Seja Bem-Vindo!

PÁGINA INICIAL (Home)

Dica: Utilize a pesquisa personalizada do blog para assuntos específicos em relação ao ceratocone.

Este blog tem o compromisso de divulgar informações precisas e atualizadas sobre o ceratocone e as opções de tratamento, cirurgias e especialmente da reabilitação visual com uso de óculos ou lentes de contato.

Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

ReCall das lentes de Contato SoftPerm de uso diário

A Agência Regulatória de Produtos Médicos e Saúde (Medicine and Healthcare Products Regulatory Agency - MHRA) emitiu um alerta sobre as lentes de contato Softperm de uso diário (Synergicon A).

A empresa CIBA Vision está realizando um "recall" de lotes das lentes de uso diário Sofperm fabricadas a partir de 14 de Março de 2009 por temer que o produto não esteja esterilizado e possa causar infecções oculares. Os lotes fornecidos a partir desta data devem ser retornados a CIBA pelo risco de estarem afetados.

Durante uma troca do lacre dos frascos destas lentes a CIBA identificou que a esterilidade do produto possa estar comprometida, disse o MHRA. Se não está estéril a lente pode causar infecções oculares e o pH da solução de conservação pode estar fora da especificação, o que pode causar queimaduras e dores tipo agulhadas em sua aplicação nos olhos.

Os especialistas estão sendo orientados a interromper o fornecimento das lentes de contato Softperm e retornar todas as lentes não utilizadas para o fabricante CIBA Vision. O MHRA também recomenda aos especialistas que entrem em contato com seus pacientes que receberam estes produtos afetados e solicitem aos mesmos lentes não utilizadas ao fabricante*. Quaisquer incidentes de reação adversa devem ser reportados a CIBA Vision e ao MHRA.

* A CIBA Vision não fabrica mais as lentes Sofperm de uso diário, os fabricantes locais de cada país devem ser contatados.

Fonte: MHRA

4 comentários:

Camila disse...

Fui diagnosticada com ceratocone incipiente e meu médico me disse para usar óculos. Já estou usando os óculos, mas pesquisando na internet vi que as lentes são o melhor para o tratamento dessa doença, e eu certamente as preferiria. Existe alguma razão para ele ter me indicado o uso de óculos?

Obrigada!
(Desculpe por perguntar aqui, mas não encontrei nenhum email pra onde pudesse enviar a pergunta.)

Luciano Bastos disse...

Prezada Camila,

O seu médico está correto em prescrever óculos sendo o seu caso incipiente como mencionado. De acordo com o protocolo de tratamento do ceratocone essa é a primeira opção sempre mas de fato também não impossibilita a adaptação de lentes de contato para a correção visual, que no seu caso (inicial) é possível optar, embora seja bom ter os óculos.

Uma adaptação de lentes de contato no ceratocone inicial permite que se adapte lentes gelatinosas, já em casos mais avançados o uso de lentes RGPs (rígidas gás permeáveis) é a melhor opção por ser mais seguro, mais saudável e oferecer melhor qualidade de visão ao paciente. Quanto a questão do conforto é importante saber que lentes rígidas (gás permeáveis) não são necessariamente desconfortáveis como muitos acreditam, o segredo está em perseverar e encontrar lentes de alta qualidade e tecnologia, especialmente lentes RGPs especiais asféricas para ceratocone e obter uma boa adaptação com um profissional experiente. Na dúvida ou se tiver dificuldades tenha a opinião de outro(s) oftalmologistas).

Essa é, na minha opinião, o caminho ideal caso você decida adaptar lentes de contato.

Espero ter ajudado.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T.

Camila disse...

Muito obrigada pela atenção, Luciano!
Mas então no meu caso ainda é possível usar lentes gelatinosas? Elas vão fazer o ceratocone parar de progredir? Porque, por mais que elas sejam mais confortáveis, não quero usar algo que não vá ajudar de verdade, já que sei que esse problema pode ser grave.

Obrigada novamente.

Luciano Bastos disse...

Camila,

A adaptação de lentes não é tratamento, é reabilitação visual para que caso necessário o paciente possa retomar a sua vida e suas atividades profissionais e sociais com o maior conforto, segurança e qualidade de visão possível.

Se os óculos resolvem e a patologia estiver estabilizada continue com eles (óculos) se não lhe incomodam.

Luciano Bastos
Em colaboração com o Blog C&T