracone. Existem materiais hoje de altíssima permeabilidade ao oxigênio.

O tempo de duração da lente dependerá muito mais do paciente e de como este mantém suas lentes. No processo de limpeza por exemplo é de grande importância que o paciente limpe a sua lente Ultracone imediatamente após a retirada, jamais deixando suas lentes guardadas no estojinho com o pouco de lágrima que vem com ela quando é retirada. Alguns pacientes tem uma lágrima mais densa com muita mucina e poderá favorecer a formação de depósitos muco-proteícos na sua superfície na medida em que faz a retirada das lentes sem fazer uma boa limpeza e assepsia nas mesmas.

No IOSB tem paciente que conservam suas lentes por cerca de anos, as vezes mais de 3 ou 4 anos, entetanto é fundamental explicar que estes são casos excepcionais e apesar das lentes estarem em condições por este tempo elas já apresentam-se com pequenos micro-riscos ou podem mesmo estarem com a borda da lente comprometida.

É de fundamental importância que o paciente consulte o seu médico oftalmologista regularmente, mesmo estando tudo bem. Uma consulta a cada seis ou doze meses para assegurar que está tudo bem ou se precisa tomar alguma medida. A duração da lente normalmente é de 12 a 18 meses no seu melhor potencial, acima desse tempo geralmente ela começa a presentar algum sinal de desgaste ou de depósitos caso não ocorra uma limpeza correta e sistemática das lentes Ultracone.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o blog C&T.

Marta disse...

Bom dia
Tenho um filho de 10 anos que tem ceratocone em ambos olhos, sendo que o esquerdo totalmente atingido, já procurei 03 oftamologista sendo um especialista em cornea e mim informaram que terá que ser feito uma cirúrgia para por o anel de ferrara e temos o plano do planserv e não cobre. Necessito com urgência saber onde posso encontrar um cirúrgião em cornea pelo plano para meu filho, pois essa cirúrgia está muito cara. E com essa demora tem algum risco para ele?
Atenciosamente,

Marta

Pat disse...

TENHO CERATOCONJUTIVITE , E GOSTRARIA DE SABER SE HA ATENDIMENTO EM SC GRATUITO.SO FUI A UM MEDICO E ELE ME INDICOU CIRURGIA.GOSTARIA DE SABER OUTRAS OPINIOES ANTES DO DIAGNOSTICO FINAL.
GRATA PELA ATENÇAO
PATRICIA

adriana disse...

meu nome adriana tenho 40 anos e ceratocone a 26 fiz transplante de cornea do olho direito a 26 anos e do esquerdo ha 24 a mais ou menos 8 anos voltei a manifestar ceratocone uso lente rigida gas permeavel só que o meu problema avançou muito sem a lente ja estou praticamente cega do olho esquerdo e enxergo muitoo mal do direito agora estou tendo ulceras constante no olho direito gostaria os medicos não me indicam o anel de ferrara pois minha cornea esta muito deformada e fina gostaria se saber se e viavel um novo transplante

Faby disse...

Boa noite meu nome é Fabiana, descobri que tenho ceratocone um pouco tarde aos 19 anos, hoje tenho 27 anos e no fim de 2009 fui ao oftalmo ele me disse que já tinha uma perda maior no olho direito, mais que a doença estava parada, mais hoje voltei lá novamente pois estou sentindo que estou perdendo mais a visão do olho direito e ele disse que tenho que colocar o Crosslinking, e o valor de cada olho é de R$ 3.000,00 e disse também que plano nenhum cobre! Será que nem a UNIMED cobre ou se consigo mais em conta aqui em Uberlândia? Por favor me ajudem!!!! Grata

rosely disse...

oi sou Rosely moro na cidade de caiua-sp, descobri a + ou - um ano que meu filho francisco de 19 anos, tem ceratocone e a um ano luto por um tratamento pelo SUS ate agora o meu municipio nao consegue um encaminhamento a cidade mais proxima de Presidente Prudente.Gostaria que vocês me indicasse ao local mais proximo que eu possa conseguir esse tratamento pelo sus,pois nao tenho condições de fazer esse o tratamento particular.,desde de ja agradeço a vocês!

Fernando Almeida disse...

Parece que em algumas cidades como Curitiba e Fortaleza já está sendo feito o implante de anel de ferrara com oobertura do SUS. Gostaria de saber se em Uberlândia existe alguma clínica ou hospital que esteja realizando esta cirurgia pelo SUS.

Grato

ana paula disse...

Oi luciano eu estou tratando meu filho de 8 anos com o DR Leonardo contijo vamos fazer o croslink no olho direito dele mes que vem assim que controlarmos a arlegia do olho tem muita confiança no que ele me passa gostaria de saber se vc conhece o trabalho dele meu filho tem apens 50 % da visao com o oculos no olho direito .

Anônimo disse...

Ola. Sou Gilmar, Moro em Sabará/MG, região Metropolitana de Belo Horizonte. Eu tinha Ceratone avançadíssimo no olho esquerdo.Estava praticamente cego. As lentes de contatos já não resolviam tamanho a curvatura da córnea. Fiz o transplante em 05/07/11 está próximo de completar 02 meses de cirurgia. A visão já é bem melhor pos cirurgia, apesar que segundo o médico somente após a retirada dos pontos e que terei a certeza de ter uma visãao , quem sabe próxima de 100%. Para aueles que estão na situação que eu estive, não desanimem, sigam as prescriçõrd m´rdicas. Se a indicação foi de transplante , façam sem receios.

Edy - São Paulo disse...

Tenho atualmente 33 anos. Em torno de 07 anos atrás descobri que tenha Ceratocone. Sei que a doença é rara, logo fui mais felizardo ainda, pois tenho apenas no olho direito.
Assim como vários casos postados aqui, tive grandes dificuldades para me adaptar a lente de contato rígida. Ainda não consigo utilizá-las sozinhas. Mas meu médico Oftalmologista me sugeriu utilizar como uma espécie de “forro”, por baixo da lente rígida, uma lente gelatinosa descartável, sem grau (grau zero).
Uso as lentes gelatinosas descartáveis da Focus Monthly Lenses como sugerido por baixo da lente rígida. Faço isso há uns 02 a 03 anos.
Desta forma, acho que para aqueles que não consiguiram se adaptar as lentes rígidas possa ser uma boa opção, pois facilita a adaptação aos incomodos gerados pela lente rígida.
Verifiquem com seus médicos a possibilidade de utilizar assim também.
Será que os médicos deste blog aprovam a ideia ?
Abraço

Luciano Bastos disse...

Olá Marta,

Em casos de ceratocone precoces como no caso do seu filho talvez exista uma indicação de tratamento cirúrgico (minimamente invasivo) do Crosslinking. Se vale a pena utilizar técnicas combinadas ou uma ou outra é importante ter outras opiniões. Mesmo com estes tratamentos é possível que ele tenha que adaptar lentes RGPs especiais para o ceratocone depois.

Informe-se comc mais de um especialista para ver as opções apresentadas.

Boa sorte,

Em colaboração com o Blog C&T.
Luciano Bastos

__________________________________

Pat,

Não existe diagnóstico "online", e nem como ter uma opinião sobre o caso desconhecendo-o totalmente.

Informe-se junto aos especialistas na sua área, ok?

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

__________________________________

Olá Adriana,

Outro transplante somente é indicado em certas situaçãoes, dependendo de como está as vezes não compensa submeter-se a um novo procedimento, portanto é fundamental avaliar bem a situação.

As vezes a adaptação de uma lente de alta performance, RGP especial ou então uma lente escleral RGP pode ajudar muito.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

_________________________________

Olá Rosely,

Conheço dois bons especialistas em ceratocone de Uberlândia, o Dr. Renzo Sansoni e a Dra. Roberta Abdulmassih. Talvez eles possam dar uma segunda opinião e ajudar-lhe.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

_________________________________

Fernando,

Desconheço estas questões legais de liberação de cirurgias pelo SUS.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

__________________________________

Olá Ana Paula,

Conheço o Dr. Leonardo Gontijo sim, inclusive tive a oportunidade de estar com ele e com meu amigo Dr. Ari Pena como discutidores no Global Meeting of Contact Lens, Cornea e Refractometry na sessão "New Options For The Treatment of Keratoconus" e também o encontrei novamente aqui em Porto Alegre durante o congresso do CBO 2011.

O Dr. Leonardo é sem dúvida um profissional sério e dedicado, tenho a convicção de que ele está oferecendo o melhor possível para o seu filho.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Olá Gilmar,

Você está correto, entretanto é importante mencionar que em alguns estados a fila de espera por uma córnea ultrapassa um ano. Muitas pessoas que tem que aguardar pelo transplante podem as vezes ser adaptadas com lentes RGP Especiais como a Ultracone Extreme que vai até 80 dioptrias de curvatura e agora também com as lentes esclerais é possível adaptar lentes em pacientes com casos de ceratocone de avançados a extremos. Isso permite restaurar a binocularidade e o paciente tem uma melhor qualidade de vida enquanto aguarda o tansplante.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

__________________________________

Edy,

A técnica é viável e é utilizada sim no mundo inteiro, chama-se piggyback. Muitas vezes este recurso tem que ser utilizado porque as lentes rígidas adaptadas não são adequadas o suficiente para proporcionar adaptação boa ao paciente, infelizmente isso pode ocorrer com qualquer lente.

No IOSB em POrto Alegre essa técnica praticamente não é utilizada pois a adaptação de lentes RGPs especiais no ceratocone é feita com uma técnica chamada por nós de ultra-personalização da adaptação. A lente é feita com um desenho que permite a adaptação com conforto, segurança e especialmente garantindo a saúde fisiológica da córnea.

E devido ao fato do IOSB estar adaptando lentes semiesclerais e esclerais desde 2007 (primeiros casos) aqueles que tinha muita dificuldades com lentes RGPs e outras patologias assoociadas estão beneficiando-se do conforto e efeito terapêutico que estas lentes proporcionam.

O piggyback por outro lado pode apresentar algumas complicações com o tempo que geralmente estão associadas a hipoxia corneana provocada pela falta de lubrificação devido a presença da lente gelatinosa. Os sintomas geralmente apresentam-se como vermelhidão nos olhos (hiperemia conuntival) ao final do dia, ardência, coceira e eventualmente prurido. Nestes casos geralmente o paciente gera uma intolerância a presença da lente gelatinosa (mesmo a descartável). O custo de dois pares de lentes e de dois sistemas de manutenção também são fatores a serem examinados.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Olá Marta,

Em casos de ceratocone precoces como no caso do seu filho talvez exista uma indicação de tratamento cirúrgico (minimamente invasivo) do Crosslinking. Se vale a pena utilizar técnicas combinadas ou uma ou outra é importante ter outras opiniões. Mesmo com estes tratamentos é possível que ele tenha que adaptar lentes RGPs especiais para o ceratocone depois.

Informe-se comc mais de um especialista para ver as opções apresentadas.

Boa sorte,

Em colaboração com o Blog C&T.
Luciano Bastos

__________________________________

Pat,

Não existe diagnóstico "online", e nem como ter uma opinião sobre o caso desconhecendo-o totalmente.

Informe-se junto aos especialistas na sua área, ok?

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

__________________________________

Olá Adriana,

Outro transplante somente é indicado em certas situaçãoes, dependendo de como está as vezes não compensa submeter-se a um novo procedimento, portanto é fundamental avaliar bem a situação.

As vezes a adaptação de uma lente de alta performance, RGP especial ou então uma lente escleral RGP pode ajudar muito.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

_________________________________

Olá Rosely,

Conheço dois bons especialistas em ceratocone de Uberlândia, o Dr. Renzo Sansoni e a Dra. Roberta Abdulmassih. Talvez eles possam dar uma segunda opinião e ajudar-lhe.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

_________________________________

Fernando,

Desconheço estas questões legais de liberação de cirurgias pelo SUS.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

__________________________________

Olá Ana Paula,

Conheço o Dr. Leonardo Gontijo sim, inclusive tive a oportunidade de estar com ele e com meu amigo Dr. Ari Pena como discutidores no Global Meeting of Contact Lens, Cornea e Refractometry na sessão "New Options For The Treatment of Keratoconus" e também o encontrei novamente aqui em Porto Alegre durante o congresso do CBO 2011.

O Dr. Leonardo é sem dúvida um profissional sério e dedicado, tenho a convicção de que ele está oferecendo o melhor possível para o seu filho.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Olá Marta,

Em casos de ceratocone precoces como no caso do seu filho talvez exista uma indicação de tratamento cirúrgico (minimamente invasivo) do Crosslinking. Se vale a pena utilizar técnicas combinadas ou uma ou outra é importante ter outras opiniões. Mesmo com estes tratamentos é possível que ele tenha que adaptar lentes RGPs especiais para o ceratocone depois.

Informe-se comc mais de um especialista para ver as opções apresentadas.

Boa sorte,

Em colaboração com o Blog C&T.
Luciano Bastos

__________________________________

Pat,

Não existe diagnóstico "online", e nem como ter uma opinião sobre o caso desconhecendo-o totalmente.

Informe-se junto aos especialistas na sua área, ok?

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

__________________________________

Olá Adriana,

Outro transplante somente é indicado em certas situaçãoes, dependendo de como está as vezes não compensa submeter-se a um novo procedimento, portanto é fundamental avaliar bem a situação.

As vezes a adaptação de uma lente de alta performance, RGP especial ou então uma lente escleral RGP pode ajudar muito.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

_________________________________

Olá Rosely,

Conheço dois bons especialistas em ceratocone de Uberlândia, o Dr. Renzo Sansoni e a Dra. Roberta Abdulmassih. Talvez eles possam dar uma segunda opinião e ajudar-lhe.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

_________________________________

Fernando,

Desconheço estas questões legais de liberação de cirurgias pelo SUS.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

__________________________________

Olá Ana Paula,

Conheço o Dr. Leonardo Gontijo sim, inclusive tive a oportunidade de estar com ele e com meu amigo Dr. Ari Pena como discutidores no Global Meeting of Contact Lens, Cornea e Refractometry na sessão "New Options For The Treatment of Keratoconus" e também o encontrei novamente aqui em Porto Alegre durante o congresso do CBO 2011.

O Dr. Leonardo é sem dúvida um profissional sério e dedicado, tenho a convicção de que ele está oferecendo o melhor possível para o seu filho.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Cárita/MG disse...

Oi Galera descobri o ano passado que tinha ceratocone,fiquei desesperada fui em várias oftalmo e vi que só estava ficando pior,a lente rigida machucou meu olho n acustumei de jeito nenhum,foi então que fui em um médico que me encaminhou pra um cidade vizinha Uberlandia HCO onde fiz o CROSSLINKIG hj esta com 12 dias ainda estou recuperando,o médico agora disse que vou usar lentes n sei se vou acustumar mais se Deus quiser vai dar td certo,Agora espero a recuperação pra ver as lentes,Abraços

ana paula disse...

olá luciano , o medico do meu filho indicou uma pomada nova para ele usar chama-se Pimecrolimus vc conhece ? ela é feita apenas em sao paulo ou melhor manipulada OPHTHALMOS FORMULA OFICINAIS QUERIA SABER SUA OPINIAO E DEPOIS DO TRATAMENTO EU VOLTO A FALAR SOBRE OS RESULTADOS EMU FILHO VAI FAZER O CROS LINCK DIA 28/10/2011 .
ABRAÇOS .

Ana Claudia disse...

Tenho ceratocone induzido por operação Lasik (fiz lasik nos dois olhos quando tinha 26 anos). Descobri que tinha este problema com 36 anos e com esta idade fiz crosslink em um dos olhos para conter a ceratocone, que ja estava avançada. No outro olho eu não fiz crosslink, ja que este se encontra bem e estável. A questão é que estou com 37 anos e estava pensando em engravidar. Existe alguma estatistica sobre a ativação da ceratocone durante a gravidez? Uma vez com o problema em um dos olhos, é possivel que eu não desenvolva no meu olho sadio? Obrigado.

Ana Claudia disse...

Tenho ceratocone induzido por operação Lasik (fiz lasik nos dois olhos quando tinha 26 anos). Descobri que tinha este problema com 36 anos e com esta idade fiz crosslink em um dos olhos para conter a ceratocone, que ja estava avançada. No outro olho eu não fiz crosslink, ja que este se encontra bem e estável. A questão é que estou com 37 anos e estava pensando em engravidar. Existe alguma estatistica sobre a ativação da ceratocone durante a gravidez? Uma vez com o problema em um dos olhos, é possivel que eu não desenvolva no meu olho sadio? Obrigado.

Ana Claudia disse...

Tenho ceratocone induzido por operação Lasik (fiz lasik nos dois olhos quando tinha 26 anos). Descobri que tinha este problema com 36 anos e com esta idade fiz crosslink em um dos olhos para conter a ceratocone, que ja estava avançada. No outro olho eu não fiz crosslink, ja que este se encontra bem e estável. A questão é que estou com 37 anos e estava pensando em engravidar. Existe alguma estatistica sobre a ativação da ceratocone durante a gravidez? Uma vez com o problema em um dos olhos, é possivel que eu não desenvolva no meu olho sadio? Obrigado.

Luciano Bastos disse...

Olá Cárita/MG,

Em Uberlândia tem uma especialista chamada Dra. Roberta Abdulmassih que adapta lentes especiais Ultracone, talvez ela possa ajudá-la com lentes especiais que não mais machuquem.


___________________________________

Olá Ana Claudia,

Chamada de ceratoectasia iatrogênica tardia, o ceratocone induzido pelo Lasik ocorreu mais quando os topógrafos tinha pouca capacidade de reunir maiores informações sobres as elevações anteriores e posteriores da córnea. A paquimetria ultrassônica poderia ser uma importante aliada para contraindicar o procedimento mas naquela época as informações eram bem mais limitadas.

Dependendo do resultado, pela sua idade atual com 36 anos é provável que a córnea esteja mais resistente, entretanto sabe-se hoje que após o Lasik a córnea jamais volta a ter a mesma resistência biomecânica original.

Se pode haver progressão no outro que está sem problema?

Difícil saber pois de fato durante a gravidez ocorre uma série de transformações na mulher durante a gestação. Eu imagino que em primeiro lugar não deixe de realizar seu sonho por conta disso, mas consulte o seu especialista e faça exames mais sofisticados como tomografia por Pentacam HR ou Orbscan IIz para que o especialista possa analisar o olho sadio e dar uma posição específica sobre o caso.

A princípio se o olho é sadio talvez fosse melhor não mexer nele antes de gravidez e levar tudo numa boa. Sem dúvida uma questão delicada, mas o acompanhamento de um bom especialista e estes exames citados podem ajudá-los.

Boa sorte e seja muito feliz.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

ana paula disse...

BOM FIZ O CROSS LINCK NO MEU FILHO DE 8 ANOS NODIA 28 DE OUTUBRO O MEDICO FOI OTIMO E ELOGIOU O GUILHERME BASTANTE A REECUPERAÇAO FOI RAPIDA AGORA VAMOS REPITIR OS EXAMES DAQUI 3 MESES PRA ANALISAR OS RESULTADOS EM JANEIRO CONTO COMO FOI .

Anônimo disse...

Tenho ceratocone, descobri no meio deste ano e tentei usar a lente cerato para tratamento, mas não deu certo. Agora preciso refazer os exames p ver o que será necessario o crosslink ou o anel. Gostaria de indicação de alguns oftalmologistas especializados em ceratocone na cidade de Bauru-SP, região ou mesmo que seja em outro estado. Obrigada!

Luciano Bastos disse...

Anônima,

É comum os pacientes terem dificuldades na adaptação de lentes de contato, o ideal é procurar outros especialistas para testar outras lentes. Existem diferentes desenhos de diferentes fabricantes, a Ultracone por exemplo que meu pai e eu desenvolvemos é uma lente que proporciona resultados muito acima da média com resultados excepcionais, entretanto é limitado o número de especialistas que a dispõem pois a Ultralentes tem um seleto número de especialistas que são certificados a adaptar a Ultracone.

Atualmente existem também as lentes esclerais e semiesclerais que são diferentes das lentes rígidas tradicionais, a Ultralentes desenvolvou pioneiramente a lente ULTRACONE SSB que está fazendo grande sucesso nas adaptações mais complexas e naqueles casos de alta sensibilidade e intolerância a lentes de contato. Vale a pena dar uma olhada no website www.ultralentes.com.br

Normalmente é uma boa idéia fazer uso de lentes de contato que proporciona uma visão boa e estável do que esperar uma boa visão de tratamentos cirúrgicos que nem sempre proporcionarão uma boa resposta as necessidades do paciente. Os procedimentos existentes, exceto o transplante, geralmente tem indicação apenas quando há a constatação inequîvoca de progressão do ceratocone e servem para deter esse avanço e deixar onde está.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o blog C&T.

Carlos disse...

Oi eu tenho 35 anos e miopia/astigmatismo desde os 18 (qdo descobri o ceratocone). Ja tentei lentes, mas nao me adaptei. Atualmente, estou morando em Londrina no Parana e gostaria de uma indicacao de medico que pudesse tratar/ cirurgia. Obrigado. Carlos

Juninho disse...

Boa noite, me chamo junior tenho 22 anos e tenho ceratocone, preciso urgente fazer o crooslinking mas, nao encontro nenhum especialista no RJ, alguem poderia me passar alguns contatos? Desde ja agradeço.

Anônimo disse...

Ola meu nome é Luan Pacheco e tenho 23 anos e descobri a 5 anos o ceratocone, quero operar colocar o anel de ferrara mas aqui em São Paulo capital a cirurgia custa R$5.000,00 a R$8.000,00 se alguém souber de algum hospital ou clinica que realiza está cirurgia a um preço de R$4.000,00 até RS 5.000, 00 entre em contato comigo luandom1@hotmail.com
grato pela sua atençaõ

RAQUEL disse...

OI MEU NOME E RAQUEL,MEU FILHO TEM CERATOCONE DESDE OS 13 ANOS,EM JULHO DO ANO PASSADO ELE FEZ A CIRURGIA DO CROSSKINK,GOSTARIA DE SABER ATE QUANDO ELE VAI FICAR ENXERGANDO COM VISAO DUPLA,POIS ANTES DA CIRURGIA ELE NAO ENXERGAVA COM DUPLICIDADE,JA FAZ SEIS MESES QUE ELE FEZ A CIRURGIA ISSO E NORMAL? POR FAVOR AGRADCO SE RESPONDEREM.

RAQUEL disse...

OI MEU NOME E RAQUEL,MEU FILHO TEM CERATOCONE DESDE OS 13 ANOS,EM JULHO DO ANO PASSADO ELE FEZ A CIRURGIA DO CROSSKINK,GOSTARIA DE SABER ATE QUANDO ELE VAI FICAR ENXERGANDO COM VISAO DUPLA,POIS ANTES DA CIRURGIA ELE NAO ENXERGAVA COM DUPLICIDADE,JA FAZ SEIS MESES QUE ELE FEZ A CIRURGIA ISSO E NORMAL? POR FAVOR AGRADCO SE RESPONDEREM.

Anônimo disse...

Boa Tarde!!!

Eu tenho Ceratocone descobrir já tem alguns anos, recentemente passaei em avalição com oftalmo e o mesmo indicou a cirurgia de CrossLink, o problema é que meu convenio não cobre essa cirurgia.
Gostaria de saber se consigo essa cirurgia a qui em São Paulo pelo SUS ou pelo preço mais acessivel.

Obriga!!!!

Tatiane

Luciano Bastos disse...

Olá Juninho,

No Rio existem muitos e ótimos especialistas, citando alguns que conheço que fazem o crosslinking como o Dr. Jose Guilherme Pecego, o Dr. Brunno Dantas entre outros. Pesquise a respeito do assunto antes, vale a pena.

_____________________________________

Olá Raquel,

A cirurgia do crosslinking visa estabilizar, deter o avanço do ceratocone. Algumas vezes pode haver uma melhora visual mas isso não é prometido nunca (ou não deveria ser) pois não há como ter essa certeza. O que pouco se fala é que em alguns casos pode haver piora da acuidade visual e até avanço do ceratocone.

Está descrito na literatura científica que há esse risco (embora seja baixo).

O ideal seria a adaptação de lentes de contato RGPs especiais para o ceratocone, isso deverá proporcionar uma ótima acuidade visual mas é importante que as lentes sejam de boa qualidade e de alta tecnologia.

O fato de seu filho ser ainda muito jovem (pré-adolescente) pode estar associado a piora uma vez que ele inicia uma série de transformações hormonais comuns nesta idade. Outro fator importante a ser observado é se ele tem o ábito de coçar muito e com força os olhos. Coçar os olhos é um problema para quem tem ceratocone, todos os estudos sobre o ceratocone existentes relatam que o trauma mecânico causado pelo coçar faz com que progrida o cone e a córnea fica com maior irregularidade em sua superfície.

_____________________________________

Tatiane,

Creio que o procedimento do crosslinking não é coberto por nenhum plano mas não posso afirmar isso, assim como creio que o SUS não comtempla essa procedimento.

Espero ter ajudado a todos.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

mariah cristina disse...

boa tarde meu nome e mariah moro em sao paulo capital estou estudando tudo que posso a respeito do ceratocone pois minha mulher tem e descobrimos um pouco tarde hj nada resulve pra ela nem lente e nem a cirurgia do anel somente o tramplante ela tem 19 anos e esta muito assustada pois nao imaginavamos q fosse tao grave oq ela tinha queria saber se alguem pode me ajudar estou precisando de algum nome de medico bom aki em sao paulo pois ja passei em tantos que nao consigo realmente um bom de falar e com esse q vou operar

desde ja sou grata a atenção de tds

Luciano Bastos disse...

Olá Mariah Cristina,

Uma boa indicação é o Dr. César Lipener, ele atende em sua clínica particular e também junto ao Instituto da Visão (Hospital São Paulo) na UNIFESP ou antiga Escola Paulista de Medicina.

Além de um ótimo especialista ele é o atual Presidente da Sociedade Brasileira de Lentes de Contato e Córnea (SOBLEC).

Outra ótima indicação no estado de São Paulo é o Hospital Oftalmológico e Banco de Olhos de Sorocaba que é uma referência no tratamento do ceratocone. Pode procurar pela Dra. Leila Marciano Pinto e pelo Dr. Maurício Schirmer lá que eles poderão lhe orientar.

Espero que isso ajude-a.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Tatiana disse...

Olá meu nome é Tatiana, moro em Ribeirao Preto(interior de Sao Paulo) e faço faculdade em Curitiba. Descobri hj que tenho ceratocone e estou bastante assustada. Não sei se devo fazer o tratamento aqui ou em Curitiba.
e apos tantos comentários tenho medo de nao me adaptar as lentes :(
Minha minhas duvidas sao muitas. Mas gostaria de saber se uma pessoa que se adapta bem as lentes (sendo otimista)} consegue levar uma vids normal?

Anônimo disse...

Ola, tenho um filho de 07 anos,e desde os 05 ele usa oculos para astigmatismo, primeiro 2,5, e hoje ele esta com 3,5, mas o grau dele é o mesmo do inicio 3,5 o oftalmo que preferiu nao passar direto os 3,5. Na primeira topografia da cornea sem nenhuma alteraçao, fizemos uma esta semana, e ele meu filho nao ficou muito a vontade, o exame é chato ... ele ficou impaciente, e a topografia nao ficou tao boa, so que levando o resultado para o oftalmo, ele considerou a hipotese de ceratocone, é comum em uma criança de 07 anos? ele fez o exame e ele continua com o mesmo grau detectado a 01 ano 3,5, inclusive nao solicitou outro oculos, ele ficou com as topografias e ficou em debater com outros medidos e me retornar em 10 dias, mas ... gostaria de opinioes, sobre o tratamento, para criança, ele falou que sometne apos os 21, estou confusa...
fernanda

Luciano Bastos disse...

Olá Tatiana,

Sim, um paciente de ceratocone que procura um oftalmologista experiente em adaptação de lentes de contato especiais terá grande chance de levar uma vida normal. Recomendo que você consulte em Curitiba uma vez que está morando aí, com a Dra. Sally Moreira ou com a Dra. Luciane Moreira, ambas excelentes especialistas em reabilitação visual no ceratocone utilizando lentes especiais de alta qualidade.

Lembrando que nem sempre as técnicas cirúrgicas tem indicação e mesmo quando tem elas sozinhas não chegam a proporcionar uma visão tão boa quanto a de uma lente de contato RGP especial para ceratocone.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

_________________________________

Fernanda,

O ideal é fazer um acompanhamento do seu filho, fazendo consultas a cada 6 ou 12 meses, dependendo se é observada alguma queixa de piora da visão que requeira uma nova receita de refração para óculos. Se mudanças no grau dos óculos forem necessárias em curtos espaços de tempo pode significar que é um ceratocone apresentando episódios de evolução. O ceratocone em crianças é raro mas está demonstrado na literatura que existem casos de ceratocone infanto-juvenil, mas normalmente se manifesta em torno de 17 a 21 anos e aos 25 tende a eventuais episódios de progressão serem mais esparsos, ficando muito raros após os 30 anos.

Um fator a ser observado no caso dele é se ele tem o costume de coçar muito os olhos, seja sempre ou em episódios de alergias como a rinite alérgica. Tem que ter um certo cuidado pois as vezes uma diminuição da lágrima pode ser confundida com alergia. Crianças e adolescentes que ficam muito tempo em videogames e computadores podem apresentar a síndrome de olho seco evaporativo, pois eles ficam as vezes por horas sem piscar, olhando para o monitor e isso faz com que a lágrima dos olhos evapore mais depressa, para ter olhos saudáveis é fundamental piscar, e piscar corretamente e com certa feqüência. No caso o olho aberto fica muito exposto a evaporação especialmente se estiver utilizando ar-condicionado e/ou ventiladores ou mesmo aquecimento (no inverno).

O importante é acompanhar, ter mais de uma opinião de especialistas em córnea e não tomar decisões precipitadas. Informação precisa e de boa qualidade sempre é o melhor aliado.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Carine disse...

Boa tarde!

Meu nome é carine, tenho 24 anos comecei a ter dificuldades de enxergar as pessoas do outro lado da rua, sentia fortes dores de cabeça, regurlamente fazia exames de vista com minha irma e meus pais, eles tem miopia, minha irma desde 11 anos, e eu sempre enxerguei bem, em março do ano passado comecei a ter essas dificuldades procurei um medico na area ela fez exames de vista e eu já estava com 1,25 de miopia nas duas vistas,comecei a usar oculos, 5 meses se passaram voltei la pois continuara com dificuldade meu grau teria ido para 2,00 ela não aceitou tao grande mudança e solicitou q fizesse uma topografia, ela disse que tenho uma pequna disfunsão na minha cornea, que ainda não estou com CERATOCONI, mas que parecia um inicio, esse semana voltei la novamente e já estou com2,50 de miopia ela mandou ee em agosto fazer novamente essa topografia pra ver o resultado a diferença entre elas!
e mandou eu me interar no assunto de crosslinking, ela disse que ser for essa doença mesmo que ela suspeita posso operar, para estagnar de vez!
Gostaria de informaçoes sobre esse assunto!
onde posso encontrar um profissinal bem qualificado aqui no Rio de janeiro,e que não seja caro de preferencia publico pois não tenho condiçoes financeiras!
muito obrigada!

Rafaela disse...

Boa tarde! Tenho 25 anos e recentemente fui ao oftalmologista e ele disse que eu tenho ceratocone e que precisava fazer urgentemente o croslink e caso não fizesse teria o risco de ficar cega. O plano de saúde não cobre o procedimento e o médico me me cobrou R$2.400,00 por cada olho. Pelo o que vi nas suas respostas antigas, o croslink apenas retarda, mas não melhora minha visão 100% e também eu não fiz o acompanhamento como você disse q deve ser feito. Apenas agora q descobri e ele já quer q eu faça a cirurgia. Esse preço da cirurgia é abusivo? Será que tem tanta necessidade de fazer a cirurgia urgentemente? Caso eu faça o crosslink, quais os gastos que eu terei após o tratamento? Preciso adquirir lentes especiais? Obrigada

Rafaela disse...

Boa tarde! Tenho 25 anos e recentemente fui ao oftalmologista e ele disse que eu tenho ceratocone e que precisava fazer urgentemente o croslink e caso não fizesse teria o risco de ficar cega. O plano de saúde não cobre o procedimento e o médico me me cobrou R$2.400,00 por cada olho. Pelo o que vi nas suas respostas antigas, o croslink apenas retarda, mas não melhora minha visão 100% e também eu não fiz o acompanhamento como você disse q deve ser feito. Apenas agora q descobri e ele já quer q eu faça a cirurgia. Esse preço da cirurgia é abusivo? Será que tem tanta necessidade de fazer a cirurgia urgentemente? Caso eu faça o crosslink, quais os gastos que eu terei após o tratamento? Preciso adquirir lentes especiais? Obrigada

Luciano Bastos disse...

Prezada Rafaela,

Realmente esse é um argumento bastante forte, não parece? Uma pena que não é compartilhado com todos os oftalmologistas, o que por outro lado é bom pois permite uma análise mais atenta e não dramática da questão. O ceratocone descoberto aos 25 anos é mais raro, geralmente quando diagnosticado nesta idade tem um bom prognóstico pois a tendência é não ter episódios significativos de progressão, de toda sorte é importante fazer um acompanhamento e exames a cada 6 ou 12 meses, especialmente se perceber uma piora na visão.

No começo os óculos podem ajudar, o oftalmologista deve investigar o filme lacrimal (lágrima) do paciente, as pálpebras e também investigar eventuais alergias e assim estabelecer um tratamento se necessário. A orientação de não coçar os olhos é importante, lembrar de piscar os olhos quando usando o computador e de fazer uma higienização das pálpebras quando lavar o rosto.

De fato o crosslinking não tem o propósito de corrigir ou melhorar um pouco a visão. Uma eventual pequena melhora da visão ocorre segundo a literatura em torno de 30 - 35% dos casos entretanto o procedimento não tem essa fnalidade. A finalidade é impedir a progressão (ou piora) do caso, mas deve-se estar atento que em muitos casos o ceratocone estabiliza ou raramente piora depois de uma certa idade, talvez seja desnecessário correr o risco de um procedimento por menos invasivo que ele seja e é importante acompanhar e ter ao menos outra(s) opiniões antes de tomar uma decisão.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Estefane disse...

Oi meu nome é Estefane sou do Rio de Janeiro tenho ceratocone e uma adaptação perfeita às lentes rígidas novas,porem um medico me aconselhou a fazer a cirurgia de croslinking onde posso fazer essa cirurgia gratuita ?pois não tenho cndições de pagar.

Klerlânio disse...

Tenho 20 anos e a 2 meses descobri que tenho ceratocone, o oftalmologista disse que tenho que fazer crosslinking urgente. Mas ele não fez acompanhamento pra ver a evolução do caso. Este seria o melhor procedimento? Teriam outros meios?

Desde já agradeço!

Sara Géssica disse...

Tenho 21 anos e já fiz crosslinkg no meu olho direito, Infelizmente meu médico falou que no direito não pode mais fazer pois, a estrutura da cornea está em 388micras ( que não faço a minima ideia do que seja) Gostaria de saber se caso for feita o crosslinkg desse modo, o que poderia ocorrer? OBrigada

Luciano Bastos disse...

Estefane,

O crosslinking tem indicação somente se o ceratocone estiver em progressão ou estiver tendo episódios de progressão freqüentes. A boa adaptação da lente RGP é uma ótima maneira de controlar essa questão, melhor que a topografia até mas é importante monitorar isso com o seu oftalmologista fazendo revisões de rotina conforme ele orientar, ok?

Boa sorte.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

__________________________________
Klerlânio,

A urgência de fazer o crosslinking é relativa, na dúvida você pode consultar outros especialistas pois é normal diferentes especialistas terem visões e métodos diferentes de proceder. Eu acredito que o acompanhamento é fundamental para uma indicação ou não do procedimento do crosslinking como comentei acima.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

__________________________________

Olá Sara,

Os especialistas recomendam que a córnea tenha uma paquimetria (espessura) em torno de 400 micras (no mínimo), na verdade a orientação padrão é que tenha um pouco mais de 400, cerca de 415 a 420 micras (milésimos de mm.) no mínimo para uma indicação segura. Caso uma córnea espessura abaixo disso seja tratada com o crosslinking é possível que os meios internos sejam afetados pela irradiação ultravioleta, o que poderia comprometer anos mais tarde o endotélio corneano, o cristalino e até mesmo a retina, o que tem que ser evitado sempre.

A riboflavina penetra na córnea e o raio ultravioleta age como um catalizador para fortalecer as fibras de colágeno corneano, aumentando as ligações cruzadas (daí o termo crosslink), esse é um processo que ocorre normalmente na medida em que envelhecemos, o procedimento acelera isso um pouco para que o ceratocone não progrida.

O ceratocone na maior parte dos caso estabiliza ou inicia o processo de estabilização a partir dos 25 anos do paciente, normalmente se ele estiver bem orientado,evitar coçar os olhos (o médico deve tratar essa questão), bem adaptado com lentes rígidas de boa qualidade, as chances de progressões diminuem bastante e o prognóstico é bom. Tem milhares de pessoas com ceratocone bem adaptadas e vivendo uma vida normal, as cirurgias geralmente não resolvem sozinhas a questão da visão, elas visam interromper a progressão (se em curso) ou o transplante quando há algum impedimento de obter uma boa acuidade visual ou dificuldade de adaptação de lentes.

Hoje com as novas lentes esclerais que estamos utilizando os casos de intolerância e de dificuldades de adaptação devido a casos de alta complexidade tem sido resolvidos com um grau de sucesso bastante alto que chega a impressionar até a nós mesmos. Eu fico muito feliz de ter desenvolvido e aprimorado as lentes Ultracone Scleral Bastos, elas tem ajudado a muitas pessoas que estavam já sem esperança de voltar a ver com qualidade, conforto e especialmente com saúde.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Anônimo disse...

Olá! Você poderia em informar algum especialista em ceratocone em são jose do rio preto - sp.

Grata.
Fernanda

Natasha Rachel disse...

Sou de São Luís-Ma tenho ceratocone preciso de um tratamento eficaz para minha doença,pois não consigo me adaptar com minha lente rígida.Queria indicação de uma clinica ou médico aqui mesmo da minha cidade para saber um pouco sobre a cirurgia a laser.Obrigada !

Mariana disse...

Eu nunca consegui me adaptar com as lentes de contato, e odeio usar óculos.
Acho que vou ter que realizar uma operação em algum lugar de oftalmologia em curitiba

Luciano Bastos disse...

Fernanda,

Procure o setor de lentes de contato do Hospital Oftalmológico e Banco de Olhos de Sorocaba (HOSBOS), eles poderão ajudá-la.

Creio que os oftalmologistas deste setor poderão ajudá-la, ok?

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

_________________________________

Olá Mariana,

Procure junto ao Hospital de Olhos do Paraná pela Dra. Luciane Moreira, ela poderá ajudá-la com lentes de contato especiais.

Provavelmente seu caso não tem indicação de cirurgia e talvez apenas não tenha encontrado a lente ideal, mesmo assim você terá uma ótima orientação com ela.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Encanto Maravilhoso disse...

Poderia informar algum especialista em ceratocone no RJ - RJ meu filho tem essa doença, a medica disse que vai ter que fazer o crosslinking

Encanto Maravilhoso disse...

gostaria de saber de algum especialista em crosslinkig no rio de janeiro

Luciano Bastos disse...

Re: Encanto Maravilhoso

No Rio de Janeiro, querendo uma outra opinião sobre a indicação do crosslinking de um oftalmologista especialista em ceratocone, tem dois amigos que poderia sugerir:

- Dr. Jose Guilherme Pecego

- Dr. Renato Ambrósio Jr.

Ambos são excelentes especialistas e muito atenciosos.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Anônimo disse...

Eu tenho 6,5 de miopia e uso lente rígida há 18 anos (uso lente desde os 12anos), nunca tive problema de usar a lente rígida, me adaptei super bem. Porém, estou com conjuntivite alérgica e não tenho conseguido ficar com a lente mais. O meu médico começou a cogitar a hipótese de eu não usar mais lente, e sim óculos, porém não me adapto com os óculos. O médico levantou a hipótese da cirurgia refrativa PRK,mas falou que o risco é alto. Pediu para que eu procurasse um especialista em cirurgia refrativa. Quero saber sua opinião sobre o risco da cirurgia para o meu caso.

Anônimo disse...

Olá, tenho 30 anos e há 18 uso lente de contato rígida, tenho 6,5 de miopia. Nunca tive problema com a lente, apesar de terceratocone, porém estou com conjuntivite papilar e o meu médico levantou a possibilidade de ter que parar de usar lente. Como não me adapto aos óculos, ele colocou a possibilidade da cirugia refrativa PRK, mas falou que os riscos são altos. O que vocês acham, vocÊs sugerem a cirurgia refrativa por PRK para quem tem ceratocone?

Anônimo disse...

Eu acabei de fazer o relato acima, mas quero chamar a atenção para um ponto, tenho ceratocone.

Anônimo disse...

Olá, tenho 30 anos e há 18 uso lente de contato rígida, tenho 6,5 de miopia. Nunca tive problema com a lente, apesar de ter CERATOCONE, porém estou com conjuntivite papilar e o meu médico levantou a possibilidade de ter que parar de usar lente. Como não me adapto aos óculos, ele colocou a possibilidade da cirugia refrativa PRK, mas falou que os riscos são altos. O que vocês acham, vocÊs sugerem a cirurgia refrativa por PRK para quem tem ceratocone?

Luciano Bastos disse...

Caro Anônimo,

Excelente questão. A primeira coisa a ser estudada é saber qual a razão exata de você não estar mais obtendo uma boa adaptação após 18 anos de uso. A conjuntivite alérgica pode estar ocorrendo devido ao uso de lentes de contato rígidas que não estão com uma boa qualidade, outra questão importante é o oftalmologista examinar como está o filme lacrimal fazendo os testes tradicionais (examinar a altura do menisco lacrimal, T-BUT, Teste de Schirmer e Lissamina Verde) pois uma menor quantidade de lágrima ou uma instabilidade do filme lacrimal pode levar a uma maior evaporação do filme lacrimal o que compromete as vezes a adaptação de lentes rígidas (lentes gelatinosas seria pior ainda nesse caso).

Se for esse o problema for causado pelo desenho das lentes, as vezes trocando as lentes por outras de diferente tecnologia (outra marca de outro fabricante) pode melhorar muito ou amenizar os sintomas. Tem ainda a possibilidade de uso de lentes esclerais que poderão inclusive ser utilizadas de maneira terapêutica (se o problema for lacrimal) e corrigir a sua miopia, com conforto, segurança e saúde fisiológica ocular preservada, mas novamente é importante saber que há mais de um tipo de lentes esclerais, de diferentes fabricantes).

Em relação a indicação cirúrgica, se você tem ceratocone não é definitivamente uma boa idéia no meu entender, mesmo se indicar o crosslinking posterior, mas existem alguns especialistas que fazem. Se o seu oftalmologista indicou óculos e acha a cirurgia um pouco arriscada, talvez o entendimento dele é que a espessura da sua córnea não é segura para o procedimento. O ideal é consultar com um especialista em cirurgia refrativa que poderá avaliar através de exames se tem uma boa indicação ou não.

Lembrando que se confirmar algum problema relacionado a lágrima é maior um pouco o risco do problema agravar após a cirurgia. Outro fator é saber se a córnea tem uma espessura suficiente para realizar a cirurgia com segurança.

Alguns exames de tomografia de segmento anterior (como o Pentacam) proporcionam um melhor entedimento da córnea, tanto das curvaturas anterior e posterior da córnea, oferecem um valor bastante realista da espessura (paquimetria) da córnea e além de uma série de outras informações pertinentes. Entretanto acredito que os cirurgiões geralmente peçam ao paciente uma paquimetria ultrassônica, que é considerado o padrão-outro para uma maior precisão da espesssura corneana.

Minha sugestão é você se informar, ter mais uma opinião e procurar os cirurgiões com maior curva de experiência pois em qualquer atividade sempre a curva de experiência maior é um ponto a considerar quando você contrata um serviço, seja qual for. No caso aqui a questão é a sua saúde e isso não tem preço.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Anônimo,

Respondi em tempo real pelo jeito. :)

Bem, de qualquer forma acredito que as informações que postei logo acima são precisas e poderão ajudar a você e talvez outras pessoas.

Tenho a convicção de que a maior parte dos oftalmologistas que colocam o interesse do paciente em primeiro lugar, sejam cirurgiões ou não, concordarão com o que escrevi.

Boa sorte.

Luciano Bastos disse...

Conjuntivite Papilar Gigante com uso de lentes rígidas ocorre quando a borda da lente não está adequada, faz parte do desenho da lente como mencionei acima. A lente precisa ser corretamente inspecionada e modificada. O problema será resolvido quando a causa for eliminada ou ao usar uma lente de boa qualidade.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Anônimo disse...

Olá Luciano,
Sou a Tainá, o meu nome não saiu no post, mas eu postei em relação a conjutivite papilar.
Muito obrigada pela pronta resposta. Foi muito válida, o meu médico não é cirurgião e nem especialista em ceratocone, assim, marquei com um cirurgião específico para cirugia refrativa e ceratocone.
Muito obrigada pelas orientações em relação as lentes, talvez esteja ai a solução para o meu problema. Valeu demais!!!
Parabéns pela sua iniciativa, essa atitude nos conforta muito.

stratozero disse...

Olah, Luciano.a priori, quero elogiar sua iniciativa de ajudar as pessoas que tem esse problema, sempre cheias de dúvidas. Fiz uma lasik em um dos olhos, ha mais de 10 anos. Soh qdo mudei de medico descobri que tenho ceratocone, e de imediato, apos fazer alguns exames, ele jah me indicou o cross linking, sem sugerir o uso das lentes rigidas as quas vc jah citou. Gostaria de uma egunda opinia. Vc conhece algum especialista em Aracaju-SE? Pode meaconselhar?

Anônimo disse...

Olá Luciano,Moro em São Paulo em Itaquera,descobri o ceratocone a dois anos atrás, tem um mês que o olho esquerdo do Ceratocone expandiu,estou correndo atrás de especialista nesse caso para logo mais fazer uma cirurgia e voltar minha vida normalmente .Você poderia me indicar algum oftalmologista da minha região?No meu caso, se for fazer a cirurgia é de córnea ou raspagem. E resolve? Obrigada pela atenção!

Ana Rosa disse...

Olá Luciano,Moro em São Paulo em Itaquera,descobri o ceratocone a dois anos atrás, tem um mês que o olho esquerdo do Ceratocone expandiu,estou correndo atrás de especialista nesse caso para logo mais fazer uma cirurgia e voltar minha vida normalmente .Você poderia me indicar algum oftalmologista da minha região?No meu caso, se for fazer a cirurgia é de córnea ou raspagem. E resolve? Obrigada pela atenção!

Luciano Bastos disse...

Olá stratozero,

O seu caso possivelmente pode ser ceratoectasia iatrogênica tardia ou seja, foi provocado (o ceratocone) em decorrência da cirurgia de LASIK que diminui a resistência biomecânica da córnea, além da retirada de tecido durante o procedimento o que por sua vez afina um pouco a região central da córnea.

Você não deve coçar os olhos, caso o faça pode agravar o problema. É importante fazer um controle fazendo topografias a cada seis meses para ver se existe progressão, havendo progressão significativa, o crosslinking é sem dúvida uma boa indicação.

Para a correção visual a adaptação de lentes de contato especiais é uma boa alternativa caso os óculos não proporcionem uma boa visão.

Infelizmente não conheço nenhum especialista em Aracaju, mas se você tiver um que consulte e adapte lentes sugiro que você mencione a ele sobre o Curso Avançado Saul Bastos de Lentes de Contato Especiais nos dias 14 e 15 de Dezembro deste ano, diga para ele visitar o website www.cursosaulbastos.com.br pois será muito bom este curso para os médicos que tratam ceratocone.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Olá Ana Rosa,

No website do laboratório Ultralentes há uma lista de oftalmologistas que tratam ceratocone, os que estão ali adaptam lentes especiais e alguns fazem também cirurgias relacionadas ao ceratocone.

http://ultralentes.com.br/onde-encontrar/

Procure um deles para ter uma boa orientação e na dúvida se possível tenha mais de uma opinião.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Michele disse...

screvo em nome do meu marido Marco, residimos em Apucarana-PR. Há mais de 10 anos meu marido descobriu que tem ceratocone, e desde então vem cuidando para ele não avançar, porém no ultimo final de semana ele foi ao médico e foi diagnosticado que a doença progrediu, ele atualmente usa a lente rígida, o médico disse que ele tem a opção agora de colocar o anel, e que o transplante de córnea não seria eficaz, por isso estamos a procura de um centro de referência no assunto para ter uma segunda opinião. Nossa esperança é encontrar os melhores profissionais e procedimentos para a resolução de tal problema, incluindo pesquisas e o desenvolvimento de novas tecnologias para o tratamento, por isso a razão de nosso contato com a Academia. Já buscamos profissionais na região que moramos (norte do Paraná) e não obtivemos sucesso, sendo assim, estamos empenhados em buscar tratamentos em outros municípios e até Estados, incluindo a capital de São Paulo. Gostaríamos de saber se existe algum tratamento avançado, e/ou se vocês poderiam nos indicar profissionais da área? Aguardamos retorno

Luciano Bastos disse...

Olá Michele,

Sugiro que seu marido consulte em Curitiba com a Dra. Saly Moreira ou com a sua filha, Dra. Luciane Moreira, ambas tem bastante experiência em ceratocone e nos tratamentos disponíveis. Dependendo da idade, talvez seja interessante evitar por enquanto qualquer procedimento invasivo (mesmo que minimamente invasivo) e fazer um acompanhamento do caso.

Em SP tem ótimos especialistas, entre eles o Dr. César Lipener, a UNIFESP-Escola Paulista de Medicina, a Dra. Neusa Vidal Sant'anna, a Dra. Leila Marciano Pinto e a Dra. Luciene Barbosa de Souza. Todos estes profissionais são nossos amigos, tenho grande confiança no seu tratalho e na sua competência.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Pati Elis disse...

Olá... meu nome é Patrícia e descobri que sou portadora de ceratocone em 1997... faço acompanhamento desde então e em 2008 fiz transplante de córnea (olho esquerdo); fiquei bem após o transplante, apesar do alto grau de miopia e astigmatismo, meu olho direito esta estacionado. Infelizmente,desde setembro, meu olho esquerdo tem me incomodado muito, pois minha visão piorou bastante... hoje moro em Rondonópolis e o transplante fiz em Curitiba com a Dra. Cintia Oyama... tenho a opção de realizar o crosslinking mas estou com medo, como será depois? Será que terei que refazer a cirurgia depois de algum tempo?? No aguardo de esclarecimentos... (patielis@yahoo.com.br)

rosinete disse...

Olá. Meu nome é Rosi e fui diagnosticada com ectasia corneana pos lasik. O médico me indicou o crosslink. Gostaria de indicação de médicos em Manaus-AM que realizem esse procedimento.

Grata.

Anônimo disse...

estou lutando com uma ectasia pos lasik e nao me adapto comlentes de maneira nenhuma, morro de medo de ficar cega. gostaria de saber mais sobre o crosslinking e o que acontece depois da cirurgia.

lerissa disse...

Gostaria de saber se há algum medico em maringa-pr que faça o crosslinking.

BRUNO disse...

Eu consegui o Tratamento atraves de um processo judicial , onde a operadora do meu plano de saude foi obrigada a fornecer o tratamento.

Unknown disse...

Boa tarde, me chamo Fabiana tenho 26 e descobri há 3 anos que tenho ceratocone mas não sei aonde procura tratamento aqui em salvador, para essa especialidade alguem sabe me informar.

Mi disse...

Olá Luciano, gostaria de agradecer a indicação que você nos fez, procuramos a Dra Luciana Moreira em Curitiba, ela é uma excelente profissional, ela nos esclareceu várias dúvidas, para quem tem ceratocone e procura um profissional no Paraná eu indico ela.
Obrigada, Deus te abençõe.
Michele Pavan

Patrick disse...

Prezados,

Fui diagnosticado com ceratocone há 3 anos. Fui em diversos Oftalmologistas e todos me indicaram o Cross Link, porem todos realizam a cirurgia no particular. Alguém poderia me indicar alguma clinica/médico na cidade de São Paulo que faz esta cirurgia e aceita Unimed?

Desde já agradeço,
Patrick

Patrick disse...

Prezados,

Fui diagnosticado com ceratocone há 3 anos. Fui em diversos Oftalmologistas e todos me indicaram o Cross Link, porem todos realizam a cirurgia no particular. Alguém poderia me indicar alguma clinica/médico na cidade de São Paulo que faz esta cirurgia e aceita Unimed?

Desde já agradeço,
Patrick

Anônimo disse...

preciso de um especialista em ceratocone em Florianopolis, alguem para indicar ?

Luciano Bastos disse...

Caro Patrick,

Talvez seja interessante ter outra opinião, sugiro consultar com alguns dos especialistas abaixo em SP:

- Dr. César Lipener (também atende na UNIFESP)

- Dra. Neusa Vidal Sant'ana (também atende na UNIFESP)

- Dra. Leila Marciano Pinto (também atende no BOS em Sorocaba)

- Dr. Marcelo Vicente Sobrinho (também atende em Campinas)

O contato deles você poderá encontrar no link abaixo:

http://ultralentes.com.br/onde-encontrar/

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Caro anônimo,

Em Florianópolis tem a oftalmologista Dra. Eulina Shinzato que trabalha no Instituto de Olhos de Florianópolis, ela tem bastante experiência com ceratocone.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Ana Patrícia Lima França disse...

Boa noite. Sou de Fortaleza e gostaria de uma indicação de especialista na minha cidade que trabalhasse com as ultracone.

marilene lima santos lima santos disse...

Tenho ceratocone e já faço uso de lentes há alguns anos. Porem eu tinha plano de saúde, agora estou precisando de rever meu grau e minha lente, como faço para ser atendido pelo SUS em Juiz de Fora - MG, tem alguma indicação?
Aguardo
Leonardo Santos

Victor Vinicius uberlandia disse...

Victor Vinicius Uberlandia :Olá, tenho ceratocone á 3 anos, o meu olho esquerdo á doença já progrediu bastante, implantei o anel de ferrara e digamos que melhorou pouquíssimo minha visão, e do direito enxergo muito bem com minhas lentes gelatinosas, e meu medico me indicou a realizar o crosslink para retardar a doença, porém tenho medo de piorar minha visão pois se por acaso isso acontecer, como não tenho boa visão do esquerdo se o direito piorar fica difícil até para viver no meu dia-a-dia, então por favor me responda assim que ler esta msg ! Tenho 22 anos .

Darlan Perondi disse...

Olá, sou Darlan e resido em na grande Xavantina SC, rsrs.

Bom tenho o ceratocone diagnosticado em 2012, mas já sentia dificuldade na visão em 2011. Uso as lentes ultracone, mas como tenho apenas 19 anos, fui orientado a fazer o crosslinking, cirurgia feita na última quinta-feira (16), meu conselho para quem não consegue se adaptar as lentes rígidas é o implante de anel intra-corneano, a taxa de satisfação é de 80%, e não é mais preciso utilizar lente.

Anônimo disse...

Ola, pessoa

Fiz a cirurgia do crosslink no olho equerdo, agora farei no olho direito. Recomendo!!! A doenca estabilizou.