Seja Bem-Vindo!

PÁGINA INICIAL (Home)

Dica: Utilize a pesquisa personalizada do blog para assuntos específicos em relação ao ceratocone.

Este blog tem o compromisso de divulgar informações precisas e atualizadas sobre o ceratocone e as opções de tratamento, cirurgias e especialmente da reabilitação visual com uso de óculos ou lentes de contato.

Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Ceratocone tem cura?

É comum que esta pergunta seja feita pelo paciente, familiares e amigos próximos principalmente quando o diagnóstico é recente. A primeira questão que vem a cabeça do paciente quando recebe tal diagóstico é a se existe um tratamento que irá curar o ceratocone, misturado com sentimentos que variam entre a raiva, decepção, perplexidade e o desencanto.
Isso ao menos até que o paciente saiba que existem tratamentos que se não curam amenizam ou corrigem o problema de deficiência de visão, que iniciam pelos óculos e vão até as lentes de contato, e as alternativas cirúrgicas e tratamentos menos invasivos como implante de anel intracorneano e o crosslinking de colágeno de córnea com riboflavina. E naturalmente o transplante de córnea, que é um procedimento bastante invasivo mas que felizmente apenas cerca de 5% dos pacientes com ceratocone irão precisar, pois o ceratocone não evolui para sempre. Em outros tópicos deste blog há bastante informação sobre estas questões.
Recentemente descobri uma técnica que está sendo utilizada nos EUA para a correção de hipercorreção decorrente de cirurgia refrativa, onde o paciente era miope e tornou-se hipermétrope após a cirurgia. O método, chamado CLAPIKS consiste na utilização de um medicamento anti-inflamatório para "amaciar" a córnea e de uma lente gelatinosa que irá moldar a curvatura corneana de maneira que o paciente possa zerar e esta hipercorreção, ficando próximo do zero que era o objetivo inicial.
Qual a relação entre o CLAPIKS e o ceratocone?
Estudando a técnica do CLAPIKS pude estabelecer uma relação entre os resultados obtidos com esta técnica e outro estudo que venho fazendo sobre o que chamo de Conformal Orthokeratology following CXL, que consiste na utilização de lentes RGPs especiais para diminuir ao máximo as irregularidades da córnea com ceratocone e a posterior aplicação do crosslinking (CXL).
Entretanto, apesar de que os estudos já realizados por alguns pesquisadores demonstrem que há melhora da acuidade visual de duas a três linhas (tabela de Snellen), o formato ou a topografia do paciente retornava aos padrões anteriores ao tratamento. Ou seja, há melhora da visão mas não há um melhor padrão topográfico corneano, ao menos não significativo.
Esboço de um Protocolo de Técnica Sequencial
Examinando detalhadamente e minunciosamente os estudos envolvendo estas técnicas, acabei por simples exercício da lógica, formulando uma idéia que pode utilizar estas técnicas de forma associada e sequencial. Estou convidando alguns especialistas no Brasil, nos EUA e na Europa para examinarem a viabilidade e a possibilidade de um estudo sério sobre o assunto, pois se a teoria confirmar-se na prática este pode ser um importante passo no tratamento do ceratocone e até mesmo de uma possível "cura" nos estágios iniciais quando este ainda não está avançado. Nos casos onde o ceratocone for mais avançado, há uma grande chance de obter melhoras de acuidade visual de mais de três linhas de visão e da interrupção da progressão da patologia caso esta estiver em episódios de evolução seguidos.
É importante salientar que este esboço ou proposta de estudo que fiz é absolutamente desprentensioso, visa somente extravazar uma interpretação leiga porém lógica, das pesquisas que fiz nos últimos meses e a junção de idéias de diferentes autores médicos e que conduziram experiências clínicas com resultados comprobatórios. É uma idéia que eu espero que seja analisada criteriosamente e comentada. É possível que existam detalhes não observados que impeçam ou dificultem a sua aplicação, é preciso que seja estudada a questão com maior profundidade pelos médicos oftalmologistas.
Até o momento não existe e não há absolutamente nenhum estudo registrado sobre a técnica que vislumbrei e que denominei de CLAPIKS associated with CCO following CXL. As siglas significam:
CLAPIKS = Contact Lens Assisted Pharmacology Induced Kerato Shaping
CCO = Conformal Controlled Orthokeratology
CXL = Collagen Crosslinking with Riboflavine (under UV ray)
Para maiores detalhes sobre esta proposta de tratamento por favor cliquem no link abaixo para entrar no Fórum Ultralentes.

Obrigado pelo seu interesse.
Luciano Bastos

170 comentários:

Oseias Ferreira disse...

eu tenho ceratocone e acho esse teu estudo interessante...
estou torcendo para que realmente possa haver uma cura.
Meu caso esta bem avancado e eu uso lente. espero que tudo de certo
pq e muito dificil viver no dia a dia com esse problema...
boa sorte...

Binha disse...

Gostaria muito que descobrissem a cura para o ceratocone. Tenho ceratocone e meu irmão mais velho também. Meu irmão não se adaptou ao uso da lente, eu do contrário, uso lente dura o dia inteiro. As lentes ajudam, mas limita muito o nosso dia a dia, além de trazer algumas consequências. De vez em quando tenho lesão de córnea por causa do uso frequente. É muito ruim mesmo conviver com esse problema. Agora mesmo estou usando um óculos "fundo de garrafa" para escrever este comentário, pois o meu olho está machucado. Enfim, é complicado!
Um abraço!

Manu disse...

Eu tbm tenho ceratocone,e é muito ruim, a lentes rigidas me encomodam muito,pisco demais e minha médica falou que tem as lentes gelatinosas mas não seguram o ceratocone.
Vocês reversão as lentes com óculos??

Carol Valeriano disse...

Acabei de descobrir hoje que tenho essa doença... Porém há uma chance de ser amenizado com o uso de lentes... E o Blog sem dúvidas é muito bom, bastante informativo!

Parabéns!

Prave disse...

Eu dou de Belo Horizonte e hoje descobri que tenho essa doença, e digo, é muito ruim,meu olho direito é muito embaçado e não vejo nada com ele, há uns dias eu estava muito triste com isso e resolvi pegar um secador de cabelo e mirei no meu olho por uns 2 minutos, resistir ao intenso calor e por incrível que pareça, na hora amenizou bastante, estava enxergando quase perfeito, mas depois voltou de novo, se isso contribuir pra algo em sua pesquisa. gostaria de saber o que faço, se há exercícios, colírios e etc... pra amenizar, meu email/msn é marneimuller@hotmail.com se alguém puder me ajudar será perfeito. grato

mari disse...

Eu tenho ceratocone não me adaptei com as lentes rígidas, estou tentando com um novo lançamento de lente, mas sou muito sensível, já cansei de ir ao medico não aguento mais conviver com esse problema.

bagi disse...

Oi meu nome é Gabriela e tenho ceratocone e descobri aos 17 anos de idade que tenho esse problema desde novinha dos 7 anos em diante, e agora ja ta meio avançado e acho que, se se agravar mais, posso fikar até cega dos 2 olhos....mais graças a Deus descobri a tempo as lentes rígidas e agradeço a kem descobriu porque as lentes melhoram minha visão 100%!! Mais mesmo assim é muito ruim pq eu ñ me acostumei com as lentes doi muito ,arde, ETC...
Enfim, é muito ruim conviver com isso!Dá muita tristeza só da pra mim ficar com as lentes algumas horas e isso dificulta muito minha vida!
Tenho certeza que vcs vão descobrir a cura em nome de Jesus....
OBRIGADO.

Anônimo disse...

Oi meu nome e Eva tenho celatocone desde os meus 15anos comvivo com isso ja a 19anos com varios aconpanhamentos medicos mas no momento estou triste pois fiz uma topografia e descobri que ocorreram um avanço no meu problema onde terei que mudar denovo minhas lentes espero que consiga um avanço em suas pesquisas pois não imaginar ficar sem enchergar minhas filhas crescerem pois conforme o tenpo passa cinto mais dificuldade para ver mas não posso perder as espersça desejo que tenhamos boa sorte,!!!!!!!

vinicius disse...

Olá tenho 18 ano q tenho ceratocone eu gostaria de saber se vcs ja ouviram falar de uma operação q colocam vitamina na cornea pq queriam q eu fizese mas o presso sai do controle tipo 2500 por olho e numca ouvi falar disso vcs poderiam me dizer?

Luciano Bastos disse...

Sim Vinícius, procure no campo de pesquisa do blog por crosslinking ou CXL.

Abraço,
Luciano Bastos

ellen cristina disse...

Ellen
Oi meu nome é Ellen tenho 24 anos e descobri a doença agora. Tô com um pouco de medo, mas tenho que ter força pq tenha uma filha para criar.Espero que encontre a cura.
Boa Sorte

ellen cristina disse...

Ellen
Oi meu nome é Ellen, acabei de descobrir que tenho a doença.Estou um pouco asustada, pois tenho uma filha para criar.
Espero que encontre a cura!!!
Boa Sorte

Luciano Bastos disse...

Ellen,

O ceratocone é uma patologia não tão incomum, há muitas pessoas que tem e utilizam lentes de contato e vivem uma vida normal. O importante é procurar um bom oftalmologista e ter um acompanhamento do seu caso. No Orkut há uma comunidade com mais de 4.500 membros, de nome Ceratocone e Tratamentos. Lá você poderá trocar idéias com outras pessoas e ter mais informações sobre a patologia do ceratocone.

A informação correta é importante nessa hora, tenha força e procure informações que irão ser úteis para você.

Atenciosamente,
Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Gláucia Carvalho disse...

Sou Glaucia, e tenho ceratocone. No início foi muito difícil pois na minha região os médicos conheciam a doenças porém não tinham o tratamento e era preciso eu ir a Salvador.
Eu lembro o quanto foi ruim, as primeiras lentes que usei foi sem ter feito teste de lentes e então pouco usava pois as lentes não estavam adequadas ao formato do meu olho.
Hoje uso-as frequentemente, só tiro à noite, e minha visão é perfeita.
A dificuldade que tenho é que com o tempo uma das lentes começa a ficar enovoada e tenho que ficar piscando de vez em quando.
Sonho com o dia de ouvir no noticiário..."Foi descoberta a cura do ceratocone..."
E ganhar minha liberdade de novo. Enquanto esse dia não chega..., procuro viver da melhor forma possível, o que não se pode é desesperar. Vamos confiar em Deus e na sabedoria que Ele deu aos cientistas. Não acredito que ela não exista, só ainda não foi descoberta.

Luciano Bastos disse...

Olá Gláucia,

Embora ainda não exista uma cura para o ceratocone muitos progressos foram desenvolvidos em termos de tratamento para esta patologia. Desde as lentes de contato que possuem diferentes modelos especiais a tratamentos menos invasivos para os casos ainda iniciais e moderados e as diferentes técnicas de transplante de córnea. Hoje há tratamento para praticamente qualquer estágio em que se encontra o ceratocone.

Outros avanços que estão ocorrendo nos últimos anos são as pesquisas sobre a origem do ceratocone, diversas novas descobertas tem sido feitas embora ainda estejamos longe de saber porquê ocorre o ceratocone em algumas pessoas.

É importante saber que a comunidade científica mundial que estuda as doenças de córnea estejam investigando a patologia do ceratocone e investigando métodos de tratamento cada vez mais eficazes e procurando descobrir como e porque ele surge.

O Brasil está muito atualizado nessa área graças ao avançado nível de oftalmologia que temos que está equiparado com os países de primeiro mundo e eventualmente até mais avançado desde as lentes de contato até os procedimentos cirúrgicos menos ou mais invasivos.

Luciano Bastos
Em colaboração com com o Blog C&T

Eleodora disse...

Olá eu tenho ceratocone diagnosticado aos 13 anos, quando disseram que a única forma de curar era um transplante de córneas e que até eu ter idade pra isso deveria usar lentes de contato eu fiquei bem triste, com o tempo passou mas tive outro problema... Eu tentei usar lente durante 6 anos, mas tenho tanta alergia que já cheguei a me machucar demais por esquecer que estou com a lente e coçar o olho com a lente nele... Os oftalmologistas pelos quais já passei disseram não há outro jeito, ou usa a lente ou nada a fazer, pode até não usar, mas você além de enxergar mal terá a possibilidade de aumentar o problema. Eu sempre tento usá-las, mas não consigo, gostaria que houvesse uma forma de tratar isso sem lentes, meus olhos coçam demais e eu mal consigo realizar o tratamento... É algo bastante complicado, da últiman vez que fui ao oftalmologista ele não estava conseguindo nenhuma lente que corrigisse realmente o problema, tive que fazer uma que "quase" corrigia, mas ele disse pra mim que se eu não quisesse não precisava usar... então até então estou aguardando alguma mudança em campos de pesquisa, mas por enquanto não vejo nada no horizonte... Por isso quem puder usar as lentes sem maiores problemas recomendo que usem, assim dá a sensação que se está corrigindo isso... enfim boa sorte a tds...

Direção disse...

Prezada Eleonora,

Obrigado pela sua mensagem. No seu texto percebi algumas características as quais irei comentar, como seguem:

1. Você refere que teve boa adaptação inicialmente com lentes mas que atualmente o seu médico não está encontrando lentes que possam resolver o problema. Bem neste caso existem lentes que servem para os caos mais avançados e extremos que é a lente Ultracone, uma lente rígida gás permeável de alta tecnologia, talvez isso possa ajudá-la.

2. Você também comentou em relação ao ato de coçar os olhos. Bem esta é uma questão importante uma vez que como você diz isso fez com que você tivesse lesões na córnea.

É de fundamental importância descobrir a origem dessa coceira que pode ter diferentes motivos como alergia ocular ou mesmo uma deficiência ou instabilidade da lágrima, portanto esse é um fator importante que o especialista deve revisar e tratar da forma mais adequada.

Visite a comunidade Ceratocone e Tratamentos no Orkut, lá tem mais pessoas com problemas similares e possivelmente o fórum Ultralentes também pode ter informações sobre estas questões.

Onde você mora?

shirlei disse...

oi me chamo shirlei tenho ceratocone ha 16 anos.no olho esquerdo já esta bem avançado,anos atrás usei lentes de contato,mas me incomodava demais por isso parei de usa las,na realidade até hoje ainda nao consegui encontrar um oftalmologista que realmente entenda o que é ceratocone e quais os tratamentos adequados,no momento uso apenas óculos,mas gostaria muito de poder usar lentes de contato que pudesse melhorar minha visão.Aonde posso encontrar esse especialista? moro em são paulo zona oeste.obrigado.

Luciano Bastos disse...

Olá Shirlei,

Sua situação não é incomum, vários pacientes tentam a adaptação de lentes de contato no ceratocone e não obtém resultados satisfatórios. Muitos consultam com vários especialistas e não tem sucesso com as lentes.

Eu sugiro a você procurar por estes especialistas em São Paulo que poderão lhe ajudar:

- Dr. César Lipener
- Dra. Neusa Vidal sant'anna
- UNIFESP (Instituto da Visão) - Depto. de Lentes de Contato

Estes especialistas adaptam uma lente RGP especial para o ceratocone chamada ULTRACONE que não é muito fácil de encontrar mas que apresenta resultados excelentes mesmo nos casos mais avançados.

Esta lente foi desenvolvida pelo IOSB e pela Ultralentes de Porto Alegre e tem um alto desempenho.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Anônimo disse...

Eu tenho ceratocone e fiz o implante do anel de ferrara no olho esquerdo.Ate que melhorou um pouco a minha visão mas mesmo assim tenho dificuldades em enxergar e tenho que usar óculos, gostaria de saber se posso usar lente de contato no olho com anel implantado? Também tenho ceratocone no olho direito grau II e quero saber se posso fazer implante do anel nele também? Desde já agradeço> Iabel,Moc-MG

Anônimo disse...

Tenho ceratocone nos dois olhos e já fiz implante do anel de ferrara no olho esquerdo.Gostaria de saber se posso usar lentes de contatos no olho com implante e também se posso fazer implante no direito já que o grau dele e II? Tenho 39 anos e moro em Montes Claros- MG. Me chamo Isabel.

Isis disse...

Olá, Tenho 29 anos e descobri agora que tenho ceratocone. queria saber se tem limite de idade para o avanço desta desta doença. Estou preocupada, pois em poucos meses percebi grande perda de minha visão. Para além desta questão, meu grau aumentou significativamente. Cerca de 2 graus em 8 meses. Será que já tenho um diagnostico de um caso agressivo desta doença?

Anônimo disse...

ÓLA EU TENHO CERATOCONE DESDE DOS MEUS 14 ANOS.
QUAND DESCOBRI JA ESTVA MUITO AVANÇADO, HJ USO LENTE RIGIDA, MAS Ñ AGUENTO MAS, AGORA MEU OLHO ESTÁ MACHUCADO, SÓ ESTOU COM UMA LENTE.
MAS ISSO ME INCOMODA MUITO PQ Ñ ENCHERGO BEM...
GOSTARIA DE SABER SE TEM UMA CIRUGIA A LESER, POIS NO OLHO ESQUERDO JA FIZ TRANSPLANTE, MELHOROU SÓ PRA USO DE LENTE, PQ A VISÃO É PRATICAMENTE A MSM.
QUERO SABER SE TEM ALGO Q MELHORA ISSO, Ñ QUERO FAZER TRANSPLANTE.
OBRIGADO

Anônimo disse...

MEU NOME É LEIDIANE,TENHO CERATOCONE, SEI O QUANTO SOFREMOS C ESSA DOENÇA,VAI FAZER DOIS ANOS Q EU USO LENTE. TEM DIAS Q CHORO MUITO,POIS TEM PESSOAS Q NÃO ENTENDEM E ACABAM TENDO PRECONCEITO.ATÉ PRA RELACIONAMENTOS FIK COMPLICADO.FICO FELIZ EM SABER Q PODE EXISTIR UMA CURA, E PORQUE NÃO ACREDITARMOS? A MEDICINA ESTA MUITO AVANÇADA, E ESPERO Q TUDO DÊ CERTO SE DEUS QUISER.E Q OS GUIAS DE LUZ ILUMINE ESSAS PESOAS Q BUSCAM A CURA.

Cris disse...

Eu tenho ceratocone, porém como não tenho boa visão com óculos, o uso ideal é as lentes de contato, porém meus olhos as rejeitam, então optei por não usar nada, to a quase 01 ano, sem usar lentes. Sofro muito no dia a dia, pois trabalho, e fico sempre forçando a visão para enxergar algo. se vcs souberem de alguma novidade, que possa me ajudar, agradeço muito..

Luciano Bastos disse...

Olá Cris,

Realmente o uso de lentes de contato especiais é largamente o método mais utilizado no mundo inteiro para a reabilitação visual de pessoas com ceratocone. O que pode ocorrer é que as lentes que você tentou adaptar-se não tinham boa qualidade ou não estavam corretamente planejadas para o seu caso específico. Existem várias lentes disponíveis, talvez apenas você não tenha tido a sorte ou a chance de testar uma lente melhor, por exemplo a lente Ultracone que foi desenvolvida por mim e pelo meu pai tem ajudado a milhares de pessoas que tiveram dificuldades com outras lentes e conseguiram adaptar-se com esta.

Naturalmente que existem outras lentes boas mas essa é resultado de mais de 40 anos de aperfeiçoamento tecnológico, pesquisa clínica e científica para oferecer a melhor resposta em termos de visão, conforto e segurança para os pacientes. A questão é que o número de oftalmologistas credenciados a adaptar as lentes Ultracone é bastante seleto e provavelmente deve haver um credenciado em seu estado. Não desista de adaptar lentes para restaurar a visão caso sua visão com conforto e segurança, se você não quer submeter-se a um procedimento cirúrgico que não garante os resultados. Nem todos que operam, seja o método que for, terão um resultado que lhes proporcione uma boa visão com óculos e a adaptação de lentes pós-cirurgias normalmente se torna mais complexa.

Talvez o momento seja de aguardar por maiores informações em relação aos tratamentos cirúrgicos propostos atualmente, por menos invasivos que sejam eles geralmente são imprevisíveis do ponto de vista do resultado final, epecialmente se não for um caso inicial ou moderado.

De toda a sorte, informe-se bem e procure sempre estar bem orientada pelo seu oftalmologista, e na dúvida tenha sempre mais opiniões. É importante estar bem informado e explorar as possibilidades existentes de acordo com o seu caso, mas sempre com informações precisas e atualizadas.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Cris disse...

Luciano,

Obrigada pela a dica, o que eu sei mesmo, é que as minhas lentes ainda são normais. Pois segundo o meu oftomologista, não precisaria, de outro tipo de lentes. Agora, quando vou lá é sempre a mesma conversa, que tenho que usar mesmo doendo... Eu desisti e não fui mais.

Luciano Bastos disse...

Cris,

Se você estiver disposta, faça uma consulta com a Dra. Márcia Medeiros em Fortaleza, é uma oftalmologista muito atenciosa e competente, ela é minha amiga e é uma credenciada da Ultralentes.

Pode dizer a ela que eu indiquei ela para você fazer uma avaliação e que podemos fazer uma lente RGP asférica de teste para você experimentar, é só ela entrar em contato comigo, se for o caso.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Cris disse...

ok. muito obrigada. vou tentar localizá-lá, aqui..
Valeu pela atenção.

Rosangela disse...

Sou Rosangela e descobri aos 23 anso que tenho ceratocone, antes ja usava lente de contato este periodo de uso foi dos 14 anos aos 23 anos hoje estou com 37 anos desta epoca para ca não consegui mais me adptar as lentes de contato passei por varios consultorios de oftalmo ate chegar no hosbos de sorocaba foi la que consegui um tratamento adequado passo em consulta neste hospital desde 2004, mas infelismente nem as lentes ultracone eu consegui me adaptar, fico muito chateada pois tenho que usar um oculos que não me agrada muito procuro fazer sempre o melhor mas mesmo assim não fica muito elegante,não consigo ficar sem oculos pois tenho um grau de miopia muito alto 17OD e 18OE o meu medico não me aconselhou a cirurgia pode dar certo ou não entao prefiro não ariscar ele me disse que posso passar o resto da vida com este problema sem perder a visão eu ja fico feliz com isto e no aguardo de alguma descoberta que nos ajude

Messias Henrique disse...

Olá Luciano, gostaria de saber se existe algum oftamologista credenciado a trabalahar com as lentes ultralcones em Goiás? E se você pode me indicar alguém?

Luciano Bastos disse...

Olá Rosângela,

Nós temos feito no IOSB adaptações especiais em casos de alta complexidade, utilizando lentes RGPs maiores como a Ultracone Advance e as lentes semi-esclerais Ultracone SSB. Se você quiser noss equipe poderá lhe ajudar. O link para o website do IOSB é www.iosb.com.br

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Caro Messias Henrique,

Creio que ainda não há nenhum oftalmologista credenciado adaptando as lentes Ultracone em Goiás, mas em breve poderá haver novos credenciados, procure verificar isso na Ultralentes no link de oftalmologistas credenciados.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Messias Henrique disse...

@Luciano Bastos

Obrigado por responder!

Descobri o Dr. Júlio Cesar em Itumbiara-Go, bem pertinho da minha ciade. Ele é o único, por enquanto, credenciado pela ultralentes em Goiás.

Obrigado mais uma vez!

Anônimo disse...

Boa Noite Luciano...tenho ceratocone avancado no meu olho direito e estou pensando em colocar o anel de ferrara ?
pela sua sabedoria, o que vc acha deste processo ?
Abraco
Eduardo

Luciano Bastos disse...

Caro Eduardo,

O procedimento de implante de anel intra-estromal é uma alternativa cirúrgica menos invasiva que um transplante, é indicado especialmente para conter o avanço da patologia e para regularizar o máximo possível a superfície corneana na região central, em frente a pupila. A idéia é deter o avanço e proporcionar uma melhor acuidade visual ao paciente.

Nem todos os casos tem indicação, e se o caso não estiver passando por episódios de progressão sucessivos, constatados sem equívoco através de exames de topografias sucessivos (entre 3 a 6 meses um dos outros) a indicação não é específica.

Em alguns casos a adaptação de lentes de contato será necessária, em nossa experiência no IOSB o implante de anéis dificulta em vez de ajudar na adaptação de lentes de contato RGPs, portanto é um problema relativamente comum essa dificuldade.

Alguns pacientes tentam adaptar as lentes gelatinosas (descartáveis ou não) após o implante de anel, porém nem sempre estas lentes irão proporcionar a qualidade de visão que as RGPs (rígidas gás permeáveis) de boa qualidade e bem adaptadas podem proporcionar, além de que é comum os pacientes de ceratocone apresentarem alguma instabilidade do filme lacrimal o que na adaptação de lentes gelatinosas (mesmo as descartáveis de alta oxigenação) podem vir a apresentar complicações como a intolerância alérgica a essas lentes (hiperemia ou vermelhidão nos olhos, coceiras mais frequentes, baixa da visão, etc)

Concluindo, o procedimento pode ser uma ótima opção para os casos especialmente iniciais ou moderados (embora nenhum cirurgião possa garantir ou prometer resultado) e no entanto podem não ser uma boa opção para outros casos. O interessante é que o procedimento é reversível, ou seja os segmentos de anel podem ser retirados os dois ou um deles.

Existem várias fontes em que pode-se encontrar dados referentes aos benefícios e complicações deste procedimento, é bom pesquisar e ter sempre a opinião do seu oftalmologista e de outros para tomar a melhor dicisão, isso comente é possível você fazendo uma consulta oftalmológica para uma melhor avaliação do seu caso.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Marilson disse...

Meu nome e Marilson tenho ceratocone descobri com 17 anos hj tenho 18 em relaçoes as lentes me adptei bem com as rigidas no começo principalmente no 1º mes e horrivel doi arde incomoda muito mais hj e muito trnquilo so as vezes quando venta muito bate um poeira um cisco começa a lacrimejar varia de cada pessoa.
A ceratocone ja me impediu do meu sonho passei nas provas de fuzileiro naval e e apredizes de marinheiro mais ja nos exames medicos ne ja viu fiquei mais pelo menos da pra te ctz q ta reduzindo e so segui as dicas do medicos usa a lente diariamente q pelo menos avança n vai ja e alguma coisa neh mais to torcendo pra uma cura tomare q o mais rapido posssivel.

Marilson disse...

Meu nome e Marilson tenho ceratocone descobri com 17 anos hj tenho 18 em relaçoes as lentes me adptei bem com as rigidas no começo principalmente no 1º mes e horrivel doi arde incomoda muito mais hj e muito trnquilo so as vezes quando venta muito bate um poeira um cisco começa a lacrimejar varia de cada pessoa.
A ceratocone ja me impediu do meu sonho passei nas provas de fuzileiro naval e e apredizes de marinheiro mais ja nos exames medicos ne ja viu fiquei mais pelo menos da pra te ctz q ta reduzindo e so segui as dicas do medicos usa a lente diariamente q pelo menos avança n vai ja e alguma coisa neh mais to torcendo pra uma cura tomare q o mais rapido posssivel.

Joy disse...

Foi diagnosticado ceratocone há mais ou menos 4 anos. Tentei usar lentes rígidas, mas sofri muito e desisti. Hoje uso a Optix, que me dá uma boa visão, mas preciso trocar com frequência porque meu olho acaba ficando muito irritado.

Tentei encontrar os médicos que você sugeriu em SP (Dr. César Lipener e Dra. Neusa Vidal Sant'anna), mas não consegui os contatos. Na Unifesp também não consigo falar.

Há algum outro médico, ou você tem o contato desses?

Muito obrigada.

ANDREIA disse...

OI EU ME CHAMA ANDREIA TENHO 33 ANOS E TENHO CERATOCONE NOS DOIS OLHOS A CADA DIA ME SINTO PIOR SEM ENXERGAR E TAO RUIM USSO OCULOS E LENTE TEM DIA QUE ESTOU TAO DEPRIMIDA TRISTE SEM PODER ENXERGAR MAIS TENHO FE QUE UM DIA IREMOS VENCER ESSA BATALHA BJJSS ANDREIA

Anônimo disse...

guideavelinoOi meu nome é Ingrid.
Descobri alguns meses que tenho ceratocone, e fui em 3 médicos diferentes e cada um deles me passou uma informação diferente. Acho isso preocupante, pois com que base eu vou poder me tratar? Tenho somente no olho esquerdo. Ao total tenho 7 graus no olho esquerdo e 2 no direito. Meus olhos coçam muito e minha visão do olho esquerdo é bem embaçada.
Um dos oftalmologistas me disse que de ultimo caso deverei fazer transplante de cornea, e que se não houver sucesso,posso ficar cega. é verdade?

Anônimo disse...

Oi meu nome é Ingrid.
Descobri alguns meses que tenho ceratocone, e fui em 3 médicos diferentes e cada um deles me passou uma informação diferente. Acho isso preocupante, pois com que base eu vou poder me tratar? Tenho somente no olho esquerdo. Ao total tenho 7 graus no olho esquerdo e 2 no direito. Meus olhos coçam muito e minha visão do olho esquerdo é bem embaçada.
Um dos oftalmologistas me disse que de ultimo caso deverei fazer transplante de cornea, e que se não houver sucesso,posso ficar cega. é verdade?

Jorge disse...

Eu tenho ceratocone a 11 anos, hj eu tenho 29, já visitei mais de 6 oftomologistas diferentes e todos me falaram uma versão diferente, já usei oculos lentes especiais com curvatura etc. Na verdade eu acho que os estudos e o conhecimento da ceratocone é muito primitivo, no ultimo que eu fui me falou que não tem nenhuma lente de contato que faça melhorar ou retardar a evolução da ceratocone que a lente é apenas um meio de ganhar dinheiro. A ceratocone vai piorar até o que tem pra piorar, em alguns casos tem que implantar um anel (ferrara) para retarda a evolução do cone apenas retardar para evitar a perda completa da visão, esse anel não é a cura apenas o retardamento, se não adiantar e se evolução estiver muito avançada o caso é fazer o transplante de cornia.

Dani Carvalho disse...

Eu tenho 19 anos e desde os 13 tinha astigmatismo, só q foi aumentando, e qnd fui ao médico esse ano ele me disse q posso ter essa doença, porém meu olho direito tem a visão perfeita, tenho que fazer os exames ainda, mas ontem conheci uma pessoa q fez transplante de córnea por causa dessa doença, fiquei meio desesperada e comecei a pesquisar.O transplante de córnea é realmente necessário e a doença muda algo esteticamente q seja perceptível a qqr um q olhar?

Anna disse...

Olá, meu nome é Anna, tenho 22 anos e tenho ceratocone desde os 9 anos, então ja são muitos anos, procurando informação e mudando de oculos ou lentes de 3 a 4 vezes por ano. Atuaçmente tem 1 ano que fiz a cirurgia de anel de ferrara no olho esquerdo mas como já estav m,uito avançado nao melhorou tanto tenho 30% de visão com correção. Ja no olho direito tenho 50% de visao com correção e vou tentar o cross-linking. Não tenho mais possibilidade de uso de lentes de contato. Sou estudante de biomedicina, no 7° semestre e pretendo me formar com ou sem visao. Por isso digo a todos que tem esse problema mas usam oculos, lentes ou os dois como ja usei, nao reclamem, nem desistam!

Beatriz Castro disse...

Boa noite!!!
Tenho 21 anos e tenho ceratocone faz 2 anos e uso lentes rigidas desde q eu descobri a doença, depois de tanto procurar essa semana eu fui ao hospita BOS em Sorocaba-Sp e achei um medico maravilhoso, eu amei ele, me falou sobre varias alternativas de lentes e das cirurgia tbm, minha lentes de contatos naum parava de pular do meu olho e ja perdi varias, logo vou fazer testes de lentes em janeiro, e concerteza vou achar a solução estou no melhor hospital do mundo e q tem especialistas em CORNEAS!!! Boa sorte a todos.

Luciano Bastos disse...

Prezada Joy,

Você poderá encontrar estes especialistas que poderão ajudá-la no seu ceratocone, segue os contatos deles em São Paulo:

UNIFESP (Instituto da Visão)
Dr. Cesar Lipener
Rua Botucatu, 822
04024-002 São Paulo / SP
(11) 5082.2191
neia@oftalmo.epm.br
IPEPO

Dr. César Lipener
Rua Manoel da Nóbrega, 595 / 91
04001-083 São Paulo / SP
(11) 3885.7019
lipener@uol.com.br


Dra. Neuza Vidal Sant Anna
Rua Voluntários da Pátria, 1916 / sala 4
02010-600 São Paulo / SP
(11) 2950.5800
(11) 2976.8102


Hosp. Oftalm. de Sorocaba
-Dra. Leila Maria Alexandrina Marciono Pinto
- Dra. Luciane Silva
Rua Nabeck Shiroma, 210
18031-060 Sorocaba / SP
(15) 3212.7000
www.hosbos.com.br

Desejo-lhe sorte em seu tratamento.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Ingrid,

Enquanto você procurar por ajuda com bons especialistas sempre haverá uma alternativa, mas é preciso encontrar os especialistas certos.

Muitos pacientes com ceratocone extremo que já consultaram em diversos lugares e que não desejam realizar o transplante de córnea nos procuram no IOSB todos os anos para adaptar as lentes Ultracone Extreme. Temos um índice de sucesso bastante alto pois nossa clínica é voltada exclusivamente a reabilitação visual com lentes especiais absolutamente personalizadas.

Procure um bom especialista e sempre haverá alguma alternativa, o transplante geralemnte é indicado quando o paciente não consegue adaptar lentes ou se existem opacidades importantes que o impedem de ter uma acuidade visual satisfatória mesmo com lentes especiais.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Luciano Bastos disse...

Prezado Jorge,

Este oftalmologista está equivocado infelizmente. De todos os tratamentos existentes para o ceratocone a adaptação de lentes de contato especiais é a única que pode garantir sempre a melhor correção visual que é o principal problema que atinge os pacientes. Naturalmente que a função da lente geralmente é de correção óptica, mas também fazemos no IOSB (Instituto de Olhos Dr. Saul Bastos) a adaptação de lentes gás permeáveis rígidas esclerais para fins terapêuticos, associados ou não ao ceratocone.

Os diversos tratamentos cirúrgicos por menos invasivos que sejam visam a estabilizar a progressão do ceratocone "e se possível" regularizar a córnea ou amenizar ao máximo as irregularidades causadas pelo ceratocone, melhorando a visão (até mesmo o transplante de córnea). Desta maneira se for possível corrigir a visão ou permitir que óculos resolvam a necessidade visual do paciente o objetivo foi alcançado, mas nem sempre isso é possível.

Entetanto o ceratocone geralmente inicia o processo de estabilização a partir dos 25 anos do paciente e somente um pequeno percentual em torno de 10% dos pacientes com ceratocone irão progredir seu ceratocone até necessitar de transplante de córnea, é importante desmistificar essa questão pouco ou quase não divulgada.

Lamentável o oftalmologista em questão dizer que lente de contato no ceratocone é somente uma forma de ganhar dinheiro pois mesmo após qualquer procedimento cirúrgico ou tratamento é possível que o paciente necessite adaptar lentes rígidas especiais de qualquer maneira para a reabilitação visual. Além do que nos países capitalistas nenhum profissional liberal trabalha para não ganhar dinheiro, como se isso fosse ruim ou se ele não fosse cobrar por uma cirurgia.

Foi sem dúvida uma posição equivocada dele desta maneira ofende a um grande número de oftalmologistas que trata a adaptação de lentes de contato no ceratocone com a devida seriedade científica e importância para a saúde visual que ela merece.

Temos no IOSB o maior respeito, admiração e confiança nos cirurgiões de córnea e tenho certeza de que esta opinião foi uma questão pessoal e não científica.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Dani Carvalho,

Depois de transcorrido o período principal da recuperação após o transplante de córnea fica praticamente impossível para alguém perceber que houve o transplante.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Luciano Bastos disse...

Anna,

Atualmente a adaptação de lentes de contato especiais em casos mesmo considerados extremos e indicados para transplante ainda é possível desde que o paciente não tenha opacidades importantes que não permitam uma acuidade visual satisfatória. Hoje com as adaptações das lentes Ultracone Extreme e com as lentes RGPs esclerais e Semi-Esclerais SSB é possível adaptar lentes em casos antes considerados impossíveis e que permitem bons resultados mesmos em casos muito complexos. Ainda há muita coisa por vir em termos de lentes, talvez seja apenas uma questão de verificar as possíbilidades nos especialistas no seu estado.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Beatriz,

Você está em ótimas mãos, desejamos -lhe sorte e a todos os demais leitores do blog C&T em seus tratamentos.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Jonatas disse...

Bom... Tenho 21 anos, desde os 15 anos de idade foi descoberto que tenho ceratocone, no início foi assustador chorava muito mesmo, uma vez que a oftalma que desconfiou e solicitou o exame de topografia corneana foi muito RUDI e se mostrou um tanto que desenformada sobre essa doença foi logo dizendo que reria que fazer um transplante de cornea, com isso minha familia ficou doidinha. Meu pai na epoca me falou que não era assim como a oftalma falou e me levou para ser tratado no HOPE (Hosp. de Olhos de Pernambuco) onde me explicaram muito bem essa patologia e me passaram alguns cuidados tipo NÃO COÇAR O OLHO, Usar Lentes de Contato para melhoria da visão e fazer exames anualmente para acompanhamento da visão.
Bom, Fazem 6 anos que descobri esse mal, tomei todos os cuidados que os medicos me passaram, uso lentes de contato e digo com muita felicidade que meu ceratocone continua paralisadinho, num avançou nada, num sei se o fato de eu ter parado de dar minhas COÇADINHAS no olho contribuiu so sei que com a Graça de Cristo, nossa Mãe Maria e Santa Luzia(protetora dos olhos) Estou curado desse mal, não fisicamente para os medicos, mas psicologicamente para Cristo!!
Abraço a todos(as) e força gente a vida é pra se viver não pra lamentar, existem pessoas muito piores do que nós que carregamos esse mal. qualquer coisa meu email é: jonatas_teo@hotmail.com

sandi disse...

Olá! Meu nome é Sandrierika, moro em Recife, sou médica, faço residencia médica em Ginecologia/obstetrícia. Estou muito angustiada, poís recentimente tive o diagnostico de ceratocone, gosto muito de cirurgia e não sei até que ponto esse problema pode atrapalhar minha formação e até minha profissão. Gostaria de saber qual o melhor tratamento e o como é o seguimento, tive um aumento de 3 graus no olho direito em 1 ano, fiquei assustada. Obrigada!

Luciano Bastos disse...

Prezados Jonatas e Sandi,

Respondo aos dois pois além de ambos serem da mesma cidade, Recife, seus casos são semelhantes.

Jonatas, o fato da primeira oftalmologista não conhecer muito sobre o tema ceratocone não significa que ela não seja uma boa médica, provavelmente a área de maior atuação e interesse dela é outra. Hoje em dia existem várias subespecialidades dentro da oftalmologia então realmente é impraticável um especialista dominar tudo ou várias sub-especialidades ao mesmo tempo.

Na fase imediata posterior ao diagnóstico a primeira coisa a fazer é se informar, para isso que esse blog foi criado. É preciso acompanhar o caso, evitar coçar os olhos especialmente com força, e fazer exames de topografia ou tomografia (Orbscan ou Pentacam) de seis em seis meses nos próximos 18 meses para investigar se está havendo progressão do caso ou se está estabilizado.

O ceratocone geralmente se manifesta na juventudade ou adolescência e tende a iniciar a estabilização em torno dos 25 anos do paciente. Se ele for corretamente orientado a não coçar os olhos, tratar alergias que possa ter (especialmente aquelas que induzem a coçar os olhos) e a lubrificar os olhos com colírios em forma de lágrimas artificiais em caso de se perceber alguma instabilidade do filme lacrimal, possivelmente haverá pouco ou quase nenhum episódio de progressão.

Quando os óculos não são suficientes para ter uma acuidade e qualidade visual satisfatória, a indicação é de adaptação de lentes de contato especiais para o ceratocone. As alternativas cirúrgicas menos invasivas e mais recentes tem indicação apenas se o ceratocone estiver comprovadamente passando por episódios¨seguidos de progressão ou seja, a receita dos óculos tem que ser alterada em pouco espaço de tempo porque houve uma decaída da acuidade visual corrigida por eles.

O transplante de córnea é o último recurso a ser feito isso quando não existe mais a possibilidade de outro tratamento de correção visual, menos de 10% dos casos de ceratocone chegam a esse ponto, especialmente se bem orientados.

É importante um bom acompanhamento do caso por um bom especialista, conheço uma médica muito atenciosa que pode ajudar vocês, é a Dra. Alzira Lins do Instituto de Olhos do Recife (IOR). Se vocês quiserem podem consultar com ela e tenho certeza de que vocês serão bem atendidos, podem comentar que eu indiquei vocês a ela.

Boa sorte no seu caso, espero ter ajudado. Feliz 2011!

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Anônimo disse...

Danúbia,
Olá. Tudo bem eu tenho ceratocone desde meus 7 anos de idade.Não consegui me adaptar as lentes rigidas... Mas, quero insistir em usar... vcs vendem pela net??? Conforme enviando meus dados de espessura e curvatura... Acho que seria mais em conta para mim...

Aguardo retorno.
Obrigada!

Anônimo disse...

Danúbia,

Olá. Tudo bem eu tenho ceratocone desde meus 7 anos de idade.Não consegui me adaptar as lentes rigidas... Mas, quero insistir em usar... vcs vendem pela net??? Conforme enviando meus dados de espessura e curvatura... Acho que seria mais em conta para mim...

Aguardo retorno.
Obrigada!

Luciano Bastos disse...

Olá Danúbia,

As lentes de contato quando boas e bem adaptadas são uma excelente opção para qualquer estágio do ceratocone especialmente nos mais severos. É importante que você compreenda que adaptação de lentes de contato deve sempre ser feita em ambiente médico e para usar lentes especiais para o ceratocone é importante que você consulte com um oftalmologista especializado.

Lentes de contato para o ceratocone não podem em hipótese alguma serem compradas pela internet, é muito perigoso.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Regina Rocha de Freitas disse...

Olá, Luciano.
Me chamo Regina e descobri, há pouco mais de 3 meses, que meu filho mais novo, Breno de 16 anos, tem ceratocone. Estou muito angustiada pois o fato de ainda não haver cura para a doença, gera muita incerteza em relação ao futuro. Moramos em Niterói/RJ e gostaria da saber se há algum especialista em ceratocone no nosso estado.
Um abraço,

Luciano Bastos disse...

Olá Regina,

No Rio de Janeiro existem excelentes especialistas em ceratococone, segue alguns:

Dr. Ari de Souza Pena
Niterói, RJ

O Dr. Ari é um grande amigo que foi um dos oftalmologistas pioneiros na adaptação de lentes de contato especiais junto com meu pai, Dr. Saul Bastos falecido em 2004. É um ótimo especialista e poderá ajudar.

Dr. Jose Guilherme Pecego
Rio de Janeiro - Ipanema

O Dr. Pecego também é um excelente especialista e também conheço-o há mais de 20 anos. É uma excelente pessoa e experiente profissional.

Dr. Brunno Dantas
Rio de Janeiro, Centro

O Dr. Brunno tamabém é um dos mais experientes oftalmologistas que tratam ceratocone, é um grande amigo e excelente pessoa. O Brunno faz muitas adaptações de lentes de contato no ceratocone.

Tem outros como a Dra. Mariam Rachid (muito querida e dedicada oftalmologista) mas o post ficaria grande demais.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Regina disse...

Obrigado Luciano, com certeza suas informações ajudarão muito. Espero em breve poder postar novas informações a respeito do Breninho.
Um abraço,
Regina

Thais disse...

Tenho 33 anos e tive o diagnóstico a pouco mais de 1 ano que tenho ceratocone. Como nunca tinha ouvido falar sobre esta doença, não dei muita importância. O oftalmologista prescreveu óculos e disse pra voltar e fazer acompanhamento. Estou marcando meu retorno pra esta semana, e confesso que estou muito frustrada em saber que tenho ceratocone e que não tem cura. Mas espero que não tenha evoluído muito apesar de ter sentido uma diferença significativa na minha visão.
Gostaria de saber se existe em Brasília algum oftalmologista credenciado pra prescrever lentes ultracone, que fiquei conhecendo nesta minha pesquisa agora e fiquei feliz em saber que existe esta alternativa.
Ficarei aguardando resposta.
Abraço e continuarei seguindo e lendo os tópicos.

roberto luiz barbosa disse...

eu tenho ceratocone e acho esse teu estudo interessante...vivo com esse problema a mais de 10 anos ,e fico muito triste pois acho que o meu caso esta bem avançado.e sofro muito com o uso de lentes duras ,pois incomodam,eu pareço um pisca-pisca ligado e meu olho fica muito vermelho e cheguei a machuca-lo varias vezes no momento parei de usar lentes pois minha ultima topografia aumentou o problema e eu teria que trocar de lentes.eu gostaria de ter mais informaçoes sobre as lentes ultra cone ou outros tipos de lente que diminuisse o desconforto citado acima ,e se voce conhece algum medico credenciado aqui em sao paulo ou no abc que trabalha com essa reabilitaçao com essas lentes novas .um abraço e aguardo a resposta.

Luciano Bastos disse...

Thaís,

De todas as patologias que afetam os olhos, das sérias, o ceratocone não é o pior. Há sempre um tratamento disponível. É importante acompanhar com um bom especialista e se possível ter a opinião de outros, sempre é válido.

Em Brasília ainda não há nenhum oftalmologista ou clínica credenciada. Embora existam clínicas importantes no DF a maior parte são clínicas grandes e a burocracia é grande. Como costumo dizer, o dia que o primeiro especialista começar a adaptar lentes Ultracone no DF ele vai ter um movimento muito grande de pacientes, é impressionante como procuram. Alguns vem a Porto Alegre ao IOSB ou a outros estados para tratar e fazer a adaptação destas lentes.

Eu conversei com uma médica amiga tempos atrás, a Dra. Maria Chalita mas ainda não tive a oportunidade de encontrá-la após nossa conversa. Espero encontrá-la em breve nos próximos eventos.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

___________________________________

Olá Roberto,

Em SP existem vários credenciados como a UNIFESP (Instituto da Visão), tem clínicas privadas também. Informe-se junto ao laboratório Ultralentes que fabrica as lentes Ultracone.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Anônimo disse...

tenho ceratocone a anos so agora começou a me encomodar .. primeira vez q eu fui ao oftamologista . estou usando lente pois nao consiguo usar as lentes me ecomoda muitoooo....

diego disse...

Oi, boa tarde, descobri que tenho ceratocone, no olho esquerdo sem lentes de correção so chego a 10 % ja do olho direito minha visão é quase perfeita, não cheguei a fazer as lentes ainda, gostaria de saber se a day horc em salvador é uma boa clinica e se a mesma for, gostaria de saber outras do mesmo nivel, ou algum medico especialista. e se em salvador tem suporte para os tratamentos mais avançados. ficaria muito gratose fosse respondido.

Luciano Bastos disse...

Olá Diego,

Eu tenho a convicção de que a Clínica Day Horc é um excelente centro de oftalmologia com ótimos especialistas.

Em Salvador por outro lado também há o Instituto de Olhos Freitas, a Dra. Mônica Freitas é uma especialista que adapta muitas lentes em casos de ceratocone, inclusive ela tem uma ótima experiência com as lentes Ultracone desenvolvidas pela Ultralentes.

Com certeza Salvador conta com excelentes especialistas, como ambos citados acima.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Anônimo disse...

OLA,
Descobri a 7 anos que do ceratocone, faco tratamento em Brasilia no I.P.O segundo meu medico depois que passei usar lentes meu problema foi estagnado , uso uma lente dupla face , o meu medico me disse que posso dormir com a lente e fica ate 15 dias sem retira-la... e verdade que posso ficar tanto tempo com a lente sem retira-la..? confesso que a retiro e lavo todos dias.. devo seguir o conselho do medico ????

Luciano Bastos disse...

Olá anônimo,

Há uma certa controvérsia nessa questão da lente estabilizar o ceratocone. O que se sabe é que se o ceratocone tiver um episódio significativo de progressão ele vai progredir com ou sem lente. Mas há um entendimento entre alguns especialistas que a lente pode em parte inibir um pouco a tendência do ceratocone progredir em relação se o paciente não usar lente.

Quanto a usar as lentes sem tirar por 15 dias, essa é uma questão que varia entre alguns especialistas embora a maioria acredito eu recomende ao paciente que não durma de lentes. Em nossa experiência no IOSB onde temos pacientes de ceratocone que são médicos que fazem plantão e tem que dormir de lentes, policiais, técnicos em TI que fazem plantão noturno estes precisam de lentes que ao menos possam eventualmente dormir ou ficar com as mesmas por períodos prolongados. Estes pacientes todos muito bem adaptados com as lentes Ultracone fabricadas em materiais de altíssima oxigenação não apresentaram nenhuma complicação e a saúde fisiológica corneana é mantida, com conforto e boa visão.

Sei que alguns especialistas qu7e adaptam lentes RGPs de alta oxigenação recomendam aos pacientes dormir direto com as lentes por uma semana e retirar por um dia e assim sucessivamente. Quando estas lentes são de boa qualidade e estão bem adaptadas são raras as complicações. Um fator importante a considerar é que estes pacientes precisam ser vistos pelo oftalmologista com maior freqüência do que os que tiram as lentes para dormir e que as lentes deles precisam ser trocadas com uma freqüência maior ou seja, em menos tempo de vida útil das mesmas.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Anônimo disse...

oi me nome e rodrigo tenho ceratocone cheguei a usar lentes mais nao me adaptei muito com as lentes. gostaria de saber qual o outro procedimento que eu poderia estar estar utilizando.

Lukas Mello disse...

Caro Luciano Bastos...

Tenho 15 anos descobri Ceratocone a poucos dias,faço exames anualmente e aos 14 anos não tinha ceratocone,e aos 15 já tenho.
O meu problema é o meu ceratocone desenvolve muito rapido e a "Cirugia"de implantaçao do ánel na cornea meu especialista so recomenda com 18 anos e em seu entendimento oque axa que posso perde a visao em 3 anos? atualmente tenho apenas 40% da visão de óculos e sem oculos não vejo nada. Ainda irei fazer os testes de lentes rigidas espero que me ajude...


By:Lukas'Mello

Lukas Mello disse...

Caro Luciano Bastos...

Tenho 15 anos descobri Ceratocone a poucos dias,faço exames anualmente e aos 14 anos não tinha ceratocone,e aos 15 já tenho.
O meu problema é o meu ceratocone desenvolve muito rapido e a "Cirugia"de implantaçao do ánel na cornea meu especialista so recomenda com 18 anos e em seu entendimento oque axa que posso perde a visao em 3 anos? atualmente tenho apenas 40% da visão de óculos e sem oculos não vejo nada. Ainda irei fazer os testes de lentes rigidas espero que me ajude...


By:Lukas'Mello

Anônimo disse...

Olá tenho 26 anos.Descobrir que tinha ceratocone aos 17 anos,mas meu atual medico disse que possivelmente se meu antigo medico tivesse descoberto antes nao teria avancado tanto,hoje estou fazendo exames para ver se e possivel o transplante de cornea,estou com medo pelo tempo de recuperacao pois etnho 2 filhos um de 6 anos e o outro de 1 ano e 1 mes o que exige muito de minha visao,obrigada

cleyde disse...

JA faz uns cinco anos q tenho a doença;descobri q tinha só no olho direito;usei lente gelatinosa por uns 5 meses ;mais me encomodava demais então desisti;agora pra eu tirar cnh tive q voltar p/ o oftamologista e descobri q a doença estava tambm no olho esquerdo;estou usando óculos mais não resolve muito o meu problema ;tenho frequentes dores de cabeça,tenhp q voltar a usar lentes mais só de pensar ja fico desesperada;pois alén de encomodar muito elas custaõ muito caro é dificil
gostaria de saber se é possível alguma cirurgia para colocar essas lentes definitivas pelo sus ou alguma ajuda do sus parcial moro em Santa Rita do Sapucaí(MG)
obrigada gente
Cleyde!

Anônimo disse...

Hoje tenho 35 anos de idade tenho ceratocone diagnosticado deste o 15 anos de idade, uso lente de contato rigidas desde entao, me adaptei ate com certa falicidade com as lentes, tenho 90% de visão, o unico problema é a intensa fotofobia q tenho, tenho q usar oculos escuros direto, o q causa essa fotofobia a propria doença ou devido ao uso das lentes, exite um tratamento para diminuir isto?

Luciano Bastos disse...

Caro anônimo,

Preste bem atenção a esta resposta, ela pode ser a explicação do seu caso. Em grande parte dos casos que vemos no IOSB (eu e nossa equipe de oftalmologistas) que apresentam fotofobia mesmo que "bem adaptados" a lentes rígidas, quando readaptados com as lentes Ultracone param de sentir esse sintoma de fotofobia intensa.

A explicação para tal é que apesar de teoricamente bem adaptados com suas lentes estes pacientes estão utilizando lentes que estão provocando uma alteração fisiológica da córnea, que provoca uma sensibilidade maior a luz do que o normal. Logicamente existem pessoas que tem uma sensibilidade a luz mesmo que não usem lentes e nem tenham ceratocone, mas usuários de lentes rígidas gás permeáveis de qualidade pobre ou aqueles que utilizam lentes gelatinosas e o sistema de duas lentes de uma rígida sobre uma gelatinosa (piggyback) costumam desenvolver este sintoma, e caso a lente rígida esteja mal adaptada ou não seja de alta qualidade e tecnologia é possível que existam lesões que podem ser supericiais ou mais sérias (que causam cicatrizes e opacidades) e frequentemente impedem o paciente de sequer poder suportar as lentes nos olhos.

O uso contínuo de lentes de má qualidade podem levar o paciente a produzir uma falta de sensibilidade a córnea. Vou publicar um texto sobre esta questão em breve.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Anônimo disse...

olá, pretendo fazer a crossinking mais atens quero saber se com este tratamento vou ficar totalmente curada ou terei de uzar lentes para a vida toda

Anônimo disse...

olá, pretendo saber se com o crossilinking ficarei curada do ceratocone e não terei de usar lentes durante a vida toda

Anônimo disse...

OLá ... meu nome é Igor tenho 31 anos , adorei todos os comentarios ! eu , a dois anos fiz uma cirurgia chamada de anel de Ferrara para corrigir o problema de ceratocone que eu tenho , mais infelismente gastei cerca de 5 mil reais na época e não tive resultado nenhum . Será que realmente isso adianta ?

Liz disse...

Meu nome é Liz tenho 55 anos,tenho alto grau de miopia e tb ceratocone,trabalho com subscrição de convites,utilizando muita leitura e luz intensa.Meus olhos doem muito ,ficam vermelhos ,sensiveis e por duas vezes fiz novas lentes sem sucesso de adaptação.gostaria de saber se em Ribeirão Preto SP tem um especialista em ceratocone que possa me ajudar.Muito obrigada!

Liz disse...

Meu nome é Liz tenho 55 anos ,tenho alto grau de miopia e ceratocone.Uso lente dura ,meu olho doi muito ,ficam vermelhos e emvbaçam.Trabalho muito com luz pois subscrito enveloes com bico de pena.Por duas vezes tentei trocar de lentes novas p/ melhorar a visão sem conseguir adaptar.Em Ribeirão Preto tem algum especialista em Ceratocone?por favor me ajudem,obrigada

wagner disse...

convivo com lentes rigidas há muito tempo, tenho ceratocone, por muito tempo de uso das mesmas por adquirir algum tipo de problema nas corneas.

wagner disse...

convivo com lentes rigidas há muito tempo, tenho ceratocone, por muito tempo de uso das mesmas por adquirir algum tipo de problema nas corneas.

Ary Carlso Moraes disse...

Meu nome é Ary e moro em Belo Horizonte. Gostaria de ter algumas informações:
1)Existe alguma relação entre miopia e ceratocone?
2)Há alguma ação preventiva?
3)Pelos comentários postados,parece que alguns especialistas desconhecem o básico sobre o assunto... Os diagnósticos são confiáveis?
4)Há muitos anos fui operado de miopia (a bisturi); existe possibilidade de eu desenvolver ceratocone (tenho 52 anos)?
5) Na região de Belo Horizonte há algum profissional que o senhor indique para diagnóstico e possível tratamento?
Agradeço sua atenção e o parabenizo pelo seu trabalho e pelo importantíssimo blog
Ary

Luciano Bastos disse...

Respondendo aos comentários dos leitores:

1) Anônimo: O crosslinking é um procedimento minimamente invasivo que tem o objetivo de deter o avanço da patologia do ceratocone e não de curar ou regredir. O propósito do tratamento é aumentar a resistência biomecânica da córnea com a utilização da riboflavina sob luz ultravioleta (esta atua como um catalizador do processo) que resulta no fortalecimento das ligações das fibras de colágeno corneano.

Alterações ou mesmo reduções de curvatura vistas sob exames de topografia são observados em alguns casos e eventualmente melhoram um pouco a acuidade visual mas não há a garantia de que isso ocorra em todos os casos.

Em vários casos a adaptação de lentes de contato, especialmente as RGPs especiais, são necessárias para a melhor acuidade visual.

2) Anônimo 2: A cirurgia de implante de anel intra-estromal, seja qual for a marca, tem igualmente o propósito primeiro de neutralizar o avanço da patologia e de oferecer uma melhor regulariação da curvatura corneana, possibilitando em alguns casos até mesmo o uso de óculos, embora isso também não possa ser garantido, geralmente funciona melhor em casos mais iniciais ou moderados.

Muitas vezes a adaptação de lentes de contato pode ser necessária para uma melhor acuidade visual.

3) Liz: Conheço ao menos um oftalmologista em Ribeirão Preto, um excelente profissional chamado Dr. Luciano Lomonaco. Tenho a convicção de que existem outros ótimos especialistas nessa cidade, mas esse é um que sei que tem muito tempo de experiência com ceratocone.

segue...

Luciano Bastos disse...

4) Ary: Respondendo as suas perguntas:

4.1 Não necessariamente. O ceratocone por sua natureza causa uma miopia e astigmatismo irregular elevados.

4.2 Não coçar os olhos, ter uma alimentação balanceada cuidando da saúde de forma sistêmica e principalmente ter o acompanhamento do seu médico oftalmologista e realizar uma consulta periodicamente com o mesmo.

4.3 Veja bem Ary, o que ocorre é que a oftalmologia atualmente está tão avançada que originou diversas sub-especialidades. Basicamente existem especialistas em segmento anterior e posterior do olho e mesmo assim sendo o ceratocone uma patologia de segmento anterior, temos diversas outras sub-especialidades de segmento anterior. Existem ótimos cirurgiões de catarata que basicamente só operam estes casos, existem cirurgiões refrativos que especializam-se em determinadas técnicas.

O paciente de ceratocone precisa de um especialista em córnea e que entenda de adaptação de lentes de contato, isso é fundamental. O oftalmologista que tem experiência em adaptação de lentes sempre terá algum colega que tem experiência (se não for ele mesmo) nos demais métodos de tratamento como crosslinking de colágeno de córnea com riboflavina sob ultravioleta, implante de anel intra-estromal ou mesmo ceratoplastia (transplante de córnea).

Atualmente é virtualmente impossível para um oftalmologista dominar a oftalmologia como um todo ou possuir a excelência em todas as técnicas para todas as patologias oculares. A curva de aprendizado é trabalhosa e a curva de experiência é longa especialmente em algumas técnicas.

4.4 Algumas pessoas que realizaram esse procedimento nessa época ficaram com astigmatismos irregulares elevados e outras aberrações visuais, outros desenvolveram o que é chamado ceratoectasia iatrogência, que seria o ceratocone mas ocorrido "possivelmente" devido a cirurgia. Na época, como tudo que é novo, não se sabia as extensões dos problemas que aquele procedimento poderia gerar.

4.5 Belo Horizonte tem sem a menor dúvida um contigente de especialialistas da melhor qualidade e experiência, especialmente no ceratocone. Como tenho diversos amigos de MG seria impossível aqui listar todos (sem esquecer de algum), o que me colocaria em uma situação delicada.

O que posso dizer é que tanto para adaptação de lentes de contato especiais, como para tratamentos cirurgicos, BH tem especialistas de altíssima capacidade.

Espero contudo ter colaborado com as suas dúvidas. Sei bem como os que tem ceratocone e outras deficiências visuais relativas a problemas de córnea sofrem.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Patrícia disse...

olá, tenho 30 anos e fiz cirurgia corretiva há um ano e meio. Apenas agora descobri que tenho ceratocone. É possível que tenha desenvolvido ceratocone por causa da cirurgia (lasik) ou que esta tenha agravado meu quadro?
Parabéns ao blog. É realmente muito útil a quem tem esse problema.

jocelaine disse...

ola sou Jocelaine Queiroz soube que tenho ceratocone a poucos dias e so estou usando um oculos pra corrigir a visão, lendo sobre essa doença fico com medo;queria saber se tem como saber se esta avançada porque o oftamologista so me disse que estou com ceratocone e se os sintomas piorasse era pra mim fazer exames mais avançados...nunca pensei que poderia er esse tipo de problema estou realmente com medo...gostaria muito que descobrisem a cura.obrigado pela força que vcs dão pra gente...boa sorte...e que deus ilumine vcs... um abraço...fique com deus...

Anônimo disse...

Olá...Me chamo Alexsandra, tenho 23 anos e soube ontem que tenho essa doença chamada Ceratocone. Meu médico me informou que eu teria de fazer uma cirurgia em que seria colocado dois aros em cada olho. Perguntei ao mesmo se não seria o caso de utilizar uma lente rígida pois já ouvi falar e ele me disse que com a experiência que tem já percebeu que essas lentes não dá resultado satisfatório e que para o meu caso a melhor opção seria esses aros que não me recordo como chamam mas recordo muito bem do preço, R$ 5.000,00 por olho, ou seja no meu caso R$ 10.000,00. Preciso saber mais sobre esses aros pois não conheço sobre essa doença, choro todas as noites com medo de perder minha visão! Será que alguém pode me explicar melhor sobre eles?

Luciano Bastos disse...

Olá Jocelaine,

Se o seu oftalmologista lhe prescreveu um óculos para corrigir a visão e estes estão funcionando bem, isso é um ótimo sinal. O caso possivelmente é bem inicial ou no máximo moderado e o mesmo pode ser
tratado com óculos para lhe proporcionar uma boa acuidade visual. Casos iniciais de ceratocone são as vezes difíceis de diagnosticar com precisão, por isso é correta a abordagem do seu médico de acompanhar o caso, observar daqui para frente se vai alterar a receita dos óculos em menos de 12 meses.

Uma dica importante é não coçar os olhos com força, procure manter os mesmos bem lubrificados, se necessário peça a prescrição de um colírio lubrificante e de um colírio anti-lérgico caso tenha crise de coceira ocular. Se tiver rinite alérgica consulte um especialista otorrinolaringologista ou um alergista e cuide-se durante as crises para não coçar os olhos.

O ceratocone costuma diminuir os episódios de progressão a partir dos 25 anos da pessoa, a partir desta idade normalmente estes episódios vão se tornando mais esparsos e cada vez mais raros até que entre 30 e 40 anos o caso geralmente estabiliza. Poucos são os casos onde haverá necessidade de transplante, especialmente se estiver bem acompanhada de um bom profissional. Sempre procure ter mais de uma opinião, é importante que você ouça outros especialistas e procure também informar-se sobre o ceratocone. Isso a ajudará a conviver de forma mais tranqüila com a patologia caso seja confirmada.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

__________________________________


Olá Alexsandra,

Sei que o diagnóstico inicial do ceratocone é sempre um susto na vida do paciente, dos familiares e até de amigos mais próximos da pessoa. Mas em primeiro lugar tenha calma e tranqüilidade para compreender melhor o que é o ceratocone e como tratar.

Me parece absolutamente prematura a sugestão ou indicação de implante segmentos de anel intracorneanos (estes aros que você se refere) em uma consulta inicial de diagnóstico do caso, na verdade creio que qualquer oftalmologista especialista em córnea, em ceratocone e adaptação de lentes de contato deve concordar. As dicas que dei acima á Jocelaine servem no seu caso também.

Outra observação que faço é que a julgar pelo o médico lhe disse, ele parece justamente não ter a menor experiência (ou muito pouca mesmo) na adaptação de lentes de contato que ainda é uma das mais utilizadas técnicas no mundo para correção da visão no ceratocone, portanto essa observação está incorreta a princípio. Pode ser a opinião dele, mas certamente não é a de diversos outros oftalmologistas que não concordariam com tal afirmação.

Recomendo que você entre na comunidade Ceratocone & Tratamentos do Orkut (www.orkut.com), lá você poderá trocar idéias com outras pessoas que tem ceratocone e também ler e aprender mais sobre o ceratocone, são cerca de 6000 membros. Lembre-se, você não está sozinha e não há necessidade de medo, de desespero ou pânico, tudo vai ficar bem. O que você precisa é de: Informações precisas; conhecer outras pessoas com ceratocone e principalmente ter a oportunidade de ouvir a opinião de outros médicos oftalmologistas.

Boa sorte e tenha fé.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Cláudia Cristina disse...

Boa tarde! minha filha de 16 anos tem ceratocone nas 2 vistas, o diagnóstico foifeitohá 3 anos atrás. Já usou óculos, lentes rígidas e desde o ano passado está tentando se adaptar a outras lentes rígidas, porém de uns 4 mese p/ cá tem usado muito pouco, pois diz que incomaoda muito, até para dormir, pois diz "que vai sair do lugar". Tratamos com o Dr Cléber Godinho em BH (IOBH), mmas já estivemos em Sorocaba , onde foi indicado o transplante, porém o atendimento foi muito ruim (SUS). A médica me disse na "lata" que risco é para sempre, e não me passou maiores detalhes da cirurgia, apenas me deu o papel p/ o risco cirúrgico. Fiquei muito decepcionada, pois tive ótimas referências do local, "talvez a médica não tivesse num bom dia..." Mas sofro em ver minha filha sofre e perder a visão a cada dia..Este ano fará se 1º Vestibular e temo que não possa fazer Faculdade devido a essa doença...Gostaria de saber se estou no caminho certo... Ela usa lentes Rose k - Acho que é este o nome prescrita pelo médico de BH. Moramos em Barra Mansa - interior do RJ, obrigada.

Anônimo disse...

oi, eu tenho 16 anos e tambem ceratocone e descobri isso há 3 anos, desde então já usei óculos e lentes rígidas duas vezes, essa ultima foi a que mais deu certo (estou com ela há 11 meses), no começo as usava direito, mas hoje em dia, não consigo ficar mais de um dia com ela, tem me incomodado bastante. Faço tratamento em Belo Horizonte, mas tambem já fui à Sorocaba com intenção ao transplante mas tenho muito medo, minha visão com a lente é satisfatória, mas eu estou desanimando. Quando penso no meu problema e na lente, só tenho vontade de chorar.Muitas vezes penso em desistir, eu quero conseguir usar as lentes, mas o incomodo me atrapalha. Desde já agradeço!

kelly disse...

Kelly Ferreira.

Ola descobri q tenho ceratocone, tenho 18 anos, me falaram em lente, mas ja tenho problema de irritaçao, essa irritaçao ela e comun em quem tem ceratocone? e ao sair no sol , nao consigo ver nada isso tambem e do ceratocone?

Grata...

kelly disse...

Ola descobri que tenho ceratocone, tenho 18 anos, queria saber se essa irritaçao nos olhos vem das pessoas que tem ceratocone mesmo ou e um caso meu mesmo, e tambem se quando saio no sol , nao consigo ver nada, se e por causa da doença...


Grata...

karllyanne disse...

ola meu nome é karllyanne tenho 30 anos e derepente cochilei a tarde e acordei sem enxerga do olho esquerdo me desesperei quando fui no outro dia ao medico tive a triste noticia que estava com ceratocone estou usando três tipos de colírio mas ainda tenho muitas duvidas o ceratocone pode avança para o outro olho? só com o tratamento com os colírios eu posso voltar a enxerga? por favor me ajudem estou ficando quase louca com uma tristeza profunda no meu coração só ando chorrando pedindo a Deus forças para vencer não estou enxergando do olho esquerdo sera que voltarei a enxergar?

Thiago disse...

Meu filho de 14 anos foi diagnosticado com ceratocone.Fizemos a topografia e o médico disse que está num estágio muito inicial e que por enquanto iria receitar óculos para a correção de miopia e astigmatismo que também tem um pouco e que era pra acompanhar a doença com topografias semestrais.Isso está correto? Já que a doença está num estágio inicial não é melhor começar algum tratamento não invasivo para que a doença não progrida?? Penso que se a doença progredir muito em 6 meses, talvez seja tarde para tratamentos não invasivos. Não é melhor que a doençA seja tratada o quanto antes? Que adianta a gente ter descoberto a doença em seu estágio inicial e ficar de braços cruzados esperando 6 meses até outra topografia? O que o sr. aconselha? Por favor, me ajude! Emilia

Thiago disse...

Meu filho de 14 anos foi diagnosticado com ceratocone inicial.Fizemos a topografia e o médico disse que por estar muito no começo, temos que aguardar pra ver se a doença vai progredir muito e que é pra acompanhar com topografias semestrais.O uso de óculos foi indicado para a correção de miopia e astigmatismo. Estou preocupada, pois já que a doença está inicial, o melhor não seria começar algum tipo de tratamento para que a doença não progrida e estabilize? Pra que esperar ainda 6 meses? Penso que se a doença evoluir rapidamente, poderá ser tarde demais para um tratamento não invasivo.O que o sr. acha? Está correta esta informação desse médico? Por favor, me ajude, pois estou desesperada! Tenho medo de esperar e depois ser tarde demais! Obrigada Patrícia

Luciano Bastos disse...

Prezada Cláudia Cristina,

De fato quando a lente não tem um bom desempenho o paciente não tolera o uso das mesmas, as vezes sãoa necessárias alterações nas mesmas para ajustá-las e em outros casos as vezes usar lentes de outro fabricante pode ajudar. O Dr. Cleber Godinho é um excelente especialista e até o final deste ano ele terá disponível em seu arsenal de lentes as lentes Ultracone. Eu sei disso porque eu estou providenciando a pedido dele uma caixa de provas das lentes Ultracone fabricadas pela Ultralentes.

Em todo o caso, existem especialistas no Rio que adaptam regularmente estas lentes, você pode encontrar os mesmos no link abaixo (copie e cole no seu browser pois acho que não abre link nesta resposta):

http://ultralentes.com.br/onde-encontrar/

Dependendo do caso, pode haver a necessidade de adaptação de lenets esclerais e semiesclerais. A Ultralentes é pioneira no desenvolvimento e fabricação de lentes gás permeáveis de altíssima oxigenação de desenhos multi-asféricos no Brasil e os resultados são fantásticos, procure no www.youtube.com por Semi-scleral SSB e Ultracone SSB e olhe os vídeos.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

___________________________________

Caro anônimo,

Se e4m BH e em Sorocaba não resolveram o seu problema, fica o convite para vir no IOSB. Nossa equipe não mede esforços e nossa proposta é desenvolver e criar a solução caso ela não exista para que o paciente possa usar suas lentes com conforto, segurança e com a melhor acuidade visual possível de obter. Depois podemos ver um especialsta próximo de você para acompanhar. Veja mais em www.iosb.com.br

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

___________________________________


Olá Kelly,

Sim estes sintomas apesar de normais para quem tem ceratocone podem ser resolvidos com a adaptação de lentes de contato rígidas gás permeáveis de alta qualidade e tecnologia.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

___________________________________

Prezada karllyanne,

Provavelmente você já estava com a visão ruim neste olho mas não percebia pois ao ficar com ambos olhos abertos praticamente não sente, apenas quando fecha o olho bom percebe a visão ruim. Ou numa hipótese remota você coçou tanto este olho durante a noite que ele acordou machucado, é remota a possibilidade mas não impossível.

O ceratocone não passa para o outro oilho, ele pode estar ali já latente e não manifestado, pode ficar assim para sempre ou pode se manifestar de forma diferente, menos agressiva em algum tempo. É importante consultar com mais de um especilista, ter mais informações sobre o problema e compreendê-lo melhor. Não fique desesperada, sempre há como fazer alguma coisa no ceratocone, o importante é calma e informação de qualidade, depois acompanhamento e orientação de um bom especialista.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

___________________________________

Emília/Thiago,

A orientação do seu oftalmologista está corretíssima e de acordo com o protocolo de tratamento do ceratocone, aliás parabéns pela postura do especialista, sinal de que vocês estão em boas mãos.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Carla Rejane disse...

Oi, sou Carla e moro aqui em Brasilia, descobri que tinha ceratocone aos 22 anos e ja estava com o olho esquerdo 60% comprometido e 40% no olho direito, fique chocada! até pq nunca tinha ido ao oftalmologista e quando fui ja estava bem avançado, usei oculos durante 1 ano, pq meu medico dizia que era dificil a adaptação, então mudei de medico e fiz vários testes pra usar lentes rigidas, teve dias que cheguei 8h no consultorio e sai as 18h, testando uma apos outra, era tão incomodo que jurava q não conseguiria usar (parecia ter areia nos olhos), confesso foi bem dificil nos primeiros 15 dias, hoje as uso à 3 anos, troquei recentemente e meu ceratocone estagnou. Aguardo o avanço da medicina, mas enxergo bem melhor do que com o oculos e estou bem feliz com o tratamento (rigido).

Boa Sorte a todos os companheiros que dividem o mesmo problema.

Igor Suhet disse...

Olá sou o Igor tenho 23anos e há algumas semanas descobri em uma consulta médica que tenho ceratocone no olho direito... Fiz um teste com uma lente rigida e machucou muito meu olho e mesmo depois que tirei, meu olho ainda ficou doendo e incomodando quando olhava em uma certa direção, isso durou 5 dias... Sou de são paulo zona sul e gostaria de algum contato de algum especialista para o meu problema e se pode haver alguma lente que se adapte ao meu olho e melhore um pouco a visão... Obrigado

Maria disse...

Meu filho de 17 anos teve diagnostico recente de ceratocone. Queria saber se aqui no maranhao há especialista no tratamento. Obrigada.

Rayane disse...

Ola tenho 16 anos e descobri que tenho ceratocone em junho do ano passado, neste momento estou usando lentes, mais apesar de ter me adaptado com a lente e dificil pra miim conviver com esse problema gostaria de saber se tem cura? queria saber se tem possibilidades de um dia eu encherga com meus proprios olhos..
Abraços

Elisângela-Go.(Jataí) disse...

Olá,meu nome é Elisângela,tenho 34 anos e descobri a doença quando tinha 16 anos. Desde então,fiz vários tipos de tratamento para amezizar os sintomas e falta de visão. Usei lente de contato de tudo que é jeito que possa existir,mas nada,a curvatura aumentava e então o médico que tratava do meu problema,resoveu partir para o transplante. Fiz em ambos os olhos,resolveu muito pouco e aí passei a ter mais dois novos problemas:astigmatismo e hipermetropia.Novos problemas novos tratamento e mais dinheiro gasto.Hoje(2012),fiz uma outra cirurgia para corrigir a primeira,já que fui disgnosticada como "a mulher do transplante que falhou"(ultrajante). Fiz uma nova cirurgia chamada de relachamento e sutura da córnea transplantada. Tem apenas 2 mesese até agora nada,continuo sem enchergar,O médico me deu um prazo de 6 a 8 meses para a visão melhorar,só aí é que poderá saer feita a do outro olho. Estou com muito medo e pra ser sincera,não sei se vou ter coragem de operar o outro olho,já que o que foi operado recentemente ficou 90%pior em relação o que estava antes só com o transplante que não deu certo. Até quando meu Deus?

Lucas disse...

Oi meu nome e lucas e minha irmã tem cerarocone, mais ela tem so 10 % da visão tem como melhora UM POUCO,E A OUTRA tem 90 % .

Anônimo disse...

Gente vim aki nesse site pq descobri a alguns tempos atrais q tenho cerotocornea e ela ja esta no grau 3 queria sabe c com as lentes de contato rigidas aa chance de melhora do cerotocornea sendo assim usando lentes gelatinosa so para a mio pia.MAIS C DEUS KISER EU VO TER MINHA VISAO DE VOLTA PQ E MUITO RUIM NAO POSSO MAIS JOGA BOLA IRIA FAZ TESTES EM TIMES GRANDES MAIS NAO DEIXARAM POR CAUSA DO POBLEMA

gustavo disse...

Gente GRAU 3 DE CEROTOCONEA TEM CORREÇAO COM USO DE LENTES DE CONTATOS RIGIDAS PERMANENTE TIRANDO ELA SO PRA DORMI TEM 2 PESSOAS DA MINHA CIDADE Q USARAM 1 ANO CONSTAMTEMENTE E MELHORARAM HJ USAM SO A LENTE GELATINOSA PARA MIO PIA EU ESPERO Q DEUS DEVOLVA MINHA VISAO POIS TENHO SO 15 ANOS E TINHA O SONHO DE JOGAR FUTBOL PROFISIONALMENTE C ALGUEM TIVER RESPOSTS ME ADC MSN GUSTAVOILIC@HOTMAIL.COM

luci disse...

estou arrasada em pensar que tenho lente rigida deste 2007 e não usei a suspeita do dr. helio e ceratocone aguardo para fazer a topografia

Luciano Bastos disse...

Olá Igor,

Em São Paulo sugiro consultar com algum dos especialistas relacionados abaixo:

Dra. Neuza Vidal Sant Anna
Rua Voluntários da Pátria, 1916 / sala 4
02010-600 (11)2950-5800
(11) 2976.8102

› CESAR LIPENER OFTALMOLOGIA LTDA
Dr. César Lipener
Rua Manoel da Nóbrega, 595 / 91 Bairro Paraíso
04001-083 (11)3885-7019
lipener@uol.com.br

› UNIFESP
Dr. Cesar Lipener
Rua Botucatu, 822
04024-002 (11)5082-2191
neia@oftalmo.epm.br

› DRA LEILA MARIA MARCIANO PINTO
Dra. Leila Maria Marciano Pinto
Alameda Nhambiquaras,159
04090-010 (11)5571-5360

Estes especialistas poderão ajudá-lo.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

________________________________

Prezada Maria,

Infelizmente não conheço por enquanto nenhum especialista no Maranhão. Entretanto você pode procurar por estados próximos ao seu nste link abaixo:

http://ultralentes.com.br/onde-encontrar/

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

________________________________

Olá Rayane,

Embora o estudo e a pesquisa envolvendo a patologia do ceratocone já tenha avançado muito nas três últimas décadas ainda estamos engatinhando no conhecimento desta patologia ou ao menos da cura. No meu entender é importante se criar um mecanismo de prevenção incentivando que os jovens façam exames períódicos de rotina que incluam ao menos um exame de tomografia de varredura óptica que é mais sofisticado que uma topografia e pode indicar suspeitas do surgimento do ceratocone. Infelizmente o cuto desse exame é alto mesmo para quem tem condições de pagar por ele.

A "cura" por enquanto seria ainda alguma das técnicas de transplante de córnea mas esse procedimento extremamente invasivo somente é indicado em casos realmente muito avançados. Um transplante prematuro em um ceratocone que pode ser adaptado com lentes especiais pode criar outras situações (astigmatismo irregular elevado, hipermetropia, miopia ou ambos) onde o paciente terá que adaptar lentes especiais pós-transplante de córnea e para isso precisa aguardar de 12 a 18 meses de recuperação total da cirurgia. O risco de rejeição sempre existe e isso é bastante chato para o paciente que neste caso pode precisar de um novo transplante.

Mas enquanto novas técnicas de tratamento alternativo para neutralizar a progressão do ceratocone estão sendo desenvolvidos, existem também novas lentes de contato especiais sendo desenvolvidas para proporcionar aos pacientes conforto, segurança e uma boa acuidade visual no ceratocone.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Elisângela,

Compreendo o seu problema, eu justamente acabei de mencionar acima em outra resposta que algumas complicações ou novos problemas podem surgir no transplante (sem ter lido este seu comentário).

Talvez eu possa lhe ajudar, se quiser envie seu histórico para nossa equipe no IOSB (www.iosb.com.br) para estudarmos seu caso. Me parece que a adaptação de lentes de contato semiesclerais ou esclerais com controle de aberrometria óptica poderão lhe ajudar a recuperar uma melhor acuidade visual.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

_________________________________

Lucas,

Se não houver leucoma (ou também chamado de nébula) que são opacidades corneanas importantes que atrapalhem a visão é possível sim e até desejável melhorar a visão deste olho. É importante a binocularidade, a estereopsia garante que o paciente tenha uma melhor percepção de distância das coisas, aumenta o campo visual e dá mais segurança para a pessoa.

Ela deve procurar uma clínica especializada em reabilitação visual com lentes de contato especiais.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

_________________________________

Gustavo,

As lentes de contato rigidas nbão curam o ceratocone mas se forem de boa qualidade, de alta tecnologia e estiverem bem adaptadas, e o paciente bem orientado elas podem sermuoto úteis na vida do mesmo, até para a prática esportiva.

Lentes gelatinosas geralmente funcionam (quando funcionam) por um tempo, elas não são bem indicadas para quem tem ceratocone por dois motivos principais:

1. Elas geralmente não corrigem adequadamente o astigmatismo irregular criado pelo ceratocone.

2. Pacientes com ceratocone tem geralmente uma alteração no filme lacrimal, o uso das lentes gelatinosas impedem a melhor hidratação da córnea sendo que esta é fundamental para manter a sua saúde fisiológica.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

________________________________

Luci,

Não entendi a sua mensagem, pode explicar melhor?

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Vaneide disse...

Meu neto Bruno de 14 anos foi diagnosticado com ceratocone. Como surge esta doença? é genética? se coçar os olhos ela aparece? os pacientes não podem ter carteira de habilitação? podem ficar cegos? gostaria que me respondessem?

lucianobastos@iosb.com.br disse...

Olá Vaneide,

Embora recentes estudos terem descoberto um dos genes (existem outros não conhecidos) é encontrado em córneas com ceratocone nãose sabe qual o gatilho que faz com a que a patologia inicie.

O ato de "coçar os olhos" constantemente ou frequentemente é apontado em todos os estudos sobre a etiologia do ceratocone, inclusive neste estudo sobre a genética. É sem dúvida uma dos principais causas diretas do enfraquecimento das fibras de colágeno que fazem com que a córnea perca parte de sua resistência bio-mecânica.

A adaptação de lentes de contato especiais garante geralmente uma boa adaptação e uma acuidade visual muitas vezes de alta qualidade. Esta é a opção mais segura, menos invasiva e que oferece a melhor visão especialmente quando os óculos não mais são suficientes para uma acuidade visual aceitável ou satisfatória.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Wesley Henrique disse...

Olâ, sou wesley, descobri que tenho ceratocone a 1 mês, fiz os testes com lente, mas não consegui me adptar.estou usando oculos, porem não me dá 100% da visão. estou esperançoso com seus estudos, pois está sendo dificil conviver com algo novo que é essa doença. obrigado.

Luciano Bastos disse...

Olá Wesley Henrique,

Embora muitos avanços foram obtidos nas duas últimas décadas a melhor maneira de obter uma melhor acuidade visual e consequentemente uma melhor qualidade de vida na maior parte dos casos é através da adaptação de lentes de contato especiais. É muito comum os pacientes com ceratocone terem dificuldades na adaptação destas lentes mas é importante saber que existem diversos tipos de lentes e nem todos os especialistas contam com todas as lentes disponíveis. As vezes você pode encontrar um especialista que tenham lentes de alta performance e maiores recursos de personalização da adaptação e assim conseguir uma lente que proporcione uma adaptação segura, com conforto, boa visão e especialmente preservando a saúde fisiológica da córnea.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Juliana disse...

Olá. Descobri que tenho ceratocone há mais ou menos cinco anos. Foi bem difícil pra mim. Desde de então faço uso de lentes de contato rígidas.

Tenho sofrido muito com esta doença, principalmente depois de ter perdido um médico em quem confiava. Ele saiu da clínica em que trabalhava para fazer um especialização fora do país e me indicou uma colega na própria clínica. Quando fui me consultar com ela,ela quis de imediato fazer um procedimento chamado Crosslink, com um custo de R$ 3.300,00 por olho.

Fui atrás de uma segunda opinião, pois o meu médico anterior havia dito não ser necessário, e só haviam se passado seis meses.

Ao procurar uma segunda opinião, o novo médico me pediu uma série de exames, sendo que ele disse que seria indicado o tratamento somente para um olho, o direito.

Quando levei os exames ele constatou que a espessura da minha córnea é muita fina, portanto, o tratamento não é recomendado, pois há um limite de espessura,e se estiver fora disso, eles não sabem qual será o resultado.

Se eu não tivesse ido procurar uma segunda opinião, sabe-se lá o que teria acontecido, pois a médica não me pediu esse exame,e já queria que eu saísse da clínica com a data do crosslink marcada.

Por problemas de plano de saúde, não pude mais ir ao médico que me disse não ser possível realizar o procedimento.

Ontem fui a um novo médico. Ele realizou uma série de exames novamente. Disse que não houve aumento do grau, mas me recomendou o uso de lentes de contato gelatinosas. Disse que eu deveria fazer a lente na própria clínica, e quando eu solicitei uma receita para poder confeccionar a lente em outro local ele se recusou. Forneceu uma receita de óculos e me deu um comunicado que diz que os médicos não devem emitir receita de lentes de contato.

Bem, o propósito de estar relatando tudo isso aqui é:

Com base em minhas últimas experiências, sinto que existem muitas pessoas que querem se aproveitar de nossa doença, oferecendo tratamentos que nem sempre estamos aptos para realiza-los, mas como não há cobertura por parte dos planos de saúde, e o custo é elevado, eles visam somente o lucro, e não o bem estar e a integridade do paciente.

O mesmo ocorre com as lentes de contato. Não podemos ser coagidos a confeccionar a lente na própria clínica, e sim onde quisermos.

Lente de contato para portadores de ceratocone é algo caro. Nós temos o direito de escolher o local que nos oferece as melhores condições de pagamento.

O que tenho sentido ultimamente é uma exploração por parte de alguns médicos, com nossa doença, que é uma doença séria, grave, e que nos traz muito sofrimento.

Diante de todo este relato, gostaria de aproveitar e pedir opiniões.

Não sei se devo trocar para lente gelatinosa.

Não sei quanto benefício isso me trará. Fiz o teste, achei bem mais confortável, mas gostaria de saber como minha doença poderá reagir.

E gostaria, também, de pedir a indicação de algum médico honesto, e de confiança de algum de vocês. Não aguento mais ser explorada por ser portadora de uma doença grave.

Juliana de Paula disse...

Olá. Descobri que tenho ceratocone há mais ou menos cinco anos. Foi bem difícil pra mim. Desde de então faço uso de lentes de contato rígidas.

Tenho sofrido muito com esta doença, principalmente depois de ter perdido um médico em quem confiava. Ele saiu da clínica em que trabalhava para fazer um especialização fora do país e me indicou uma colega na própria clínica. Quando fui me consultar com ela,ela quis de imediato fazer um procedimento chamado Crosslink, com um custo de R$ 3.300,00 por olho.

Fui atrás de uma segunda opinião, pois o meu médico anterior havia dito não ser necessário, e só haviam se passado seis meses.

Ao procurar uma segunda opinião, o novo médico me pediu uma série de exames, sendo que ele disse que seria indicado o tratamento somente para um olho, o direito.

Quando levei os exames ele constatou que a espessura da minha córnea é muita fina, portanto, o tratamento não é recomendado, pois há um limite de espessura,e se estiver fora disso, eles não sabem qual será o resultado.

Se eu não tivesse ido procurar uma segunda opinião, sabe-se lá o que teria acontecido, pois a médica não me pediu esse exame,e já queria que eu saísse da clínica com a data do crosslink marcada.

Por problemas de plano de saúde, não pude mais ir ao médico que me disse não ser possível realizar o procedimento.

Ontem fui a um novo médico. Ele realizou uma série de exames novamente. Disse que não houve aumento do grau, mas me recomendou o uso de lentes de contato gelatinosas. Disse que eu deveria fazer a lente na própria clínica, e quando eu solicitei uma receita para poder confeccionar a lente em outro local ele se recusou. Forneceu uma receita de óculos e me deu um comunicado que diz que os médicos não devem emitir receita de lentes de contato.

Bem, o propósito de estar relatando tudo isso aqui é:

Com base em minhas últimas experiências, sinto que existem muitas pessoas que querem se aproveitar de nossa doença, oferecendo tratamentos que nem sempre estamos aptos para realiza-los, mas como não há cobertura por parte dos planos de saúde, e o custo é elevado, eles visam somente o lucro, e não o bem estar e a integridade do paciente.

O mesmo ocorre com as lentes de contato. Não podemos ser coagidos a confeccionar a lente na própria clínica, e sim onde quisermos.

Lente de contato para portadores de ceratocone é algo caro. Nós temos o direito de escolher o local que nos oferece as melhores condições de pagamento.

O que tenho sentido ultimamente é uma exploração por parte de alguns médicos, com nossa doença, que é uma doença séria, grave, e que nos traz muito sofrimento.

Diante de todo este relato, gostaria de aproveitar e pedir opiniões.

Não sei se devo trocar para lente gelatinosa.

Não sei quanto benefício isso me trará. Fiz o teste, achei bem mais confortável, mas gostaria de saber como minha doença poderá reagir.

E gostaria, também, de pedir a indicação de algum médico honesto, e de confiança de algum de vocês. Não aguento mais ser explorada por ser portadora de uma doença grave.

Luciano Bastos disse...

Olá Juliana,

Eu lamento tudo o que você tem passado em relação ao ceratocone e sua visão. Não irei comentar sobre os demais casos citados após o seu médico ir para a especialização no exterior mas procurarei elucidar quanto ao que pode e deve ser feito.

Pois bem, a adaptação de lentes RGPs especiais ou então de lentes de contato esclerais são as melhores alternativas por serem as que oferecem a melhor acuidade visual possível de obter e com menores riscos desde que sejam bem adaptadas. Estas lentes são adaptadas de forma personalizadas por especialistas e não existe a possibilidade de pegar uma receita (como no caso de lentes gelatinosas que inclusive não proporcionam uma boa visão no ceratocone, via de regra).

Estas lentes mencionadas acima tem custo mais elevado por uma série de motivos, elas são fruto de muita tecnologia que envolve estudos e desenvolvimento tecnológico de última geração, o especialista gasta mais "tempo de sala" do que qualquer outro caso de oftalmologia, são necessários testes, reavaliações, acompanhamento e isso tudo geralmente está incluído nos honorários portanto não se trata apenas de custo de lente e é importante que todos compreendam isso pois é exatamente esse tipo de profissional sério, dedicado e competente que poderá lhe ajudar.

Os oftalmologistas que são credenciados na Ultralentes tem uma larga experiência na adaptação de lentes especiais, talvez você contatando a empresa eles possam ajudá-la, diga em que cidade e estado você mora e o seu problema para que você receba uma orientação. O website é www.ultralentes.com.br

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Marco Túlio disse...

Olá Luciano

Meu nome é Marco Túlio, sou de BH, e desde os 18 anos fui diagnosticado com o ceratocone. Hoje estou com 25 anos e minha visão ainda continua muito ruim, extremamente limitada. Fiz 2 implantes de anel de ferrara, um em 2008 e outro em 2009, em cada olho. Na época os médicos me garantiram melhoras a longo prazo, em 1 ou 2 anos eu já estaria enxergando melhor. Acontece que já estamos em 2012 e, para mim, não houve nenhuma melhora da visão. Usei algumas lentes de contato rígidas e não adaptei com nenhuma. Fiquei uns 10 dias usando e desisti, pois para mim estava sendo extremamente doloroso e incômodo. Usei também várias lentes gelatinosas, mas nenhuma ajudou na visão. Eu já estou ficando desmotivado e desiludido com a vida pelo fato de já estar há 8 anos lutando contra essa doença e não obter uma melhora sequer. Já fui em vários médicos, mas nenhum me ajudou em absolutamente nada. Queria saber se existe algum médico ou consultório em BH credenciado que tenha essas lentes que você mencionou. Eu queria muito fazer o transplante de córnea nos dois olhos, para voltar a viver com alegria, porém os médicos não indicaram esse tratamento para mim. Mas ainda não desistirei de lutar por uma melhora da minha visão, Deus me ajudará algum dia, voltarei a ser feliz algum dia.


Obrigado

Marco Túlio disse...

Olá Luciano

Meu nome é Marco Túlio, sou de BH, e desde os 18 anos fui diagnosticado com o ceratocone. Hoje estou com 25 anos e minha visão ainda continua muito ruim, extremamente limitada. Fiz 2 implantes de anel de ferrara, um em 2008 e outro em 2009, em cada olho. Na época os médicos me garantiram melhoras a longo prazo, em 1 ou 2 anos eu já estaria enxergando melhor. Acontece que já estamos em 2012 e, para mim, não houve nenhuma melhora da visão. Usei algumas lentes de contato rígidas e não adaptei com nenhuma. Fiquei uns 10 dias usando e desisti, pois para mim estava sendo extremamente doloroso e incômodo. Usei também várias lentes gelatinosas, mas nenhuma ajudou na visão. Eu já estou ficando desmotivado e desiludido com a vida pelo fato de já estar há 8 anos lutando contra essa doença e não obter uma melhora sequer. Já fui em vários médicos, mas nenhum me ajudou em absolutamente nada. Queria saber se existe algum médico ou consultório em BH credenciado que tenha essas lentes que você mencionou. Eu queria muito fazer o transplante de córnea nos dois olhos, para voltar a viver com alegria, porém os médicos não indicaram esse tratamento para mim. Mas ainda não desistirei de lutar por uma melhora da minha visão, Deus me ajudará algum dia, voltarei a ser feliz algum dia.


Obrigado

Luciano Bastos disse...

Olá Marco Túlio,

Nós desenvolvemos as lentes Semi-Scleral Bastos (SSB) e SB (Scleral Bastos) que é fruto de um trabalho que já chega a 10 anos de estudo e pesquisa tecnológica e clínica. Em MG tem o Dr. Brunno Dantas em Juiz de Fora que é atualmente o único credenciado em MG que adapta estas lentes. Segue contato dele:

Centro Oftalmológico Mineiro
Dr. Brunno Dantas
Santo Antonio, 1500 - sala 606
(32)3218-4550

De toda a forma em BH tem certamente epecialistas que adaptam lentes semiesclerais, que poderão ajudar no seu caso, tais como o Instituto Visibelli, o Dr. Orestes Miraglia Jr.(inclusive estes são credenciados da Ultralentes mas ainda não adaptam as lentes SSB e SB), tem o Dr. Leonardo Gontijo, espero que algum destes possa ajudá-lo.

Se você tiver dificuldades, o IOSB em Porto Alegre recebe mensalmente pacientes de todo o país em busca de soluções para seu caso, temos uma tradição de resolver os mais complexos casos pois o IOSB é especializado na reabilitação visual com lentes especiais.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Marco Túlio disse...

Luciano, o Leonardo Gontijo implantou um anel no meu olho direito em 2008, lembro dele. O outro implante foi com o Paulo Ferrara, em 2009. Você sabe se essas lentes precisam de uma outra para melhor adaptação? Elas são do tipo gelatinosas?


Obrigado pelas informações

Luciano Bastos disse...

Olá Marco Túlio,

As lentes esclerais são lentes rígidas de diâmetros ainda maiores que as lentes gelatinosas. Estas lentes não tocam a córnea e apoiam-se junto a esclera (parte branca dos olhos).

Embora a definição seja essa é importante mencionar que elas não são todas iguais.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Marco Túlio disse...

Luciano, sobre o conforto e o tempo de adaptação dessas lentes, você poderia me passar algumas informações? Elas incomodam menos que as rígidas comuns? Lembro que em 2008 cheguei a usar, por pouco tempo, uma lente rígida chamada Rose K, para ceratocone. Porém, ela estava incomodando demais e eu não a suportei, usei durante 10 dias. Essas lentes com as quais vocês trabalham podem me garantir uma melhora visual?



Grato

Anônimo disse...

Meu marido tem ceratocone e agora a oftalmo dele sugeriu que ele procure um hospital em Sorocaba para fazer uma cirurgia que resolveria o problema. Gostaríamos de ouvir uma 2a opinião. Quais médicos ou clínicas podemos procurar no Rio de Janeiro que tenham especialidade nesta área? Obrigada.

Luciano Bastos disse...

Olá Marco Túlio,

Desculpe a demora em responder a esta sua última mensagem. Eu acredito que o paciente que testa apenas um tipo de lente (essa que você se refere é uma lente corneana e não escleral) deve experimentar outras alternativas como a lente Ultracone que foi desenvolvida por mim e meu pai (Dr. Saul Bastos) e que tem um desempenho excelente na questão conforto, acuidade visual e especialmente assegurar a saúde e a manutenção do equilíbrio fisiológico da córnea. Em muitos casos o paciente pode obter uma excelente adaptação, desde que seja feito um teste bem feito e uma adaptação correta por um dos credenciados a adaptar nossas lentes.

Em relação as lentes esclerais posso falar com muita segurança sobre estas lentes pois estudo o assunto há mais de 10 anos e deenvolvemos os primeiros protótipos na Ultralentes em 2007 e apenas em 2008 os primeiros pacientes foram adaptados no IOSB.

As lentes esclerais são bem mais confortáveis e seguras do que qualquer outra lente mas é importante que seja dito que não posso falar de lentes que não sejam as que conheço, temos uma experiência com a nossa Scleral Bastos UC e com alguns modelos americanos que utilizamos como comparativo. Em nossos testes conseguimos com a Scleral Bastos superar os modelos que utilizamos como comparação em todos os quesitos, portanto se outros fabricantes no Brasil estão fazendo lentes esclerais desconheço modelo e o seu desempenho. Mas na nossa experiência os resultados estão sendo muito gratificantes e não tivemos nenhuma complicação até agora com mais de 300 olhos adaptados desde 2008, o que pode ser atribuido não somente a alta tecnologia e qualidade destas lentes mas como ao atento acompanhamento de cada caso de forma absolutamente personalizada.

Me parece que depois da Ultralentes, dois fabricantes no Brasil já tem as suas versões de lente escleral, eu somente conheço bem a que eu desenvolvi e posso assegurar que ela está tendo resultados muito acima das nossas expectativas, o que é ótimo.

Por último, vale lembrar que lentes esclerais não são para todos. Pacientes com a fenda palpebral muito pequena e pálpebras sem felxibilidade podem ter dificuldade em colocar (especialmente) e retirar estas lentes, tendo que assim as vezes alternar para outro modelo que chamamos de SSB ou Semi-Scleral Bastos que é um pouco menor.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Luciano Bastos disse...

Prezada Anônima,

Respondendo a sua pergunta: "Quais médicos ou clínicas podemos procurar no Rio de Janeiro que tenham especialidade nesta área?"

Segue resposta:

Rio de Janeiro

Dr. Brunno Dantas
(21) 2292 8625
(21) 2215 4241.

Dr. José Guilherme Pecego
(21) 2522.4930

Dra. Marian Daibes Rachid
(21) 2512.7173

Dr. Renato Ambrósio
(21) 2264-4430
(21) 2234-4233


Niterói

Dr. Ari de Souza Pena
(21)2717-3373
(21)2717-8660

Juliana de Paula disse...

Quero postar um comentário para "anonimo": Vc e seu marido devem ter cautela, pois ceratocone não tem cura. Existem procedimentos para evitar que a doença progrida, e em último caso existe o transplante de córnea. Tenha cuidado. Infelizmente, existe muita gente querendo se aproveitar da doença. Procure a opinião de outro médico.

Luciano Bastos disse...

Juliana,

De fato é sempre importante ter mais de uma opinião de diferentes especialistas, sua recomendação é extremamente válida. Não sei se o termo "se aproveitar" da doença é bem correto, pois eu quero acreditar que todo o especialista que sugere um tipo de tratamento quer de fato ajudar quando propõe este ou aquele tratamento.

No entanto realmente é difícil uma solução definitiva mesmo com uma intervenção cirúrgica seja ela pouco ou extremamente invasiva. Os casos cirúrgicos de sucesso geralmente ocorrem em pacientes com diagnóstico de ceratocone leve ou moderado que é quando ele menos atrapalha a visão, em alguns casos uma melhor acuidade visual pode ser obtida com alguns tratamentos cirúrgicos em casos mais avançados mas essa não é a regra infelizmente.

Os pacientes que obtém a melhor acuidade visual são aqueles que adaptam lentes de contato RGPs especiais ou atualmente as lentes esclerais, desde que sejam de boa qualidade, alta tecnologia e corretamente adaptadas.

O transplante tem uma indicação absoluta quando nenhum meio de correção com lentes de contato é possível devido a opacidade central que bloqueie a passagem da luz. Pacientes que são acometidos de hidropsia corneana (minúsculo rompimento da córnea que causa um edema corneano importante, deixando a porção geralmente central da córnea esbranquiçada e opaca) muitas vezes podem ter uma melhora significativa após algumas semanas ou meses, havendo um clareamento novamente da córnea, este paciente poderá ser readaptado com lentes dependendo do caso. Essa melhora pode ocorre expontaneamente, pode ocorrer de um dia para o outro. Um colírio de solução de NaCl 5% pode ser prescrito pelo oftalmologista de forma a colaborar na resolução do edema voltando a transparência parcial ao menos da córnea pois muitas vezes haverá cicatrizes que não retrocedem e bloqueiam parte da luz (visão), se for pequena a área o paciente tem a chance de ainda obter uma acuidade visual satisfatória.

Somente o exame atento de cada caso para saber qual o tratamento mais indicado, neste caso acima se o paciente obtiver uma acuidade visual corrigida em torno de 20/40 na tabela de Snellen e com o olho contra-lateral tiver 20/25 corrigido é possível postergar o transplante de córnea sem maiores implicações, por exemplo.

Existem centenas de oftalmologistas que são especialistas em córnea e dedicam-se ao tratamento do ceratocone, seja do ponto de vista cirúrgico ou de reabilitação visual com uso de lentes de contato especiais. O ideal é que o paciente e conforme for seus familiares devem procurar ter o maior número de informações e diferentes opiniões possível. A oftalmologia Brasileira está em nível semelhante a dos países de primeiro mundo sob o ponto de vista de equipamentos e tecnologia assim como de especialistas de altíssima capacidade.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Flávia disse...

Me chamo Flavia e gostaria de saber se esta doença é desenvolvida pelo ato de coçar bastante os olhos ou se é genética.

Luciano Bastos disse...

Olá Flávia,

Embora os estudos sobre a etiologia do ceratocone tenha avançado bastante nesta última década a ciência ainda está engatinhando nesse sentido e uma possível causa certa é improvável. Uma hipótese bastante aceita na comunidade científica e médica é a de que não existe um único "gatilho" mas sim é uma sucessão de situações que podem causar o ceratocone e outras ectasias da córnea.

De toda forma, praticamente todos os estudos sobre o tema da etilogia do ceratocone mencionam que o ato de coçar os olhos tem grande influência no sentido de agravar o problema ou mesmo na sua origem. Isso vem sendo dito desde a década de 70 nos livros de oftalmologia mais antigos.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

crhys disse...

Sou Crhys, tenho 34 anos, descobri esta doença após quatro meses de transplantada, lendo na inetrnet, gostaria de saber se mesmo após o transplante meu olho incha muito e coça será que não ha cura, tenho que conviver com essa doença?

Luciano Bastos disse...

Olá Crhys,

Apesar de você não ter mencionado o motivo do seu transplante de córnea, imagino que possa ser devido a Distrofia de Fuchs que pode levar o paciente a necessitar de um transplante de córnea para poder recuperar a visão.

Após o transplante de córnea, especialmente se o procedimento realizado tenha sido pela técnica manual de ceratoplastia penetrante, é normal alguns casos apresentarem um astigmatismo irregular as vezes elevado o qual prejudica a visão. Em alguns casos, embora sejam mais raros, pode ocorrer ectasia ceratocone) mesmo na córnea nova implantada.

É preciso acompanhar bem a evolução pós-cirúrgica para ver como a córnea irá reagir. Um exame interessante e preciso para este acompanhamento é a tomografia de segmento anterior, como o Pentacam. Diferentemente da topografia (com 'P' de Paulo) a tomografia (com 'M' de Maria) do Pentacam possibilita o exame da córnea em sua integridade, fornece mapas de elevação anterior e posterior, mapa paquimétrico (espessura corneana integral), imagens tomográficas da córnea e uma série de outros mapas e softwares que permitem analisar se existe ectasia (ceratocone) ou se trata-se apenas de astigmatismo irregular.

É fundamental acompanhar e confiar no seu oftalmologista, ele irá lhe orientar, conforme a necessidade poderá ser feito um novo transplante se for o caso. Sempre ha uma solução, há que ter paciência e certa resignação, confiando na equipe médica e com muita fé da sua parte.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Anônimo disse...

queria saber se a unica saida do ceratocone e uma interveçao cirurgica ou transplante ?qual ?por que

Luciana disse...

Luciana:
Ola Luciano! cv não estar respondendo as perguntas dos seus seguidores. estou ansiosa pra saber a sua opinião sobre a minha filha de 12 anos que tem ceratocone avançado, já mandei pra vc tudo sobre o asunto.

Luciano Bastos disse...

Prezada Luciana,

Não tenho certeza se é este o post que você se refere. Se é este, a resposta está neste link abaixo (creio que você deve copiar e colar o link para visualizar, foi em Fevereiro deste ano e foi respondido.

http://ceratocone-tratamentos.blogspot.com.br/2008/11/7-coisas-que-voc-deveria-saber-sobre.html

Atenciosamente,

Luciano Bastos

Anônimo disse...

Meu filho de 15 anos foi diagnosticado a mais ou menos um mês com ceratocone. Até então nunca tinha ouvido falar nesta doença. Foi um choque, pois moro em uma cidade no sul de Minas, com pouquíssimos recursos médicos. Desde então procuro fazer pesquisas na internet, já tentei entrar em contato com o Hospital de Sorocaba, mas ainda não obtive sucesso. Meu filho está com 40% da visão do olho direito, e o olho esquerdo está com a curvatura no limite. Temos sofrido bastante, pois tive contato com duas pessoas aqui da cidade, uma com 40 e poucos anos, que já passou por transplante e está perdendo a visão novamente e outra de 26 anos que foi diagnosticada aos 15 como meu filho, que apesar de estar sempre passando por consultas, usar lentes rígidas, está perdendo a visão de um olho, já está na fila de transplante. Uma Secretária de Educação, de uma cidade vizinha, já usando anel de ferrara e lentes a muito tempo, também está perdendo a visão. Na verdade estou apavorada, pois meu filho sempre quis médico cirurgião, luta por isso, estuda, já ganhou várias medalhas da OBMEP, de Olimpíadas de Química, tem uma vida pela frente. Me culpo, pois ele sempre coçou muito os olhos, mas confiei nas palavras de médicos daqui e na verdade nunca me preocupei muito, até a uns 3 meses em que ele reclamou que não estava enxergando com a vista direita. Agora lendo tantos depoimentos, vejo quantas pessoas sofrem com esta doença ingrata, que chega silenciosamente e invade nossas vidas de uma vez. Hoje ele foi fazer as provas do ENEM com meu outro filho de 17 anos. Gostaria que me ajudassem, indicando um caminho. Ele está no terceiro dia de uso das lentes rígidas, graças a Deus parece que no olho com o problema maior está se adaptando bem, somente no esquerdo que diz ficar bem embaçado e incomodar mais. Obrigada. Rosangela Soares

Luciano Bastos disse...

Rosângela,

Adaptar lentes de boa qualidade e alta tecnologia com um especialista experiente, essa é a receita inicial para um bom começo para lidar com o ceratocone neste caso de seu filho.

Também não coçar os olhos, seguir as recomendações do oftalmologista, e especialmente acompanhar o caso fazendo exames de Tomografia de Segmento Anterior (Pentacam) ao menos uma vez ao ano, esse exame através dos diferentes mapas que ele gera, ajuda o especialista a verificar com maior facilidade se há progressão significativa do caso.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Auriane disse...

Olá Dr. Luciano! tdo bem?!

Descobri que tenho ceratocone aos 27 anos de idade, e de lá pra cá tenho convivido bem com o problema, pois uso Ultralentes prescritas pela Dra. Neusa Vidal. Alterno entre óculos e lentes e procuro pingar colírios humidificantes, a rigidez da lente absorve mto a humidade dos olhos e requer mto cuidado nesse e em outros sentidos. Continuo esperançosa pela cura, ou pela estagnação da acuidade, ano que vem faço 35 anos e espero que o problema não se agrave, até mesmo porque, pretendo ser mãe e a certeza da cura o não evolução da doença me será mto reconfortante.

Abço Dr.
Auriane Lis - São Paulo/SP.

Luciano Bastos disse...

Olá Auriane,

Pode me chamar de Luciano :)

A Dra. Neusa Vidal Sant'anna é uma querida amiga, uma pessoa extraordinária no tratato com seus pacientes, é sem dúvida também uma excelente especialista em SP, estás em ótimas mãos.

Em relação a secura ocular esse é um problema moderno, em grande parte causado por uma sucessão de fatores ambientais (quando não patológicos) tais como: Poluição do ar, uso intenso de ar condicionado (carro, trabalho, em casa), uso contínuo do computador e a diminuição abrupta da freqüência do ato de piscar pois quando estamos em frente ao monitor do computador nossa freqüência de piscar é quase nula, não sei exatamente por qual a razão ficamos com os olhos abertos fixados no que estamos vendo na tela. Isso aumenta exponencialmente o coeficiente de evaporação da lágrima que fica especialmente concentrada no menisco lacrimal (pálpebra inferior) e quando piscamos a pálpebra superior busca este reservatório de lágrima para espalhar pela córnea, no caso de lentes ela produz a troca lacrimal da porção de lágrima que fica entre a lente e a córnea. Se a quantidade de lágrima é menor a lente "encalha" e começa a produzir a sensação de presença ou desconforto.

Em relação a ter o seu bebê, siga com seu coração e tenha quantos filhos quiser ou puder sem se preocuppar com isso, apenas certifique-se de não coçar os olhos e de mantê-los lubrificados, tenha uma alimentação balanceada (e não exagerada), acrescente Õmega 3 e ômega 6 na sua dieta, recomendados pelo seu médico. A linhaça é uma rica fonte de nutrientes que poderão inclusive melhorar suas condições gerais de saúde.

Em alguns casos, quando a mulher que tem ceratocone engravida, há episódios pontuais de progressão do ceratocone, ocorre mas não se pode afirmar que sempre ocorre. Em todo o caso basta manter suas consultas de rotina e atualizar as lentes se necessário.

Boa sorte com todos seus projetos e também espero que no futuro existam cada vez melhores opções de tratamento e de lentes melhores para quem precisar.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T

Anônimo disse...

Meu ceratocone é tão avançado que medicos nao dão nenhuma possibilidade de cirurgia as lentes sao expulsas a cada piscada, eu espero que haja avança e torço por conquistas nessa area!

Robson disse...

Meu ceratocone é tão avançado que medicos nao dão nenhuma possibilidade de cirurgia as lentes sao expulsas a cada piscada, eu espero que haja avança e torço por conquistas nessa area!

Anônimo disse...

Olá meu nome é Simone descobri que tenho ceratocone com 26 anos, quando estava estudando para o concurso da Polícia Federal, mas meus sonhos foram destruídos por causa dessa doença, pelo fato desta patologia ser de caráter eliminatório.

Creio em Deus que ainda irão achar a cura.

Anônimo disse...

Sou matheus, descobri mês passado que tenho ceratocone nos dois olhos tenho apenas 12 anos estou com muito medo.

vanessa disse...

Oi meu nome é vanessa e tenho 24 anos,faz um mes que descobri que tenho ceratocone nos dois olhos, fui no oftalmologista fazer teste de lente e a lente pulou do meu olho,diz o medico que essa é a lente certa para mim,mas se pulou do meu olho é a lente certa.? Quanto custa em media uma lente de teste pois eu perdi a do medico.

Ronaldo Sacramento disse...

Nossa!! essa foi a sensação que tive quando vi este blog pela primeira vez,percebi q não estava sozinho como também que poderia obter muita ajuda através do mesmo e compartilhar as minhas experiência no assunto que não são poucas afinal já se van 20 anos meu nome é Ronaldo Sacramento.

Marco Antonio disse...

La estava eu na Igreja tocando contrabaixo e ao puxar o livro para ver as cifras pra perto de mim um amigo me disse, ’você deve ter algum tipo de problema de visão, por colocar tão perto de você o livro de partituras..’. Então comecei a perceber que quando eu via alguma logo marca eu tapava o olho direito e o esquerdo em seguida percebi que alguma coisa estava realmente errada, pois com o olho direito eu enxergava tudo embaçado. Procurei especialistas, mais de 5 clinicas visitei, e desde a primeira vez que fui examinado isso na primeira clinica já me disseram sem olhar em aparelhos ou fazer teste que eu era portador de uma doença ‘CERATOCONE’ e esta não tinha cura! Eu percebia a doença evoluindo em 8 meses ela evolui para o grau que eu estou atualmente. Quando alguém tem alguma doença procura logo saber qual é a cura, como esta não tem cura procurei um tratamento e descobri que ela não é crônica, então ai tem uma esperança, poderei viver ‘normalmente’ usando lentes de contato. Lente de contato Rígidas, você tem ideia do que eu estou falando? Usei as tal lentes por 3 anos, 1° ano 12 horas por dia, 2° ano 6 horas e no ultimo ano 4 horas, a partir dai eu consegui usa-las por 2,1 e finalmente por apenas alguns minutos sem que meus olhos ficassem vermelhos e ficassem piores do que sem o uso das lentes. Fiz um mapeamento das minhas córneas pra acompanhar sua evolução o que é importante para todos os portadores dessa doença fazer. Enfim decidi por conta própria parar de usar as lentes, sempre fiz a higienização das mesmas impecavelmente, não tinha porque eu não me acostumar com as lentes, porem eu tenho renite, e quem tem renite sabe que os olhos ficam vermelhos e usar lentes estava se tornando uma loucura para mim. Hoje não uso lentes, parei de fazer acompanhamentos, mapeamentos de córneas, desisti de me tratar desta doença. Decido me adaptar ao mundo. Para uma pessoa que sempre se identificou com leitura de livros, nos últimos 5 anos isso não é mais realidade para mim, cm a ajuda computador eu consigo, ler, trabalhar, estudar e me satisfazer profissionalmente. Não aconselho ninguém a fazer o que eu fiz, desistir do tratamento, mas posso aconselhar as pessoas que estão passando por isso a não desistirem de suas vidas, estamos neste mundo por algum motivo, todos passamos por dificuldades e uma força maior esta nos testando para ver como enfrentamos as provas do dia-a-dia. Se você acha que não em mais solução, eu te digo, tem sim DEUS, independente de sua religião ou crença, acredite a força maior que ira lhe ajudar a enfrentar as dificuldades é Deus. Acredite, sou muito feliz por ter encontrado em Deus as respostas das minhas perguntas. Podemos não ser perfeitos fisicamente ou psiquicamente porem o que esta em ‘nossos corações’ é o que nos torna pessoas perfeitas.

Stella Souza disse...

Eu tenho ceratocone e o medico falou que vou ter que fazer uma cirurgia estou com medo de fazer essa cirurgia tenho 11 anos e meu nome é Stella

Luciano Bastos disse...

Prezado Marco Antônio,

Li atentamente seu relato. É muito comum pacientes chegarem no Instituto de Olhos Dr. Saul Bastos (IOSB) com problemas como o seu, com diagnóstico de ceratocone e com dificuldades com lentes.

Para você ter uma idéia recebemos semanalmente cerca de 30 a 40 pacientes só de ceratocone, temos uma tradição de mais de 45 anos (contanto com meu pai naturalmente) de tratar da reabilitação visual de pacientes não somente com ceratocone mas com outras patologias e córneas irregulares.

Alguns pacientes chegam com o mesmo problema que você, usavam lentes até terem uma complicação e não conseguirem usar mais. Muitos outros sequer conseguiram se adaptar. É comum pacientes relatarem que colocaram um caco de vidro nos olhos deles, ou a sensação que tinham um tijolo no olho. Pois então a nossa técnica e tecnologia, acredite-me, é justamente tornar a adaptação possível com conforto, boa visão e especialmente mantendo a saúde fisiológica dos olhos dos pacientes.

Para os casos que a lente RGP não é uma solução viável ainda existem as lentes esclerais que nós de forma tambékm pioneira no Brasil iniciamos as adaptações em 2008-2009 após eu ter estudado mais de 7 anos este tipo de lentes.

Não é tarde para fazer uma readaptação, a sua vida pode mudar e para melhor, tenho a convicção de que podemos ajudá-lo se quiser, eu costumo cumprir o que digo.

De toda a sorte, existem outros ótimos especialistas no Brasil que também usam as lentes que desenvolvemos, se me disser de onde você é talvez eu possar indicar um oftalmologista mais próximo de você.

Boa sorte, tenha fé e não desista.

Abraço,
Luciano Bastos

Luciano Bastos disse...

Olá Stella,

Perguntas:

1. Qual a cirurgia?

- Crosslinking
- Implante de Anel
- Transplante

2. Seu caso realmente é de cirurgia? Quantos especialistas você consultou já?

3. E de onde você é?

Luciano Bastos
Em colaboração com o blog C&T.

Anônimo disse...

Tenho uma amiga em Bh que descobriu que tem Ceratocone a poucos meses; e o médico indicou lentes ROSE K (que são muito caras). Existe algum lugar em Bh que ela conseguiria essas lentes de graça? Obrigada ao pessoal do blog! Vcs estão de parabéns!

Gilvan de Jesus disse...

Descobrir recentemente que minha filha de 14 anos tem ceratocone e está num estado avançado, as recomendações médicas é de aplicação é de tratamento cirúrgico, comecei a minha luta para cuidar dos olhos da minha princesa.

Anônimo disse...

Boa noite! Gostaria de saber se há algum especialista em ceratocono em MG, pois moro no interior de Minas. Abs.

Luciana disse...

Ola meu nome eh Luciana sou de Londrina tambem tenho ceratocone descobri ja faz quase 3 anos tambem entrei em panico,agora ja to mais conformada tentei fazer o uso das lentes de contato rigidas naum consegui me adaptar,devida a grande dificuldade ue tenho no dia a dia estou fazendo acompanhamento para fazer procedimento cirurgico meu medico me indicou para colocar o anel de ferrara,um procedimento menos agressivo que o transplante de cornea,ja estoufazendo os exames necessarios e tenhomuita esperanca que vai da certoo esto bem confiante,quero muito voltar a enxergar...Luciana Ferreira dos Santos - Londrina -Pr.

Luciano Bastos disse...

Olá Luciana,

Muitas vezes os pacientes que submetem-se ao procedimento de implante de anel intra-corneano tem de fazer uso (adaptação) de lentes de contato rígidas para melhorar a visão. Nem sempre a correção oferecida pelo procedimento é suficiente.

É importante você saber que existem diversos tipos e marcas (tecnologias) em lentes especiais e o paciente tem que procurar um especialista que consiga uma adaptação sem sofrimento e sem desconforto excessivo, acredite isso é possível.

Depois poste como foi o resultado do implante e qualquer dúvida estamos a disposição aqui.

Atenciosamente,

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Leonardo barbosa da rocha disse...

Boa tarde.
Meu nome é Leonardo, sou do Rio de Janeiro. Meu filho tem 14 anos e foi diagnosticado com Ceratocone há 10 dias. Fomos muito bem atendidos pela Doutora Anna Beatriz Simões, que nos tranquilizou muito e nos informou os métodos de tratamento.
Marcou para cinco dias depois os testes de adaptação com lentes rígidas, mas antes de fazermos os testes decidimos procurar uma segunda opinião e marcamos uma consulta com um médico que nos foi indicado em um outro fórum que estamos lendo (aliás, ainda não paramos de ler a respeito desde a notícia).antes da consulta, estava marcado os testes com as lentes e fomos, foi muito legal, mesmo ele se sentindo muito incomodado, pois nunca havia usado óculos ou mesmo lentes. Ele voltou a enxergar, ficou doido e ficamos de voltar para encomendar as lentes. No dia seguinte, fomos a consulta com o outro médico e ele não sabia que já havíamos feito os testes com as lentes rígidas (só falei do diagnóstico e queria uma segunda opinião).Realmente foi confirmado o ceratocone...Orientação do médico...Vamos marcar a cirurgia para implante do anel intracorneano...Questionei se não seria o caso de fazer os testes com as lentes rígidas que foi indicado na outra clínica...Ele falou que a adaptação é muito difícil e ele não iria se acostumar...
Agora eu faço uma pergunta... Como vamos saber se estamos em boas mãos?
Doutor Luciano, aqui onde trabalho, veio me procurar uma pessoa que não sei como ficou sabendo do caso do meu filho e gostaria de me levar em um especialista do qual já vi o senhor falar muito bem dele aqui nesse fórum (Dr. Ari Pena), mas ele não aceita meu plano de saúde e a consulta está totalmente fora do meu orçamento.
Também quero ressaltar que fui MUITO bem atendido na primeira clínica que fomos e que meu filho fez os testes com as lentes rígidas. (clínica Focus - Responsável Dr.DR. ALBERTO M. BENSOUSSAN).
Pergunto:
Estou bem atendido, o senhor acha que devo prosseguir nessa clínica?
Fico no aguardo.
Grande abraço a todos.
Leonardo Rocha.

Luciano Bastos disse...

Caro Leonardo,

Quando o diagnóstico de ceratocone é precoce assim aos 14 anos é ainda mais importante o acompanhamento do caso junto ao oftalmologista. Tenho a convicção de que os dois especialistas consultados tiveram a boa intenção de oferecer o tratamento conforme a sua sub-especialidade em relação ao ceratocone.

No Rio há excelentes especialistas e a diversidade de tratamentos oferecidos pode variar entre a adaptação de lentes de contato RGPs especiais a cirurgias que vão das minimamente invasivas até as mais invasivas. Alguns deles atendem planos de saúde outros somente particular, tem que verificar isso. Os cirurgiões que conheço e que tem bastante experiência são o Dr. Renato Ambrósio e o Dr. Paulo Polisuk, excelentes profissionais.

Alguns especialistas em lentes especiais que conheço e que vocês podem consultar para ter outra opinião são:

› CLINICA DE OLHOS DR. EDUARDO CUKIERMAN LTDA
Dr. Eduardo Cukierman
Rua Siqueira Campos, 43 Conj 411
21)2549-3394

› Clínica de Olhos do Rio
Dra. Marian Daibes Rachid
Rua Visconde do Pirajá, 577 / 601
(21) 2512.7173

› BRUNNO DANTAS OFTALM. LTDA
Dr. Brunno Dantas
Av.. Franklin Roosevelt, 84 Sala 704 Centro
(21)2292-8625

› CLÍNICA PECEGO
Dr. José Guilherme Pecego
Rua Vinícius de Moraes, 177/101
(21) 2522.4930

Obs. Informação retirada do website www.ultralentes.com.br

Espero que estas informações possam ajudar.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

thais de brasilia disse...

Oi meu nome e Thais descobri que tinha ceratocone nos dois olhos em 2005 .cheguei a colocar o anel no olho esquerdo .não consegui me adaptar a lente e hoje uso óculos de grau muito alto arde muito meus olhos .tenho muito medo de ficar cegar

Luciano Bastos disse...

Thais,

É possível que em seu caso exista uma associação de ceratocone com síndrome de olho seco, que causa ardência forte, especialmente quando a umidade relativa do ar está muito baixa ou em locais com ar condicionado.

Possivelmente a adaptação de lentes esclerais possa ajudá-la a não somente ter uma acuidade e qualidade visual melhor mas como também tratar a questão da secura (e consequentemente a ardência ocular)de forma terapêutica, uma vez que estas lentes são inseridas nos olhos com um fluido de solução salina sem conservantes e isso promove um ambiente saudável e restaurador para a córnea especialmente, pois é a área mais sensível.

Não sei quem em Brasília adapta lentes esclerais, não as desenvolvidas por nós ao menos. No entanto temos alguns pacientes de Brasília que vem a Porto Alegre para adaptação de lentes especiais.

Boa sorte,

Luciano Bastos
Em colaboração com o blog C&T.

Anônimo disse...

oiii meu nome é Mirian tenho 20 anos..

descobri que tenho ceratocone ano passado e ja tem 1 ano que uso lentes de contato rigidas.. e estou vivendo tranquila... no começo foi muito ruim me adaptar a essa lente... pois ela é durinha e doia muito.. parecia que tinha areia no meu olho.. eu chorava muito.. doia demais.. mais a minha medica me falou que era assim mesmo.. e que ao longo do tempo eu iria me adaptar...
Hoje em dia com 1 ano com a lente... vivo muito bem.. enxergo bem... não tão bem de longe.. mais dá pra enxergar bem...
Estou muito feliz hoje em dia.. pois antes eu enxergava muito embaçado mais nunca quis usar oculos.. foi quando eu fui ao medico pois eu estava forçando minhas vistas demais no serviço.. na escola.. e começou a me dar uma dor de cabeça muito forte.. devido a forçar as vistas demais...
foi quando eu descobri que eu tinha essa doença chamada Ceratocone.. e a medica falou que nesse caso.. a solução seria usar a lente de contato rigida 'durinha' .. caso eu nao me adaptasse com ela teria que fazer um transplante de corneas... GRAÇAS A DEUS.. eu me adaptei com ela.. e tem 1 ano que vivo com ela.. só tiro ela pra dormir..
a minha dica é: no começo é ruim a se adaptar as lentes.. mais depois passa.. e voce se acostuma. afinal tudo nessa vida agente se acostuma.. não existe nada impossivel.. tem que ter força de vontade.. determinação.. foco.. hoje em dia sou uma pessoa normal.. e estou muito feliz!!!!!!!! a outra dica é quanto á higiene.. essas lentes tem que ter um cuidado especial referente a higiene.. ou seja: limpe ela pelo menos 3 vezes ao dia.. e tenha cuidado, pois é muito facil de perder ela.. pois ela é transparente...
espero ter ajudado.
Boa sorte a todos.

Anônimo disse...

Olá pessoal, eu moro em SP, vi que muita gente sente um desanimo e muitas até desistem de fazer muitas coisas pensando muito no problema. Eu descobri o cerato aos 18 anos, foi muito ruim, pois no inicio nao quis aceitar de forma alguma, nem oculos eu quis usar para nao passar a informaçao de que eu estava tendo problemas de visao. Pois bem, o tempo se passou e, no ano de 2009 comecei a usar a lente com frequencia, pois vi que o problema vinha se agravando, e desde entao, nao parei mais de usar. No inicio foi dificil se adaptar, mas com 10 dias de uso, ja senti mais confortavel, menos incomodado com a lente e, as vezes nem lembrava que estava com as mesmas. Viajei pra Espanha esse mes, e a lente acabou saltando do meu olho num evento, eu mesmo pisei em cima da bichinha, pobre de mim, quebrou na hora... chegando no Brasil, ja peguei a lente reserva e coloquei no olho, esta tudo tranquilo, mas ja vou fazer mais uma lente reserva, pois nao da pra se descuidar e ficar sem a mesma. Bom galera, quero que voces sintam mais alegria e nao desanimem, nao é o fim do mundo, logo com o passar dos anos, vao surgir mais estudos avançados para nos ajudar nisso. Fiquem com Deus e tudo de bom para todos voces! Abraços

Sílvia Lima Cruz disse...

Oi meu nome è Sílvia e gostaria de saber o seguinte: desde os catorze anos fui diagnosticada com ceratocone, usei lc rígidas por muito tempo até que precisei fazer o transplante de córnea primeiro na direita, que não deu muito certo, dez anos depois na esquerda,depois disso tive que implantar uma lente no olho direito, hoje uso óculos com um grau baixo, mas meus olhos ainda me encomodam muito, gostaria de saber se ainda sou considerada portadora de ceratocone?

Luciano Bastos disse...

Olá Silvia,

A definição da situação atual seria de transplantado de córnea com, provavelmente, astigmatismo irregular pós-operatório.

Não ficou bem claro se o que lhe incomoda nos olhos é a visão não ser melhor ou algum desconforto.

Luciano Bastos
Em colaboração com o blog C&T.

2Danimation disse...

Sou luciano sou portador de ceratocone, uso lentes rigidas tenho uma visão boa, mas tenho bastante medo dessa doença pois trabalho com computação grafica daí fico bastante tempo no pc, sou quase um nerd rsrsrsrs...passo 15 hrs com ela no olho, será que isso irá me prejudica?
será que tem alguma lente que eu possa usar umas 16hrs por dia?

2Danimation disse...

Sou luciano sou portador de ceratocone, uso lentes rigidas tenho uma visão boa, mas tenho bastante medo dessa doença pois trabalho com computação grafica daí fico bastante tempo no pc, sou quase um nerd rsrsrsrs...passo 15 hrs com ela no olho, será que isso irá me prejudica?
será que tem alguma lente que eu possa usar umas 16hrs por dia?

Luciano Bastos disse...

Olá 2Danimation,

Usando 15 horas por dia você deve estar bem adaptado a suas lentes e elas parecem não incomodá-lo. e fosse no IOSB possivelmente uma lente Ultracone com coeficiente de oxigenação super alto (igual/maior que 100) resolveria. No entanto uma dica importante para quem fica por longos períodos na frente do PC (monitor) é lembrar de piscar, essa é a primeira e talvez mais importante dica pois a pessoa concentrada fica sem piscar e isso aumenta exponencialmente a evaporação da lágrima, deixando o olho ressecado, vermelho as vezes no fim do período. Outra dica é utilizar colírios em forma de lágrimas artificiais que poderão ser indicados pelo seu oftalmologista.

Boa sorte e boas festas!

Luciano Bastos

Michael M. disse...

Meu nome Michael, sou de Ouro Branco - MG e descobri que tenho ceratocone desde os 17 anos, hoje tenho 21 e não me adaptei ao uso das lentes de contato rígida, já tentei diversos modelos, desde os mais baratos, aos mais caros. Consigo usar a lente somente por algumas horas e então começo a ter irritação, olho vermelho, coçando, e os colirios não resolvem.
Gostaria de saber sobre o transplante de córnea, se ele é um procedimento que resolve totalmente ou se tem riscos de perder a visão ou ter que continuar usando as lentes.
Abraço!

Fatima Baggio disse...

Fátima - Pato Branco-PR

O crosslinking cura o ceratocone, ou ameniza o problema apenas? Fiz cirurgia em 2011, uso lentes de contato, pois tenho miopia e astigmatismo.

Anônimo disse...

Boa tarde Luciano me chamo Emilia tenho 23 anos descobrir que tenho esta doença a 1 mês só que nao customei com oculos doem minhas vista e sem o oculos eu enxego melhor ,vis varios exames de vista pra ver si eu tinha a doença.
O medico diz como eu consigui viver com esta doença porq eu nunca procurei medico o grau das minhas vista e alta.
OD --5,75 -6,50 10°
OE ---- -3,25 170°
ADIÇÃO---- DP/DNP 68mm
Este e o grau das minha vista,so que eu enxego melhor sem o oculos,sera porque minha vista nao customou com o oculos ou sera com a lente e melhor por causa da doença?
Eu queria sabe quando tempo pra eu customar com o oculos ou eu tenho que procura denovo meu medico?

Luciano Bastos disse...

Olá Michael M.,

Na maior parte das vezes que um paciente tem dificuldades em lentes de contato é exatamente por ter experimentado modelos (sejam mais baratos ou caros) que não foram suficientes para proporcionar conforto e uma boa adaptação. Talvez lentes esclerais possam lhe oferecer um conforto e adaptação, ou então testar lentes que são totalmente personalizadas exatamente para o seu caso, com nível de detalhe muito maior. No IOSB aqui em Porto Alegre fazemos estas adaptações rotineiramente com um índice de sucesso muito alto.

Talvez o Hospital Banco de Olhos de Sorocaba possa ser um local mais perto de você onde você não somente poderá ser reavaliado e testar outras lentes mas como obter informações sobre um possível transplante de córnea, este hospital é referência em transplante de córnea no Brasil e na América Latina.

Boa sorte,



________________________________

Olá Fátima Baggio,

O propósito do "crosslinking de colágeno de córnea com riboflavina sob raio ultravioleta" é de aumentar as ligações covalentes das fibras de colágeno da córnea, aumentando assim a resistência biomecânica da córnea para que ela não mais esteja susceptível a episódios de progressão. Resumindo, o tratamento tem a função de deter o avanço da patologia do ceratocone e de outras ectasias corneanas. Segundo os estudos mostram, em alguns pode haver uma pequena (não significante) diminuição da curvatura da córnea na região tratada e uma pequena melhora visual, mas este não é o objeto do tratamento e não deve servir como base para decisão, a idéia é não deixar progredir.

Um dado importante a saber é que o ceratocone, na maior parte dos caos, não progride indefinidamente, cessando ou diminuindo sensivelmente os episódios de progressão em relação a sua significância e frequência.

O Brasil conta com uma oftalmologia moderna e bem avançada não ficando atrás de países de primeiro mundo, mas os tratamentos para o ceratocone tem suas limitações, o que realmente melhor corrige a visão são lentes de contato especiais de boa qualidade e alta tecnologia.

Espero ter ajudado.
Luciano Bastos

_________________________________

Olá Emília,

Em alguns casos de ceratocone que vão de iniciais a moderados é possível se conseguir prescrição de óculos que proporcionem uma acuidade visual adequada. É necessário que o oftalmologista tenha calma e que utilize diferentes técnicas para encontrar uma prescrição de grau esférico e de cilindro e eixo do cilindro que possa oferecer uma acuidade suficiente ou razoável.

Nos casos mais avançados as vezes é inútil tentar, especialmente quando os poderes de grau são muito elevados, especialmente o do astigmatismo. O ceratocone provoca um astigmatismo irregular que as vezes é virtualmente impossível de corrigir com óculos, aí neste momento as lentes de contato rígidas especiais ou as lentes esclerais levam enorme vantagem sobre qualquer outro tratamento, seja menos ou mais invasivo, na hora de proporcionar uma boa reabilitação visual.

Espero ter ajudado.
Luciano Bastos

Míriam Cordeiro disse...

Tenho 45 anos, a 4 meses fui diagnosticada por um especialista com a Degeneração Marginal Pelúcia, agora procurando a opinião de um segundo especialista ele disse que ão tem dúvida nenhuma pelos exames que tenho ceratocone de grau 1 no olho direito e grau 2 no olho esquerdo. Tenho total intolerância a qualquer tipo de lentes de contato, hoje com óculos levo uma vida totalmente normal e não deixo de fazer nada. Nos exames clínicos o médico disse que usando óculos tenho 95% de visão no olho direito e por volta de 90% do olho esquerdo.
Existe possibilidade do ceratocone estar estabilizado e eu conviver com ele sem a necessidade do uso de lentes ou tratamento cirúrgicos. Ou seria necessária procurar a opinião de um terceiro especialista.

Míriam Cordeiro, Araçatuba/SP, 18/08/2014

Luciano Bastos disse...

Olá Mirian Cordeiro,

Não é incomum ocorrer diferentes interpretações de ectasias corneanas entre ceratocone e degeneração marginal pelúcida. Dependerá muito da experiência e conhecimento do especialista em córnea.

Mais de uma vez recebemos pacientes com dianóstico de DMP provavelmente feito pela análise da topografia que não é suficiente para determinar o diagnóstico. A biomicroscopia é fundamental para confirmar ou não uma degeneração marginal pelúcida ou se não se trata apenas de um ceratocone de ápice descentrado inferiormente.

Vou publicar um artigo sobre isso em breve, é importante saber diferenciar um do outro. Em casos brandos é possível a adaptação de lentes RGPs especiais, embora seja uma adaptação difícil há casos em que é viável. Entretanto para a DMP a adaptação de lentes esclerais é de longe a melhor opção para oferecer conforto, boa visão e manter a saúde fisiológica da córnea e áreas adjacentes.

Na degeneração marginal pelúcida muitas vezes há menos irregularidade no eixo central da córnea e por essa razão os pacientes geralmente podem ainda ter uma acuidade visual satisfatória com óculos ou até mesmo sem correção em algumas vezes, pode ser o seu caso.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos